quinta-feira, 21 de novembro de 2019

SEISCENTOS ALUNOS APOIAM INTERVENÇÃO NA AESGA


Na terça-feira à noite, quando esteve na AESGA para se reunir com os professores, o prefeito Izaías Régis recebeu também uma comissão de alunos da Autarquia, formada em sua maioria por estudantes do curso de direito.

Esses conversaram com o gestor sobre os problemas da instituição de ensino superior e entregaram um abaixo-assinado (subscrito por 600 estudantes) pedindo a intervenção.

No documento, os alunos chegaram a solicitar ainda que todos os ocupantes de cargos de confiança sejam exonerados juntamente com a presidente da AESGA.

O prefeito, segundo nos revelou um dos alunos que participou da comissão, explicou que os cargos comissionados são indicados pela dirigente da Autarquia. Assim, cabia a ele intervir, mas fica a critério  da pessoa indicada por ele para administrar a instituição decidir se os atuais coordenadores continuarão ou não.

Antes de passar a apoiar os professores e a nomeação de um interventor, os estudantes procuraram se inteirar da situação da Autarquia de Ensino Superior de Garanhuns, chegando à conclusão que os problemas realmente são graves e alguma coisa precisa ser feita.

“A crise financeira porque passa a AESGA, coloca todos em risco. Os professores, os alunos e a instituição como um todo”, comentou o aluno que teve contato com o blog.

Em sua conversa conosco, ontem à tarde, o padre José Emerson, professor do curso de direito, revelou que Eliane Simões ao assumir uma secretaria na prefeitura, passando a presidência da Autarquia a professora Giane Lira, deixou seis milhões de reais no caixa.

Hoje, ao que tudo indica, o cofre está vazio, pois o que se diz é que “a AESGA quebrou”.

*Foto reproduzida do Blog de Carlos Eugênio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário