Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa
Assembleia Legislativa

sexta-feira, 29 de março de 2019

AGRICULTORES DE SÃO PEDRO LUTAM POR POSSE DE TERRA


     Uma parte das famílias de São Pedro

Há quase 40 anos,  agricultores moram e trabalham numa área de pouco mais de 500 hectares de terra no distrito de São Pedro, em Garanhuns. 

Inicialmente, em 1983, eram 45, mas hoje são 150 famílias vivendo da agricultura familiar, sem que nenhum deles tenham recebido ainda a posse da área.

Os agricultores ocuparam a terra por conta de um programa de regularização fundiária realizado pela Sudene, três décadas e meia atrás.

Mas a propriedade foi colocada indevidamente, segundo a advogada Priscilla Jordão, em nome da Cooperativa Coorpegal, que, “na qualidade de interveniente, deveria ter passado os títulos de propriedade para os beneficiários e não o fez”.

Priscilla disse que, ao contrário, a Cooperativa garanhuense contraiu diversos empréstimos, colocando o imóvel como garantia, sem a anuência e o conhecimento dos agricultores, gerando um processo de execução fiscal do imóvel.

Na localidade existem pessoas que começaram a trabalhar a terra aos 25 anos, hoje são pais e avós e estão vivendo a angústia de perder tudo que construíram durante toda uma vida.

REUNIÃO – A luta encampada pelos que fazem a Associação Itacatu, entidade que luta pela posse da terra pelos seus legítimos donos, foi reforçada nesta quinta-feira, numa reunião realizada em São Pedro, com a presença de representantes do governo do Estado, de vereadores de Garanhuns, advogados e, claro, dos agricultores.

Também o deputado estadual Claudiano Filho, que mandou sua assessoria ao distrito de Garanhuns, está apoiando inteiramente a luta dos agricultores e vai tentar junto ao governador Paulo Câmara uma solução para o problema.

Na reunião realizada ontem à tarde em São Pedro, Cleodon Ricardo de Souza esteve presente pelo Iterpe e Welllington Gleybson Maciel representou a Secretaria de Desenvolvimento Agrário, os dois pelo Governo do Estado.

Tanto os dois, quanto os advogados Giorgio e Priscila Jordão discutiram a questão e se pronunciaram a favor do direito das 150 famílias que há tanto tempo moram e trabalham na propriedade de São Pedro.

Vereadores Betânia da Ação Social, Gil PM e Zaqueu Lins, que apoiaram Claudiano Filho na eleição passada, também foram prestar solidariedade aos agricultores e deixaram claro que estavam ao lado deles, lutando junto ao governo para que a terra fosse assegurada às famílias garanhuenses.

Ainda na reunião, o Dr. Giorgio disse que em 2014 houve uma decisão favorável aos camponeses,  por parte do juiz federal de Garanhuns, que anulou a penhora sobre o imóvel. “Mas infelizmente o TRF renovou a decisão e determinou a continuidade da execução”, lamentou.

Durante o encontro no distrito garanhuense,  diversas vozes da comunidade foram ouvidas e seus anseios considerados, ficando o Estado comprometido a tratar a situação conjuntamente,  na busca por uma solução justa e efetiva. “Afinal, o que é justo e necessário é garantir efetivamente a propriedade aqueles querem na terra seu suor e seu sustento há quase quatro décadas de luta e sobrevivência”, comentou Priscilla Jordão.
                      Reunião de lideranças com os agricultores

Nenhum comentário:

Postar um comentário