terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

AS CRISES NO GOVERNO BOLSONARO


Depois de quase uma semana num “sai não sai” irritante, finalmente o ministro Gustavo Bebianno foi demitido pelo presidente Jair Bolsonaro.

Importante na campanha que elegeu o capitão, o secretário geral da presidência da República caiu em desgraça após uma reportagem da Folha que divulgou um esquema de corrupção na campanha eleitoral,  com o uso de recursos do fundo partidário (no caso o PSL), através de candidaturas laranja.

Além de Bebianno, esteve envolvido no esquema o deputado federal pernambucano Luciano Bívar, acusado de fabricar “candidaturas laranjas” para captar recursos na campanha.

Todos os indícios são de que o presidente demorou a afastar o auxiliar por reconhecer sua importância na campanha e também por temer uma reação forte de um homem que sabe demais.

A crise demorou mais a estancar por conta dos filhos de Bolsonaro, que falam demais, se metem no governo por qualquer coisa e na ânsia de ajudar terminam atrapalhando o governo do pai.

O que está acontecendo em nível nacional lembra muito o que a gente vê, há tempos, em pequenas cidades do interior.

Do jeito que a coisa vai ainda teremos muitas crises como esta do Bebianno pela frente.

2 comentários:

  1. Na verdade esse besteirol todo não tem nada a ver com o que foi divulgado. O Bebiano queria ser informante da Globo no interior do governo e Bolsonaro não permitiu. Logo foi convidado a se retirar!

    ResponderExcluir
  2. 0 maior erro do Gustavo Bebianno foi tentar apagar as ameaças feitas pelo pai e filhos antes,durante e após as eleições de 2018.

    Não tiveram a humildade de vestir as roupas populares,de estender as duas mãos a reconciliação política numa sistema eleitoral brutal,corrupto,cheios de raposas,as quais, estão inclusas nos processos políticos e o partido delas e deles são os ganhadores das eleições.

    0 Gustavo Belbianno Advogado viu que muita coisa estava errada e tentou apagar o incêndio provocado pela família quando se envolveram nas falcatruas da ALERJ (assembleia legislativa do estado do Rio de Janeiro) quando dos 20 deputados estaduais envolvidos 14 deles foram presos e um dos filhos do presidente está envolvido até o talo nos erros grosseiros.

    Um civil no meio dos militares e com os filhos fazendo palhaçadas nas redes sociais sem se dá conta de que a eleição passou e eles usaram e abusaram das redes sociais para propagarem mentiras e mais mentiras a ponto de atingirem a vida pregressa de algumas pessoas atingindo suas honras e dignidades.

    Eu vejo apenas um vice presidente ponderado e competente em desfazer as bobagens escritas por todos nas redes sociais.Todas as corrupções eleitorais caíram e cairão no colo de todos os presidentes da República porque o sistema eleitoral é pobre e faz parte do lamaçal e das laranjas podres chamada de coligações partidárias aprovada por JAIR MESSIAS BOLSONARO e seus colegas picaretas e achacadores ( incluindo o Ciro e Cid Gomes que jogaram merda no ventilador) nestes 100 anos de Brasil, República de bananas!

    ResponderExcluir