SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

FILME DE CINEASTA MEXICANO CONQUISTA O MUNDO E MOSTRA NOVA REALIDADE A RESPEITO DA SÉTIMA ARTE


“Roma”, filme do diretor mexicano Afonso Cuarón, tem colecionado prêmios importantes na Europa (inclusive o cobiçado "Leão de Ouro" do Festival de Veneza) e é considerado pela crítica especializada internacional como o melhor longa-metragem lançado em 2018.

Cineasta já tem seu nome consagrado inclusive em Hollywood, pois em 2013, com “Gravidade”, ganhou o Oscar de Melhor Diretor.

O título “Roma”, do filme que está conquistando crítica e público ao redor do mundo, é por conta de um bairro do mesmo nome,  na Cidade do México.

Filmado em preto e branco, o trabalho de Afonso Cuarón é uma verdadeira obra de arte e retrata não apenas como era a vida no México, no início dos anos 70, mas termina por registrar, de maneira realista e às vezes poética, a realidade da América Latina de modo geral.

Quem morou no Recife nos anos 70, não pode deixar de se identificar com Roma, quando mostra as ruas, os conflitos de estudantes com a polícia, os cinemas do centro da cidade e os automóveis, com a presença forte do fusquinha, que por aqui também era o carro preferido da classe média.

Mais que um filme, “Roma” é um documento, uma obra de arte, que nos lembra os grandes cineastas do passado, principalmente os italianos como Federico Fellini e Vittorio De Sica.

Curioso é que o longa, produzido pela Netflix, não passou nos cinemas e está disponível apenas na provedora de filmes e séries.

Até uma briguinha está rolando por conta deste fato. Isso é apenas o começo de uma nova realidade: a internet hoje dispensa você de ir ao cinema. Muitos filmes bons, americanos, italianos, franceses, alemães, argentinos, russos, israelenses, brasileiros ou de qualquer outro país, podem ser visto no conforto do lá, entre uma parada e outra para ir no banheiro ou tomar um café pequeno.

Um comentário:

  1. Assisti!!!
    Nossa vida num filme espetacular .
    As cenas do parto e do afogamento considero como as mais envolventes.
    Assistam.

    ResponderExcluir