SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

sexta-feira, 27 de julho de 2018

GRUPO LGBTI DISCUTE CENSURA EM GARANHUNS

Polêmica em relação à peça com atriz trans motivou   a chegada do grupo ao município

O prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB), mantém-se irredutível em ceder o espaço do Centro Cultural de Garanhuns para a apresentação, ainda que a portas fechadas, bem como outros espaços públicos do município para apresentação da peça “O Evangelho Segundo Jesus Cristo, Rainha do Céu”, com a atriz trans Renata Carvalho. Na terça-feira (24), o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) - em liminar concedida pelo desembargador Silvio Neves Baptista Filho após o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) entrar com recurso - determinou que a montagem volte a integrar a programação do 28º Festival de Inverno de Garanhuns. Toda essa movimentação motivou a ida da Aliança Nacional LGBTI+ ao município do Agreste, com uma roda de diálogo paralela à programação do evento.

No documento, o desembargador afirmou que o monólogo estimula reflexão sobre discriminação às minorias. “A atração nada mais é do que um drama teatral, que busca conscientizar e estimular a reflexão sobre a discriminação social de uma minoria, especialmente das transexuais e travestis”, disse à imprensa do estado. Lembrando que o Brasil é o país do mundo que mais mata transexuais e cujo número de violência contra a população LGBTI+ (lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros e interssexuais) chegou a quase 450 assassinatos, em 2017, segundo dados do Grupo Gay da Bahia (GGB).

Em tempos nos quais Pernambuco figura entre os estados mais violentos para a comunidade LGBTI+ no Brasil (sexto lugar no ranking, com 27 assassinatos), a coordenação estadual da Aliança Nacional LGBTI+ segue para Garanhuns neste sábado, dando sequência às caravanas que tem realizado em munícipios pernambucanos. A ideia é debater temáticas relacionadas à diversidade com estudantes, comunicadores e profissionais de outras áreas em encontros gratuitos e abertos ao público, de maneira a aumentar a corrente contra o preconceito. Aproveitando um dos assuntos mais polêmicos nesta temporada de FIG, chega com a roda de diálogo "A voz da arte LGBT: a importância da liberdade de expressão". O encontro terá entrada gratuita, a partir das 16h, na Kombi Nação. 

Para a roda de diálogo, artistas e produtores culturais que levantam a bandeira da diversidade. Um deles é o pernambucano Romero Ferro: com duas apresentações na agenda oficial do FIG este fim de semana, o cantor já teve um de seus videoclipes censurado e ele foi bloqueado de redes sociais por cenas de nudez. Bianka Nicoli (a "Rainha dos Áudios") e Gabi Cavalcanti (performer do coletivo Sétimo Céu) falarão da aceitação às trans na indústria cultural. Participam ainda do evento a MC Mariana Oliveira (pioneira no rap pernambucano), as estilistas RM e Wirdney Style e a produtora cultural Maria do Céu. A apresentação e mediação do diálogo ficam por conta do jornalista Diogo Carvalho e do cientista político Marco Mota, coordenadores da Aliança Nacional LGBTI+ em Pernambuco. Na abertura e encerramento do evento, o público será animado pelo som do DJ Guedes.

A Caravana

A Caravana da Aliança Nacional LGBTI+ já passou pelos municípios de Jaboatão dos Guararapes (onde debateu a homofobia e bullying nas escolas), Caruaru (cultura LGBTI+), Arcoverde (machismo como base dos comportamentos discriminatórios) e Petrolina (aceitação dos LGBTIs pela família), sempre com bastante engajamento e participação das comunidades locais. De Garanhuns, a Caravana da Aliança segue para Triunfo e Afogados da Ingazeira, sempre levantando a bandeira da diversidade.

A Aliança

A Aliança Nacional LGBTI+ é uma organização da sociedade civil, pluripartidária e sem fins lucrativos. Legalmente registrada desde 2003, atuava inicialmente como uma lista de discussão na internet e depois ampliou seu trabalho de promoção e defesa dos direitos humanos e cidadania da comunidade LGBTI+, nos estados brasileiros através de parcerias com pessoas físicas e jurídicas. 

Com menos de um mês de coordenação em Pernambuco, a Aliança já realizou diversas ações em prol da comunidade local. No dia 21 de junho, lançou o Manual de Comunicação LGBTI+ no Recife, uma ferramenta que auxilia comunicadores a utilizar termos ligados ao universo LGBTI de maneira correta. Participaram do encontro jornalistas de renome no estado, como Graça Araújo (TV Jornal), Marcionila Teixeira (Diario de Pernambuco) e o youtuber Pedro Castilho (canal Põe na Roda).

No dia 28 de junho, coloriu as águas do Capibaribe e pontes do Recife com bandeiras do arco-íris, para lembrar o Dia Internacional do Orgulho Gay e alertar para os altos índices de violência contra a comunidade LGBT do país - em 2017, mais de 450 pessoas foram assassinadas por conta de sua orientação sexual e Pernambuco foi o sexto estado mais violento no ranking. O ato com as bandeiras foi elogiado e abraçado por várias pessoas na capital.

SERVIÇO
Caravana da Aliança Nacional LGBTI+ em Garanhuns
A voz da arte LGBT: a importância da liberdade de expressão
Onde: Kombi Nação (antiga Galeria 288 - Rua 15 de Novembro, 288)
Quando: Sábado (28 de julho), 16h
Entrada gratuita

Contatos:
Marco Mota (coordenador da Caravana da Aliança) - (81) 99692-6110‬
Diogo Carvalho (assessor de comunicação) - (81) 99900-6010

3 comentários:

  1. Alguns poucos pontos e vírgulas: - Ainda bem que o juiz Sílvio Neves Batista não pensa como o juiz de Jundiaí (SP)! - E por sorte, Garanhuns não tem só esse "Espaço Cultural". - 2. Não discuto a questão LGBT. – Fixo-me na peça censurada, por estupidez politiqueira! – 3. E para tratar de artes, até uma kombi serve! Ainda mais se essa kombi é a Kombi Nação, antiga Galeria de Artes na própria Garanhuns! /.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou em viadagem está você né!

      Excluir
    2. E se falarmos em asnos, burros, idiotas, ignorantes etc., aí estará você pastando!! - Essa é a sua folha corrida... Porque currículo você NÃO tem!!


      Excluir