ALEPE

ALEPE
ALEPE

sábado, 30 de junho de 2018

PAULO CÂMARA CANCELA ESPETÁCULO DE TEATRO


Diante da enorme repercussão e polêmica causada pela inclusão da peça “Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu!” na programação do Festival de Inverno deste ano, o governador Paulo Câmara decidiu hoje cancelar a apresentação do espetáculo.

Na nota, assinada pela Secretaria de Cultura do Estado, o Governo assinala que o Festival foi criado para unir e divulgar as expressões culturais de Pernambuco e não para dividir e estimular a cultura do ódio e do preconceito.

“O Governo também repudia todas as tentativas de exploração eleitoreiras feitas do episódio”, frisa ainda a nota da Secretaria de Cultura.

A íntegra da nota:
O Governo do Estado de Pernambuco, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundarpe, decidiu cancelar a apresentação "O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu" da Mostra de Teatro Alternativa do Festival de Inverno de Garanhuns de 2018, diante da polêmica causada pela atração e da possibilidade de prejuízos das parcerias estratégicas e nobres que o viabilizam. O Festival de Inverno de Garanhuns foi criado para unir e divulgar nossas expressões culturais e não para dividir e estimular a cultura do ódio e do preconceito. O Governo de Pernambuco também repudia todas tentativas de exploração eleitoreira feitas do episódio."
Secretaria de Cultura do Estado de Pernambuco

PREFEITURA - Pouco depois de tomar conhecimento da decisão do governador, o prefeito de Garanhuns, Izaías Régis, através do seu gabinete, divulgou a seguinte Nota Oficial:

O Governo Municipal de Garanhuns, na sua representação oficial o prefeito Izaías Régis, vem a público manifestar sua satisfação de ver que o clamor da sociedade de Garanhuns num pedido expresso de respeito à fé cristã, que foi transmitido para todo o Estado a partir de uma entrevista sua a uma emissora de rádio, reforçado pela população nas redes sociais, bem como ratificado por instituições religiosas que externaram o seu posicionamento, tenha sido ouvido pelo Governo do Estado de Pernambuco, culminando com a suspensão da apresentação em Garanhuns, do espetáculo "O Evangelho segundo Jesus - a Rainha dos Céus"

Lamentamos, portanto, que o Governo Estadual, tenha tentado desvirtuar o fato, querendo relacionar a questões políticas. A figura institucional, o Prefeito Izaías Régis, é a representação oficial da população de Garanhuns, e essa representatividade legal a ele outorgada por meio do voto, foi usada para se posicionar, colocando-se não contra a liberdade de expressão artística, mas sim contra a que essa liberdade não viesse a desrespeitar nenhum símbolo sagrado de uma religião, e de todos os seus seguidores.


O que não podemos deixar de ressaltar é que infelizmente, esse tipo de situação ocorre, porque o Festival que é de Garanhuns, é discutido e formatado sem nenhuma participação do povo de Garanhuns. Mas, sigamos, que tenhamos um Festival de Paz e que Deus continue nos abençoando.

5 comentários:

  1. Essa "fé cristã" já serviu para muitos crimes! Na Idade Média, Tomás de Torquemada cumpria ordens de papas e outros bichos pra matar pessoas e roubar os bens delas, em nome da "santa fé cristã"! - Na década de 1990 (século XX), o vigário-geral do Vaticano deu as bênçãos para que o gangster Enrico De Pedis fosse sepultado na Basílica de Santo Apolinário, em troca de vultosa quantia em dinheiro (um milhão de liras). Os restos de Enrico De Pedis foram retirados do Vaticano por ordem do Ministério Público e da polícia italiana, em 2012. Isso porque, em 2005, por meio de uma denúncia anônima, a polícia e Ministério Público começaram a investigar! Havia a suspeita de que o corpo da adolescente Emanuela Orlandi estivesse sepultado junto com Enrico De Pedis naquela basílica! Assim, foi aberta a tumba e o corpo do chefe da Banda della Magliana estava lá. – Mas o corpo de Emanuela ainda permanece em total mistério, sendo grande problema para a Igreja Católica! O escândalo envolveu inúmeros membros da "Santa Madre Igreja", entre eles, o cardeal Paul Marcinkus, que dirigia o Banco do Vaticano ou "Instituto para Obras Religiosas"! - Segundo Sabrina Minardi, ex-amante de Enrico De Pedis, ouvida nos depoimentos, a ordem para sequestrar Emanuela Orlandi partiu de Paul Marcinkus que estava "mandando um recado" para o pai de Emanuela, Ercole Orlandi. Ercole Orlandi morava com a família dentro do Vaticano. E era funcionário da prefeitura papal. Mas, para Paul Marcinkus, aquele funcionário sabia "coisas demais". E deveria calar-se – 2. ISSO é que deve ofender aos cristãos de Garanhuns e de alhures, porque são esses escândalos que desrespeitam os que têm essa "fé cristã"! Não um espetáculo teatral, obra de arte contemporânea! - E arte e cultura já existem desde muitos séculos antes dos gregos!

    ResponderExcluir
  2. Ho seu zé, aceita que dói menos kkkkķkk
    Não adianta dispejar todo o seu ódio e dispreso encima da fé cristã não.
    Ficou bicudinho foi , não vai poder ver as amiga né.

    ResponderExcluir
  3. Mas que absurdo, cancelaram a peça só por que colocaram um Jesus que dá a bunda igual o Zé fedor de bosta.

    ResponderExcluir
  4. NÃO assisti à peça! NÃO tenho interesse em assistir à encenação... Referi-me só à censura da arte e à politicagem... 2. No mais, referi-me aos escândalos de corrupção dentro do Vaticano... Como de resto ocorre corrupção em todos os poderes! - Leve-se em conta que a Igreja Católica e todas as demais igrejas são poderes muito poderosos! Que fazem politicagem dentro dos templos! - As igrejas, assim como foi a maçonaria, sempre mandaram nos governos... No Brasil, na Espanha, nos raios que as partam... 3. NÃO confundam pessoa de fé com essa "fé cristã" de aproveitadores! - NÃO confundam religião verdadeira com hipocrisia religiosa... NÃO misturem farisaísmo com religião verdadeira!



    ResponderExcluir
  5. Queria que fizessem esta peça tirando a mesma onda com os muçulmanos... O respeito a todas as formas de religião é fundamental para o convívio social!

    ResponderExcluir