Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

domingo, 30 de julho de 2017

GOVERNO LIBERA MAIS DE MEIO BILHÃO PARA O AGRESTE

O Pernambuco em Ação chega ao Agreste Central e realiza o maior investimento de todas as rodadas do seminário. O governador Paulo Câmara liberou o montante de R$ 502 milhões para a região, com atenção especial à sustentabilidade hídrica – R$ 488 milhões. Somente a ordem de serviço de implantação do Sistema Adutor do Agreste (Lote 5) recebeu R$ 226 milhões, beneficiando dois milhões de habitantes. Para o auditório do Senac lotado de pessoas, o governador anunciou ainda medidas voltadas para os setores de infraestrutura, educação, transportes, agricultura familiar, turismo  e cidades.

“Vou continuar a trabalhar por um Pernambuco melhor, pelo nosso povo. Meu compromisso não pode ser outro a não ser continuar a fazer parcerias, rodar o Estado e priorizar aquilo que a gente sabe que é importante. Nunca tive tão animado e determinado a trabalhar por esse Estado. Hoje, fizemos anúncios que dialogam com a realidade e necessidade de cada município”, afirmou o governador Paulo Câmara. O gestor estadual destacou que os investimentos em recursos hídricos não vão parar. “Vamos continuar a fazer esforços, pois recursos hídricos são prioridade para o Governo do Estado. Para que a gente tenha condições de levar água para todas as regiões, vamos continuar a, entre outras ações, realizar perfuração de poços e implantação de sistemas de esgotamento sanitário”, assegurou Paulo.

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, destacou a importância do seminário Pernambuco em Ação, principalmente, em um momento de dificuldade em todo o País. "O momento que vivemos exige de nós mais compromisso com as pessoas, mas a gente não consegue fazer nada sozinho. Precisamos do apoio e da parceria efetiva do Governo do Estado. Por isso, é tão importante o Pernambuco em Ação no Agreste Central, para ouvir as demandas e tirá-las do papel”, frisou a gestora municipal.

Para atenuar os efeitos da seca que castiga a região há sete anos, o governador assinou a ordem de serviço para implantar Sistema Adutor do Agreste – Lote 5. A obra consiste na implantação de adutoras para abastecer os municípios de Bezerros, Gravatá, São Bento do Una, Lajedo, Cachoeirinha e Brejo da Madre de Deus, com extensão total de 152km. O prazo para execução da obra é de 720 dias após a emissão da ordem de início dos serviços. O governador também autorizou a licitação para o início das obras da Adutora de Serro Azul, estimadas em R$ 200 milhões, e anunciou que realizará uma audiência pública no começo de agosto.

Também na área hídrica, foi inaugurada a primeira etapa do Sistema de Esgotamento Sanitário de Tacaimbó. Com um investimento de R$ 17 milhões – recursos do Governo do Estado, via Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) - o equipamento contemplará 10 mil pessoas. A também ordem de serviço para o Sistema de Esgotamento Sanitário do município de Sanharó esteve entre os anúncios. Com um valor estimado em R$ 26 milhões, a ação atenderá 25 mil habitantes e tem um prazo de 15 meses para conclusão.

As obras não se limitaram aí. Foram dadas ordem de serviço para ampliação e modernização do SES de Caruaru e a requalificação do interceptor, que beneficiará 10 mil habitantes, e para as estações elevatórias de esgotos sanitários Rendeiras II e III, José Liberato I e Boa Ventura. O governador assinou, também a ordem de serviço para adequação das estações elevatórias do Sistema Adutor do Prata. A ação, estimada em R$ 2,6 milhões, atenderá uma população de 500 mil habitantes.

Durante o seminário, foi autorizado o convênio da implantação do sistema de abastecimento de água do Distrito de Cabanas – Cachoeirinha. A obra, estimada em R$ 2,3 milhões, composto por 9 km de sistema adutor e rede de distribuição, contemplará os 2,5 mil habitantes da localidade. Para a construção de uma estação de tratamento de água com capacidade para 20 litros por segundo (l/s), foi dada ordem de serviço do projeto de abastecimento de água de Sapucarana e Encruzilhada de São João. Para esta ação, orçada em R$ 2,5 milhões, o prazo de conclusão é de 12 meses. Quando pronta, o equipamento beneficiará 3 mil habitantes.

FEM – Por meio do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal, o governador Paulo Câmara liberou R$ 3.024.183,47 para 15 municípios do Agreste Central: Bonito, Agrestina, Altinho, Bezerros, Brejo da Madre de Deus, Cachoeirinha, Camocim de São Félix, Jataúba, Panelas, Pesqueira, São Bento do Una, São Caetano, São Joaquim do Monte, Sairé e Tacaimbó. Entre as ações que serão executadas, estão pavimentação asfáltica em diversas ruas, serviços de urbanização e iluminação, reforço e ampliação de espaços públicos e fortalecimento de políticas públicas de promoção do direito das mulheres.

Além do secretariado, estavam presentes o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, Raul Henry; o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Guilherme Uchoa; os deputados federais Fernando Monteiro, André de Paula, João Fernando Coutinho; os deputados estaduais Laura Gomes, Clodoaldo Magalhães, Isaltino Nascimento, Tony Gel, Waldemar Borges, Aluísio Lessa, João Eudes; Eriberto Medeiros; e prefeitos da região.

2 comentários:

  1. Quando o ex-governador Eduardo Campos criou o "Todos por Pernambuco" e fez sua primeira reunião no Colégio Santa Sofia eu estive lá assistindo.

    Antes eu teria convidado a Professora Aurelina Alves Costa, Edson Lopes,Luciano Torres e Aderbal Queiroz Monteiro Júnior para serem Coordenador do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural de Lagoa do Ouro.No dia da reunião para escolher o novo coordenador nenhum deles deram as caras.

    Eu não queria ser mais coordenador porque já teria servido aos ex-governadores Jarbas Vasconcelos e Mendonça Filho por 8 anos.Como ninguém quis assumir o comando eu resolvi contra a minha própria vontade a coordenação do Conselho.

    Na gestão do ex-governador entregamos 95 kit de tração animal, um posto de resfriamento de leite e fiz o levantamento para chegar 78 cisternas em 2008.Nenhum presidente das 12 associações quis receber as 78 cisternas.

    Para não ver as cisternas serem devolvidas ao PRORURAL resolvi fazer o levantamento dos usuários.Foram 60 dias visitando a zona rural.Naquele ano choveu bem durante o inverno e pouca gente queria as cisternas.

    Essas cisternas somente vieram a ser construídas no ano de 2011.Muita gente cavou os buracos e depois intopiu porque demorou muito e não acreditavam que que chegariam jamais.

    No governo do ex-governador Eduardo Campos Lagoa do Ouro recebeu muito dinheiro do FEM e assim recebemos uma Prefeitura,uma academia das cidades,uma terra planagem de Lagoa do Ouro a Correntes,um Samu,a ampliação da barragem de Riacho da Palha,uma Escola em Tempo Integral, 95 kit de tração animal e 3 operações tapa buraco em 2008-2011 e 2014.

    É uma pena que as parcerias públicas e privadas andem a passos lentos e quase parando.

    ResponderExcluir
  2. O Povo quer saber porquê o Governador Paulo Câmara foi a favor dO GOLPE contra o Brasil e a Presidenta Dilma. Assuma essa página na sua história governador e o Povo PODERÁ reavaliar se lhe dará o perdão, ou não. Neste momento, tá difícil... lhe engolir.

    ResponderExcluir