Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

segunda-feira, 19 de junho de 2017

ÁLVARO PORTO VOLTA A CRITICAR NOMEAÇÃO DE POLÍTICOS

O deputado Álvaro Porto continua sem dar trégua ao governador do Estado  e durante a semana que passou, na Assembleia Legislativa, votou a criticar a gestão pela contratação de ex-prefeitos e políticos derrotados na eleição de 2016, para ocupação de cargos na estrutura do Estado.


 “É, no mínimo, um contrassenso e, acima de tudo, um desrespeito com a população que espera há dois e meio por mais segurança e pela saúde prometida em campanha, só para ficar em dois setores”, afirmou o parlamentar.

Segundo Álvaro Porto, o Governo Estadual contratou mais quatro ex-prefeitos, cujos nomes foram divulgados no início do mês. “Como estávamos em meio ao episódio das novas cheias na Mata Sul, esta informação acabou se perdendo no noticiário. No entanto, continua merecendo reflexão e questionamentos. Se há tanto arrocho, o que explica a criação de espaço para ex-prefeitos no Governo?”, indagou e acrescentou que, mesmo entre governistas, está claro que oferta de cargos é, na verdade, a montagem do palanque para a campanha de reeleição do governador Paulo Câmara (PSB).
  
Para o deputado, as escolhas e as prioridades do Governo estão bem claras. “Solucionar problemas que se tornaram crônicos nestes dois anos e meio não se consegue. Mas a população, que paga pelas deficiências e limitações da gestão, sabe bem o que ocorre em Pernambuco. Basta acompanhar a repercussão de qualquer publicação referente ao governador nas redes sociais. Os milhares de comentários variam entre desabafos, queixas e críticas ao governador e ao governo”, disse. “Fora da internet, o descontentamento é o mesmo. Nas viagens do Pernambuco de Verdade, o que mais se vê, em todos as regiões do Estado, são cobranças a Paulo Câmara”.

Em março, o deputado já tinha tratado do tema no plenário da Casa. Na ocasião, Porto apresentou um levantamento que indicava a existência de 300 nomeações feitas entre novembro de 2016 e março deste ano pelo Executivo estadual. Os dados explicitavam que entre os contratados estavam filiados do PSB ou de partidos aliados que foram derrotados nas eleições em outubro do ano passado.

Para o deputado, as escolhas e as prioridades do Governo estão bem claras. “Solucionar problemas que se tornaram crônicos nestes dois anos e meio não se consegue. Mas a população, que paga pelas deficiências e limitações da gestão, sabe bem o que ocorre em Pernambuco. Basta acompanhar a repercussão de qualquer publicação referente ao governador nas redes sociais. Os milhares de comentários variam entre desabafos, queixas e críticas ao governador e ao governo”, disse. “Fora da internet, o descontentamento é o mesmo. Nas viagens do Pernambuco de Verdade, o que mais se vê, em todos as regiões do Estado, são cobranças a Paulo Câmara.

Em março, quando criticou pela primeira a nomeação de políticos pelo governador, Porto listou os nomes dos seguintes ex-prefeitos contratados pela gestão socialista: Ives Ribeiro (Paulista),  Adilson Gomes Filho (Moreno) e Gino Albanez (São Lourenço).

Há ainda, entre outros nomes, os candidatos a prefeito derrotados em Jaboatão, Heraldo Selva, e em Garanhuns, Sivaldo Rodrigues Albino. 

Neste mês de junho foram divulgadas novas contratações:

Ferdinando Lima de Carvalho (PSD), ex-prefeito de ParnamirimLuciano Torres Martins (PSB), ex-prefeito de Ingazeira. Paulo Tadeu Guedes Estelita (PSB), ex-prefeito de Vicência e Antônio Auricélio Menezes Torres (PSB), ex-prefeito de Cabrobó.

Nenhum comentário:

Postar um comentário