Garanhuns

Garanhuns
Fique em dia com Garanhuns

GOVERNO DE PERNAMBUCO

GOVERNO DE PERNAMBUCO
Presença do Governo no Agreste Meridional

domingo, 21 de maio de 2017

GENERAL CRITICA MANOBRA AMERICANA NA AMAZÔNIA

O general de brigada brasileiro (reserva) Bolivar Marinho Soares de Meirelles deplorou a decisão do governo Michel Temer de convidar o Exército estadunidense a participar de exercícios militares na triplice fronteira amazônica. Em nota pública divulgada no último dia 11 de maio, o ex-oficial e anistiado político expôs firmemente sua contrariedade à iniciativa, que revela a subserviência total do governante usurpador aos objetivos estratégicos militares e econômicos dos EUA na América Latina. Segue abaixo, na íntegra, a nota de Bolívar Meirelles:

A ANTI SUBMISSÃO AO IMPÉRIO DA NORTE AMÉRICA

O Governo do usurpador Michel Temer está fazendo do Brasil um subserviente servo do Império Norte-americano. Levar as Forças Armadas Brasileiras a uma manobra conjunta com as Forças Armadas Norte-americanas é exercitar um lance de pressão sobre as democráticas nações e seus países, a Venezuela, o Equador e a Bolívia. Países independentes que buscam o seu desenvolvimento independente do país opressor do Norte. 
O que busca o Brasil? Obter o título de Sub Império para assuntos Sul-americanos? Onde está a dignidade de nossas Forças Armadas, as brasileiras, que em outro tempo, nos anos 1950, lutaram em defesa do Petróleo brasileiro para o povo brasileiro – a memorável Campanha do Petróleo é Nosso? Militares e Civis juntos irmanados na causa em defesa do Patrimônio Nacional. Onde está a memória do Clube Militar, que lutou contra a participação do Brasil na Guerra da Coréia? Hoje, a maior hipótese de Guerra é o Brasil ter de se confrontar com as Forças Armadas Norte-americanas em ato de defesa contra invasão das nossas fronteiras em busca da reserva aquífera brasileira, do pulmão amazônico, esse grande produtor de oxigênio para a atmosfera mundial, a tentativa dos EUA de rapinar o Petróleo Brasileiro, o Nióbio que o Brasil detém 97 por cento das reservas mundiais, outros tantos minérios, a biodiversidade de nossa fauna e flora, o nosso solo e subsolo. 
As Forças Armadas Brasileiras servirem de professores, didatas especializados em território nacional, aos invasores potenciais, é um hediondo crime. O Governo de traição nacional do Usurpador Michel Temer processa esse crime de lesa Pátria ao abrir o conhecimento esmiuçado do nosso território nacional ao Império do Norte. O mapeamento de nossas táticas defensivas passa a ser o absurdo dos absurdos. Acredito que alguma reserva de patriotismo deva existir em nossas Forças Armadas para que elas retomem o bastão caído nas lutas libertárias e digam um não democrático a esses capangas que hora governam o Brasil. Por um Brasil latino-americano! 
Por um Brasil anti-imperialista! Por um Brasil defensor de um mundo igualitário e irmanado! Por umas Forças Armadas Brasileiras Patrióticas em defesa do território nacional e do patrimônio do Povo Brasileiro! Por umas Forças Armadas democráticas junto ao Povo Brasileiro e a ele submetida! Por um Brasil latino-americano e anti-imperialista!
*General de Brigada Reformado Bolivar Marinho Soares de Meirelles

APOIO: PCB (Partido Comunista Brasileiro) de Garanhuns/PE

2 comentários:

  1. Curiosamente o nome do GENERá já revela suas intenções!

    ResponderExcluir
  2. Melhor ser aliado da grande potência do norte do que uma PUTINHA BARATA de CUBA como o PT colocou o Brasil!!

    ResponderExcluir