Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

domingo, 21 de maio de 2017

GENERAL CRITICA MANOBRA AMERICANA NA AMAZÔNIA

O general de brigada brasileiro (reserva) Bolivar Marinho Soares de Meirelles deplorou a decisão do governo Michel Temer de convidar o Exército estadunidense a participar de exercícios militares na triplice fronteira amazônica. Em nota pública divulgada no último dia 11 de maio, o ex-oficial e anistiado político expôs firmemente sua contrariedade à iniciativa, que revela a subserviência total do governante usurpador aos objetivos estratégicos militares e econômicos dos EUA na América Latina. Segue abaixo, na íntegra, a nota de Bolívar Meirelles:

A ANTI SUBMISSÃO AO IMPÉRIO DA NORTE AMÉRICA

O Governo do usurpador Michel Temer está fazendo do Brasil um subserviente servo do Império Norte-americano. Levar as Forças Armadas Brasileiras a uma manobra conjunta com as Forças Armadas Norte-americanas é exercitar um lance de pressão sobre as democráticas nações e seus países, a Venezuela, o Equador e a Bolívia. Países independentes que buscam o seu desenvolvimento independente do país opressor do Norte. 
O que busca o Brasil? Obter o título de Sub Império para assuntos Sul-americanos? Onde está a dignidade de nossas Forças Armadas, as brasileiras, que em outro tempo, nos anos 1950, lutaram em defesa do Petróleo brasileiro para o povo brasileiro – a memorável Campanha do Petróleo é Nosso? Militares e Civis juntos irmanados na causa em defesa do Patrimônio Nacional. Onde está a memória do Clube Militar, que lutou contra a participação do Brasil na Guerra da Coréia? Hoje, a maior hipótese de Guerra é o Brasil ter de se confrontar com as Forças Armadas Norte-americanas em ato de defesa contra invasão das nossas fronteiras em busca da reserva aquífera brasileira, do pulmão amazônico, esse grande produtor de oxigênio para a atmosfera mundial, a tentativa dos EUA de rapinar o Petróleo Brasileiro, o Nióbio que o Brasil detém 97 por cento das reservas mundiais, outros tantos minérios, a biodiversidade de nossa fauna e flora, o nosso solo e subsolo. 
As Forças Armadas Brasileiras servirem de professores, didatas especializados em território nacional, aos invasores potenciais, é um hediondo crime. O Governo de traição nacional do Usurpador Michel Temer processa esse crime de lesa Pátria ao abrir o conhecimento esmiuçado do nosso território nacional ao Império do Norte. O mapeamento de nossas táticas defensivas passa a ser o absurdo dos absurdos. Acredito que alguma reserva de patriotismo deva existir em nossas Forças Armadas para que elas retomem o bastão caído nas lutas libertárias e digam um não democrático a esses capangas que hora governam o Brasil. Por um Brasil latino-americano! 
Por um Brasil anti-imperialista! Por um Brasil defensor de um mundo igualitário e irmanado! Por umas Forças Armadas Brasileiras Patrióticas em defesa do território nacional e do patrimônio do Povo Brasileiro! Por umas Forças Armadas democráticas junto ao Povo Brasileiro e a ele submetida! Por um Brasil latino-americano e anti-imperialista!
*General de Brigada Reformado Bolivar Marinho Soares de Meirelles

APOIO: PCB (Partido Comunista Brasileiro) de Garanhuns/PE

2 comentários:

  1. Curiosamente o nome do GENERá já revela suas intenções!

    ResponderExcluir
  2. Melhor ser aliado da grande potência do norte do que uma PUTINHA BARATA de CUBA como o PT colocou o Brasil!!

    ResponderExcluir