Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

ESTUDANTES DE CAPOEIRAS FAZEM APELO A NEIDE REINO

Boa Noite senhor Roberto,

O ano é novo,  mas infelizmente o problema é bastante antigo. Como todos já sabem os estudantes de Capoeiras sofreram bastante com esse problema, no ano que se passou e esse ano a situação torna a se repetir, talvez ainda pior.

O caos com o transporte público em Capoeiras é inegável (basta recordarmos do acidente com ônibus da prefeitura, no último dia 30), acidentes as vezes ocorrem de maneira que não dava para ser evitado, mas como todos sabem acidentes em sua grande maioria acontecem quando deixamos a "brecha" para ocorrer.

Ainda este ano houve outro acidente envolvendo ônibus da prefeitura (esse pouco repercutido), o ônibus atropelou um jumento que apareceu do nada em sua frente (o motorista coitado nada teve culpa, e se não fosse ele talvez algo pior tivesse ocorrido), porém o que chamou atenção nesse último acidente foi torna perceptível o tamanho despreparo (sic) do ônibus, muitos estudantes não acharam nem onde se segurar e o ônibus não possuía sinto de segurança (ao menos na maioria dos acentos).

Ontem o pessoal da UPE pelo que soube veio em um transporte que a porta nem ao menos fechava. É realmente uma situação extremamente desconfortável, então através desse e-mail, viemos pedir encarecidamente uma mudança, sabemos que a nossa querida e competente prefeita Neide, não medirá esforços para resolver essa situação e não permitirá que o futuro" de Capoeiras ande arriscando a vida, tendo em vista que ela também já foi universitária. 

Não sei se esse problema é culpa de alguma secretaria (não conheço nenhum secretario), porém se for gostaria de fazer também o apelo a senhora prefeita para se cercar de pessoas mais competentes, isso ajuda a não manchar um mandato tão bonito quanto o dela.


 Mas uma vez, agradecemos pelo espaço.

Um comentário:

  1. Está sendo realmente tempos difícies para os estudantes. Sempre que se acredita que o problema está sendo solucionado, surge outro. No caso da Upe, por exemplo, muitos estavam com medo de não terem transporte para irem para Upe nesse tempo de reposição. Teve, mas saiu mais como um novo problema, do que uma solução. Todos os dias é transporte diferente, e por mais que, para quem esteja apenas lendo este relato, pareça algo vantajoso (soa como sempre houvesse mais de uma opção, mas não é bem assim), nos vemos confusos e encorralados sem nenhuma solução vantajosa. Um dia temos que ir num ônibus (se é ser chamado de ônibus) super lotado, e no outro, dividir um transporte com os professores que moram em Garanhuns, e lecionam em Capoeiras. O esquema fica assim: O carro/van nos leva as 5:40 (EU DISSE 5:40 Sabia que tem gente que trabalha? E o pessoal do sítio?), por que na verdade, ela também indo buscar os professores. O maior problema de todos, acredito eu, é realmente a volta. O horário que eles saem de Capoeiras para Garanhuns, é o Horário que deveríamos está saíndo da mesma. Todos sabem do quão perigosa Garanhuns está. Não há a mínima condição de ficarmos indo e voltando esse horário. Ele passa na Upe mais de 10:30 (Eu já mencionei que tem gente do sítio que tem que voltar para casa no mesmo dia?), todos os estudantes da Upe já estão ao menos a caminho de casa nesse horário. Todos, exceto os de Capoeiras. É justo isso? É certo que os estudantes da Upe corra um risco desse? O que seria necessário para isso mudar? Alguma tragédia? Todos serem assaltados em frente a Universidade? Penso, encarecidamente que façam algo. Da maneira que está, não dá.

    ResponderExcluir