Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

O ÚLTIMO ENCONTRO COM MONSENHOR GERALDO

O último encontro que tive com o Monsenhor Geraldo Batista foi na minha casa. Ele chegou, apreensivo, disse que estava recebendo ameaças em Capoeiras (não revelou da parte de quem) e disse que tinha sido aconselhado por um promotor a divulgar o que estava ocorrendo num veículo da mídia que “tivesse uma boa audiência na região”.

Monsenhor ficou muito agradecido quando fiz a nota, pedi para que ele lesse e depois publiquei. Meio sem jeito perguntou quanto custava o meu trabalho e respondi que jamais iria lhe cobrar por tão pouco.

Ele saiu com o seu jeito apressado, vestindo a sua inseparável batina e depois não tive mais notícias sobre as supostas ameaças.

Acompanhei as notícias de sua doença, morte e sepultamento principalmente pelas postagens do meu irmão,  Júnior Almeida.

Semana passada estive em Capoeiras e visitei seu túmulo,  dentro da igreja matriz da cidade. Muitas pessoas estão passando pela igreja diariamente e o "cantinho" em que repousam seus restos mortais está coberto de flores.

A decisão sábia de enterrá-lo no local foi do padre José Augusto, que soube conquistar Monsenhor Geraldo como poucos. Fez tudo certo após a morte do sacerdote e por isso hoje tem a admiração e gratidão do povo de Capoeiras. (R.A.).

Nenhum comentário:

Postar um comentário