Governo Municipal

Governo Municipal
Juntos por uma Grande Cidade

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

GOVERNO DE LAJEDO REÚNE COMERCIANTES DA CIDADE

Poder público e governo se reuniram hoje, 20 de janeiro no CEALA para debater a “Lajedo do Futuro” com novidades nos quesitos: segurança, cursos de fomento à economia, vigilância sanitária e arrecadação de taxas. A reunião contou com a participação popular que pôde dar sugestões e tiveram suas críticas ouvidas.

O presidente do Conselho de Gestão Municipal, Marcos Viana regeu a reunião levando para perto dos maiores interessados (comerciantes, marchantes, fateiras), as inovações e necessidades emergentes. Uma delas é a manutenção da higiene do local que depende da contribuição de todos, através da visita semanal da Vigilância Sanitária.  O órgão insiste na fiscalização, orientação, trabalho educativo e uso de EPI’s e correto armazenamento e manipulação para manter a segurança do alimento e sua qualidade.

Uma das inovações foi trazida pela Sala do Empreendedor, onde a diretora de fomento Juliana Aquino trará cursos gratuitos de Boas Práticas e Manipulação de Alimentos. São 30 vagas e a previsão para início é em fevereiro. Além disso, no futuro, trará cursos de formação de preço e atendimento ao cliente reafirmando a parceria que não ficará limitada.

“O governo quer ouvir as pessoas e propor soluções”, disse Marcos Viana em diálogo com o povo que teve sugestões e críticas ouvidas pelo secretário de Agricultura, Alexandre Alves. Dentre as soluções apresentadas, a Secretaria de Agricultura garantiu melhorar a segurança adotando algumas medidas e instalar uma tela no teto para evitar a passagem da água durante as chuvas.

E para que o CEALA de Lajedo continue sendo referência para outras cidades e para os clientes, o promotor do município, Iêdo Moraes conversou sobre a arrecadação das taxas que devem ser pagas pelos comerciantes do local através da Secretaria de Finanças. E alertou para o atraso e a falta de pagamento que implica na perda da concessão, lembrando “para renovação dos contratos de 2017 é preciso regularizar os atrasados”, enfatizou.


Todos os fatores geram receita para o município e acarretam nas melhorias na segurança do local que é de abastecimento e convívio. Por isso, também foram discutidas medidas quanto ao horário de funcionamento, conscientização do volume de som, etc. (Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário