Garanhuns

Garanhuns
Fique em dia com Garanhuns

GOVERNO DE PERNAMBUCO

GOVERNO DE PERNAMBUCO
Presença do Governo no Agreste Meridional

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

AS CHANCES DE REELEIÇÃO DE PAULO CÂMARA

Herdeiro político de Eduardo Campos, o governador Paulo Câmara (PSB), deve em 2018 disputar a reeleição. Em 2014, quando foi lançado, era um mero desconhecido da maioria dos eleitores e só conseguiu decolar sua candidatura depois do acidente de avião que matou seu padrinho político.

A avaliação feita por muitos é que a comoção com a morte de Eduardo Campos foi o principal fator que levou à vitória estrondosa de Paulo Câmara, contra Armando Monteiro (PTB), candidato que esteve à frente das pesquisas até dois meses antes da eleição.

Não há dúvida que a exploração política em torno do nome de Eduardo ajudou muito na vitória de Paulo, mas não foi só isso que fez o socialista triunfar nas urnas.

Quando ainda com o poder nas mãos e atuante, com o prestígio em alta e a máquina pública nas mãos, o neto de Miguel Arraes fez talvez a mais ampla aliança política em torno do candidato do PSB.

Mais de 15 partidos políticos estiveram com Câmara, dentre eles o PMDB de um inimigo histórico, Jarbas Vasconcelos, e o DEM de outro adversário, Mendonça Filho.

Eduardo, porém, conseguiu cooptar as principais lideranças do Estado, a maioria dos deputados estaduais e prefeitos.

Todo esse conjunto de forças unido ao PSB pesou muito inclusive no programa eleitoral de rádio e televisão, uma vez que Paulo Câmara teve o dobro de tempo de Armando Monteiro, o que lhe permitiu mostrar bem todas suas propostas, explorar ao máximo o legado de Arraes e Eduardo, além de ficar conhecido dos eleitores em apenas dois meses.

No final da campanha, já derrotado, Armando participou do debate na TV Globo cabisbaixo, trombudo, tentando desconstruir a imagem do adversário, enquanto Paulo estava leve e confiante, a ponto de mostrar contradições no discurso do petebista.

Apesar de inexperiente, Câmara ganhou o debate decisivo e atraiu milhões de eleitores, aumentando de forma significativa a diferença em cima de um oponente que já estava nocauteado.

Ganhar a eleição foi fácil para Paulo Câmara após a morte de Eduardo, porque a partir da tragédia tudo conspirou a seu favor.

Outra coisa diferente, no entanto, vem sendo governar Pernambuco em meio a uma crise nacional que parece não querer findar.

Sem recursos, cometendo erros políticos, o socialista completa dois anos de mandato com poucas obras realizadas e frustrando muitos dos seus próprios eleitores de dois anos atrás.

Para 2018 será difícil manter uma aliança tão ampla quanto a de 2014 e dois partidos de peso – o PSDB e o DEM – estão se bandeando para a oposição, pela vontade dos seus principais líderes no Estado, como o ministro Bruno Araújo, o ex-governador João Lyra Filho, a deputada Priscila Krause e o também ministro Mendonça Filho.

O PMDB pode ficar dividido na próxima eleição estadual e há boas possibilidades do Solidariedade e do PR também romperem com Paulo Câmara.

O governador, é claro, tem seus trunfos e apesar da crise ainda poderá usar o peso da máquina para atrair os partidos, deputados e prefeitos.

Tudo indica, porém, que teremos um quadro mais dividido do que na última eleição estadual, com benefícios para quem vier disputar pela oposição.

Essa divisão entre governo e oposição começa pelas prefeituras de maior porte, onde os adversários de Paulo Câmara conseguiram alguns avanços, em alguns municípios graças a erros dos socialistas.

Assim, por erro de estratégia o PSB perdeu aliados em Caruaru e Palmares, quando apostou suas fichas em candidaturas do partido que foram derrotadas por Raquel Lyra, do PSDB e Altair Júnior, do PMDB.

Ressentidos com o governador, a tucana e o peemedebista têm tudo para ficar ao lado da oposição.

Em Jaboatão e Olinda, dois dos maiores colégios eleitorais do Estado, o governo também jogou mal e seus candidatos perderam.

Os candidatos do Palácio das Princesas em Olinda e Jaboatão foram Antônio Campos e Heraldo Selva, ambos do PSB, mas os vitoriosos foram Professor Lupércio, do Solidariedade, e Anderson Ferreira, do PR.

O PSB, contudo, venceu bem em Recife, Cabo, Paulista e Petrolina, este último maior colégio eleitoral do Sertão. Também conquistou o maior número de prefeituras de municípios de menor porte. Os socialistas foram vitoriosos também em Arcoverde, com Madalena Brito, que foi dos primeiros gestores a abandonar Armando, em 2014, para se aliar ao pupilo de Eduardo Campos.

Em Belo Jardim, outra cidade de porte médio do Agreste, Hélio dos Terrenos (PTB) até o momento é o prefeito, porque João Mendonça (PSB) teve sua candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral e ainda se espera uma decisão final do TSE.

José Patriota, do PSB, foi reeleito em Afogados da Ingazeira, mas em outros municípios de porte médio o Partido Socialista perdeu, caso de Timbaúba, onde deu Ulisses Filho (PSDB) e Salgueiro, com Clebel Cordeiro, do PMDB, além de Garanhuns.

Na terra das sete colinas Izaías Régis (PTB) foi reeleito com 70% dos votos e junto com Raquel Lyra deve formar uma frente no Agreste para apoiar Armando Monteiro ou outro nome que vier a ser escolhido pela oposição para enfrentar Paulo Câmara.

Tudo indica que em 2018 haverá uma disputa mais equilibrada do que a de 2014.

O governador é um candidato forte, terá ao seu lado ainda o maior número de prefeitos e deputados, porém com o desgaste do poder e a perda de aliados do porte de Mendonça Filho, João Lyra e Bruno Araújo, poderá ter o caminho da reeleição dificultado para daqui a dois anos.

Não dará, na próxima disputa, para usar o nome de Eduardo como cabo eleitoral. Desta vez o socialista vai ter a sua administração julgada e se, ao final de quatro anos, não tiver correspondido, se a oposição for competente poderá tomar o poder das mãos do ex-secretário da Fazenda do Estado.

É preciso estar atendo, ainda, a como estará o quadro nacional daqui a dois anos, quem serão os candidatos a presidente da República e em que palanques estarão os governistas e oposicionistas.


Com tudo isso em jogo e os personagens em cena, devemos ter mais uma eleição empolgante. Quem viver verá.

*Foto: IG - Poder Online

12 comentários:

  1. A ÚNICA CHANCE DESSE GOVERNADOR DA INSEGURANÇA SER REELEITO É SE DISPUTAR COM O CAVALO PARAGUAIO RUIM DE URNA, ARMANDO MONTEIRO...

    P.S.: - Este desgoverno do poste de OI DE GATO parece mais um Castelo construído sob areia movediça da inversão de valores e de prioridades, pode até demorar, mas que vai afundar, isso vai!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse arremedo de governador só foi eleito por causa do acidente ocorrido com Eduardo campos, na próxima eleição não tem mais ninguém para elege-lo , de modo que eu e a grande maioria dos pernambucanos iremos votar sim em Armando Monteiro!!!

      Excluir
  2. BOMBA!!! BOMBA!!! BOMBA!!! JUSTIÇA NORTE-AMERICANA PEDE AS PRISÕES DE LULA E DILMA. UMA EMPRESA DOS ESTADOS UNIDOS DISTRIBUIU PROPINA DE 150 MILHÕES DE REAIS PARA AS CAMPANHAS DA VACA E DO SEBOSO. QUER DIZER: Rin Tin Tin MORDE LULA E DILMA!!!

    P.S.: - Até que enfim, ufa!!! Os procuradores dos Estados Unidos vão pedir a prisão do Brazilian Official 1(Lula) e do Brazilian Official 2(Dilma). A dupla acabou-se!!! O Juiz Moro dormiu no ponto. Os bônus serão dos americanos e o ônus vai para os brasileiros...

    ResponderExcluir
  3. Pesquisa realizada entre 10 e 14 de dezembro pelo instituto Vox Populi e divulgada pela CUT revela que, apesar do massacre midiático e judiciário, o ex-presidente Lula continua com os melhores índices em comparação com outros presidentes ou possíveis candidatos em 2018; para 43% dos brasileiros, o petista é o melhor presidente do Brasil; 13% escolheram FHC, que ficou em segundo lugar; Lula tem 31% das intenções de voto espontâneas (quando os nomes dos candidatos não são citados aos entrevistados) e na estimulada vence Aécio Neves, Geraldo Alckmin e Marina Silva tanto no primeiro quanto no segundo turno; 56% dos brasileiros disseram ainda que Lula fez mais coisas certas do que erradas (35%); vale citar que 96% responderam que ficaram sabendo que Lula foi indiciado na Lava Jato.

    Batem nele e ele continua na dianteira.O que será?

    ResponderExcluir
  4. a chance dele ser reeleito é zero,zero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um levantamento feito pelo Instituto Paraná Pesquisas apontou que 70,3% de 858 eleitores entrevistados no Paraná desaprovam a gestão do presidente Michel Temer; de acordo com as estatísticas, apenas 24,4% aprovam o governo do peemedebista, e 5,4% não souberam responder ou não opinaram; a maior desaprovação de Temer está entre as pessoas de 45 a 59 anos (72,9%).

      As grandes greves antes,durante e após a COPA DO MUNDO DE 2014 no Brasil serviram para quê? Derrubar Dilma do poder.

      As pesquisas falsas diziam que 75% queriam a saída da Dilma e em seu lugar iria o Michel Temer.Por que essa gente hoje não vai pra rua aplaudir e bater panelas em prol do Michel Temer e Eduardo Cunha?

      Excluir
    2. Muitos prefeitos se aproveitando da morte do ex-governador Eduardo Campos correram e foram se abraçar com Armando Monteiro.Um candidato com apenas 12% de intenção de votos e o concorrente com 42%,muitos diziam em praça pública que,defunto não elege ninguém.Rasgaram a boca.Muitos deles cuspiram no prato que comeram e no final foram derrotados.Quem elegeu o governador atual foi mais de 150 prefeitos que receberam dinheiro do FEM para construírem o que quiseram em seus municípios e no final muitos deles deram o troco elegendo o defunto Eduardo Campos.Muitos zombaram dele até quando ele partiu para eternidade.Não foi somente uma vez ou duas ou três vezes que eu vi e li suas escritas atacando a in memoriam do ex-governador que deixou uma obra tão grande em Garanhuns que hoje quase todo mundo está brigando e trocando farpas pelos jornais,blogs,rádios em geral.Eduardo Campos e Lula nunca deveriam ter se dividido politicamente o que somente favoreceu aos traidores para tomar o poder de quem iria entregar as Transposição do velho Chico para matar a sede e a fome desses animais brutos e traidores.

      Excluir
  5. O presidente Michel Temer marcou um golaço de placa com o anúncio de três medidas voltadas à classe média e aos trabalhadores: saque de contas inativas do FGTS, redução dos juros de cartões de crédito e prorrogação do programa de proteção ao emprego. As duas primeiras têm maior impacto. O saque do fundo de garantia permitirá muitos trabalhadores a movimentarem um dinheiro perdido. Reduzir os juros do cartão de 400% ao ano para 200% é vitória.

    ResponderExcluir
  6. A edição da revista IstoÉ que chega às bancas nas vésperas deste Natal, traz em detalhes as revelações do Departamento de Justiça dos Estados Unidos sobre o acordo de delação premiada da Odebrecht que também foi firmado com as autoridades americanas. Os números são espantosos. Os sites noticiosos anunciaram a conta-gotas o teor desse verdadeiro petardo que espantou aos autoridades americanas. A reportagem da revista IstoÉ faz um resumo organizado das intrincadas operações para efetivação da roubalheira.

    A entidade norte-americana ficou impressionada com a prática criminosa da empreiteira. Em um comunicado, o Departamento de Justiça classificou de “maior caso de pagamento global de propina da história”. Lula, Dilma, o PT e seus sequazes estão envolvidos nesse mega escândalo. Não é à toa que o Brasil foi parar no fundo do poço. O mais incrível de tudo isso é que há ainda quem defenda esses demolidores do Brasil: Lula e Dilma.

    ResponderExcluir
  7. OS ÍNDICES DE APROVAÇÃO SÃO ESTARRECEDORES. SENÃO VEJAMOS:


    96% dos brasileiros apoiam a Lava Jato;

    92% querem que ela continue custe o que custar;

    86% dos brasileiros acham que o PT é o partido mais corrupto que já existiu no Brasil;

    82% acham que Lula está envolvido até o talo nos malfeitos, mentiras e ladroagem desenfreada em seu governo;

    67% querem vê-lo preso.

    P.S1.: - LULA SERÁ EXPELIDO DE UMA VEZ POR TODAS DO CONVÍVIO SOCIAL. VAI DORMIR NO CIMENTO GELADO DA JAULA DE 6 METROS QUADRADOS NA FRIA CURITIBA...

    P.S2.: - O CICLO DO LULA, MORREU... O CICLO E O CIRCO DO PT CHEGARAM AO SEU FINAL MELANCÓLICO... NÃO SINTO UM PINGO DE PENA DESSE MENTIROSO SAFADO!!! Tchau barbudinho escrotinho!!!

    ResponderExcluir
  8. Depois de 13 anos de destruição petista, está havendo muita pressa, ansiedade e afobamento com os resultados desse novo governo que pegou o país completamente estourado. Temer vai ser um presidente melhor que Itamar Franco.

    ResponderExcluir
  9. Este Governador foi uma desgraça para Pernambuco. É um Governo que "AMA" imposto. Este Paulo Câmara só pensa em aumentar os impostos e Pernambuco foi o único Estado que aumentou o IPVA. Este sujeito não pensa no bem estar dos Pernambucanos. Ele com certeza não será reeleito por ser um péssimo governante.
    Jonathas

    ResponderExcluir