Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

PRISCILA TENTA EVITAR MAIORES CORTES AO ORÇAMENTO

A deputada estadual Priscila Krause (DEM) alertou na tarde desta terça-feira (22), na tribuna da Assembleia Legislativa, para a importância da Casa apreciar emendas de sua autoria que suplementam ações no âmbito das secretarias de Saúde e de Defesa Social para o Orçamento de 2017. De acordo com a parlamentar, o projeto enviado pelo Palácio das Princesas prevê cortes tanto para a aquisição de medicamentos especiais e excepcionais quanto para a realização de operações especiais no âmbito das policiais estaduais (militar, civil e bombeiros).

A emenda 116/2016 recompõe em R$ 33,9 milhões o orçamento da Saúde para a compra dos medicamentos. O valor sugerido pelo governo, de recursos próprios do tesouro estadual, teve um corte de 38%, representando diminuição de R$ 34 milhões provisionados para a ação. A sugestão da deputada é retirar o valor a ser restabelecido do orçamento da propaganda institucional, sob responsabilidade da Secretaria da Casa Civil, que teve um aumento de 25% por cento em relação ao orçamento do exercício atual.

No planejamento para a Secretaria de Defesa Social, pasta que tem enfrentado dificuldades no combate à escalada da violência, Priscila propôs a emenda 117/2016, que se refere objetivamente à rubrica responsável pelas “operações especiais”, que são aquelas forças-tarefa das polícias destinadas a ocasiões especiais como Carnaval e jogos de futebol, por exemplo. No projeto enviado pelo governo, o corte para as diárias das polícias nas ocasiões especiais é de 24% (R$ 7,6 milhões).

A emenda propõe a retirada dos R$ 7,6 milhões do orçamento da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur), especificamente da ação “Promoção de Pernambuco como Destino Turístico”, que tem, no projeto para 2017, um acréscimo de 690% em relação ao orçamento do exercício vigente.


“O momento de apreciar o orçamento é fundamental para o Poder Legislativo, inclusive sendo um dos motivos para a existência dele. É nosso papel assegurar a alocação dos recursos para os serviços básicos, protegendo os que mais precisam”, concluiu a deputada. 

Um comentário:

  1. pois é amiga priscila lute por nois ai como alvaro porto vem fazendo,porque se nao for voçes ai que estao acima do nosso poder nao vamor prosperar em nada.por exemplo a farmacia de medicamentos de receita controlada aqui de garanhuns nao tem nada.faz mais de tres meses que se encontra o carbamezapina,amitril,diazepam ou seja nao estar tendo nem os menores dos remedios controlado.eu nao sei se competi ao governo do estado ou ao gestor do municipio.espero que se for de izaias nosso prefeito que o nosso secretario de saúde alfredo goes tome as providencias cabiveis e se for do governo do estado apertem ele para que possamos ter pelo menos o direito ao medicamento que precisamos.um abraço.antomio.

    ResponderExcluir