Garanhuns

Garanhuns
Fique em dia com Garanhuns

GOVERNO DE PERNAMBUCO

GOVERNO DE PERNAMBUCO
Presença do Governo no Agreste Meridional

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

SECRETÁRIO NEGA ENVOLVIMENTO COM TRAFICANTES

O novo Secretário de Defesa do Estado, Angelo Fernandes Gioia, divulgou nota negando envolvimento com o tráfico de drogas no Rio de Janeiro, quando trabalhou naquela unidade da federação, como delegado da Polícia Federal.

A suspeita de que o policial facilitou as ações de traficantes no Rio de Janeiro foi levantada numa reportagem publicada na Revista Isto É.

Após a nomeação do secretário, o deputado Álvaro Porto (PSD), fez um pedido de informação ao Governo do Estado a respeito da carreira do delegado da Polícia Federal.

Abaixo a nota distribuída por Gioia, com a imprensa de Pernambuco:

“Quando assumi a Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro, em 2008, a unidade se encontrava em dificuldades operacionais e de produtividade. Quando deixei a função, em 2011, a Superintendência do Rio de Janeiro se encontrava em situação invejável de produtividade frente às demais unidades do DPF, reconhecido pelo então corregedor geral da Polícia Federal.

Faço essa observação para dizer que as acusações de “abuso de poder, denunciação caluniosa e coação no curso do processo”, decorrem exatamente desse trabalho para corrigir os problemas crônicos que existiam na Superintendência do Rio de Janeiro.

Essa atuação me trouxe adversários, foram abertos processos contra mim e de todos fui absolvido, inclusive com decisões de segunda instância pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região.”

Angelo Fernandes Gioia

Já a bancada de oposição ao Governo na Assembleia Legislativa, publicou um texto se posicionando sobre a troca de secretários, opinando as mudanças feitas por Paulo Câmara não têm surtido efeito e o principal problema reside na própria “falta de comando” do gestor estadual.

Segue o texto da bancada oposicionista no Legislativo:

A Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco, sobre a mudança no comando da Secretaria Estadual de Defesa Social, gostaria de registrar que o afastamento do ex-titular Alessandro Carvalho já era uma medida esperada diante do crescimento da criminalidade no estado.

Os números da própria Secretaria mostram o quanto a violência está generalizada e aumentou nos últimos tempos. Em 2016, somente de 1º de janeiro a 28 de setembro, mais de 3,1 mil homicídios ocorreram em Pernambuco, uma quantidade 11,4% superior à registrada no mesmo período no ano passado. Também teve incremento nos números de assaltos a ônibus – mais de 1,2 mil apenas no Grande Recife! –, estupros, investidas contra bancos e muitos outros ataques contra o patrimônio público e privado.

Desde 2014, a Oposição vem alertando para o crescimento da violência no Estado. Foram 9,7% a mais homicídios em 2014 e 13,3% mais assassinatos em 2015.

Infelizmente, entendemos que a substituição de Alessandro Carvalho por Ângelo Fernandes Gióia não será suficiente para mudar o atual quadro, como também não surtiram efeito a troca do comando da Polícia Militar e a troca dos titulares das delegacias especializadas, medidas adotadas anteriormente pelo governador Paulo Câmara.

Para nós, da Oposição, não adianta alterar o comando da Secretaria se o governador não tiver o comando da segurança pública. Para sair do atual cenário é preciso rediscutir o Pacto pela Vida. E mais que isso, é necessário envolver os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário nesse debate, além de instituições como o Ministério Público, a Ordem dos Advogados do Brasil, representantes de entidades do setor de segurança e membros da sociedade civil organizada.


A sensação de insegurança atinge a toda a sociedade, independentemente de classe social ou crença política. Como cidadãos e representantes do povo, nos colocamos à disposição para a repactuação do programa de combate à violência e a identificação de soluções que ajudem a resolver tão grave problema.

*Foto: NE 10.

Nenhum comentário:

Postar um comentário