Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

sábado, 24 de setembro de 2016

CAMINHADA, REUNIÃO E BAIXARIA NA POLÍTICA DE CAETÉS


Chegando o dia da eleição desse ano, enquanto os candidatos intensificam suas ações para conquistar o eleitor, militantes mais apaixonados intensificam sua busca de votos a às vezes até suas brigas por seus candidatos.

Em Caetés a noite de ontem foi bem movimentada. Enquanto o prefeito Armando Duarte e seu vice Severino Gordo fizeram visitas nos bairros do Morumbi e Cohab, Benedito e seu vice Gilson, foram até a vila de Atoleiro.

Na cidade o lado azul recebeu o reforço de várias carreatas de candidatos a vereador que vieram da zona rural, e quando o povo se reuniu para descer a avenida em direção ao centro, as ruas ficaram pequenas para o grande número de pessoas atrás de paredões de som.

O lado vermelho de Caetés foi até a comunidade quilombola de Atoleiro. Algumas carreatas de candidatos seguiram para a vila, onde o dentre os oradores, o principal nome da oposição local, ex-prefeito Zé da Luz, discursou defendendo o seu candidato.

BAIXARIA – A garanhuense Cristina Tavares dizia que entrar na política era mesmo que colocar a mão na merda. Tinha razão a deputada. Parece, porém, que algumas pessoas não se contentam em meter a mão “nela” e têm que cheirar, comer e se lambuzar, perdem totalmente a noção das coisas e parte para o vale tudo para tentar desconstruir o adversário.

O grupo de oposição em Caetés depois de ter partido para ataques da vida pessoal do prefeito, essa semana usou em sua página do facebook a imagem de um colégio aqui em Garanhuns acusando o gestor de ostentar por ter o seu filho e netos estudando no referido educandário. O pior de tudo foi que usaram a foto de uma neta do prefeito, então com doze anos de idade, que estava nas dependências do colégio acompanhada com suas colegas de turma.


A própria adolescente comentou a postagem alertando sobre o fato de que a imagem de uma criança não poderia estar sendo usada indevidamente, pois se caracterizaria crime. Depois disso a fotografia da neta do político junto com colegas que nada têm haver com a disputa de Caetés foi apagada, ficando apenas as fotos do colégio.

Um print da postagem do PSB no facebook foi tirado, e segundo parentes da menina, medidas judiciais vão ser adotadas contra os autores da postagem, que estão se valendo desse tipo de expediente para tentar atingir Armando.

*Fotos: Armando em cima do palanque com um eleitor e Benedito também em seu palanque com seu grupo.

5 comentários:

  1. Espero que isso sirva de lição para outras pessoas que querem usar nomes de outra sem ter autorização.tanto o nome como a imagem.

    aqui em caetés eu fiz um comentário no Facebook e teve uma pessoa que fez um print.colocaram o meu nome debochando do comentário que fiz.

    mais também tirei um print do uso indevido do meu nome e estou pensando acionar a justiça.para que esta pessoa.seja coerente e não faça mais tal descaso com o nome de outra pessoas sem ser autorizado.

    JORGE CAETÉS PÉ.

    ResponderExcluir
  2. A turma da oposição de Caetés, são uns vândalos. Querem a todo preço volta à Prefeitura, para se beneficiar dela novamente.

    ResponderExcluir
  3. Kkkk aqui em São João está 10 vezes pior até nome de animal o prefeito levou

    ResponderExcluir
  4. Caetés, antes, não tinha uma boa merenda, fardamento escolar, transporte escolar de boa qualidade, salário pago em dia e os calçamentos eram feitos só em período político. De dois em dois anos, eram feitos uma pequena parte. Não tinha quase nem um funcionário da cidade trabalhando e o Sr. Benedito fazia parte e concordava com aquela administração. Resumindo, não se sabia pra onde ia o dinheiro público do nosso município.

    ResponderExcluir
  5. Não pense que o candidato da oposição a prefeito de caetés hoje é tão honesto como vcs pensa.

    Antes do Armando ganhar a eleição o meu filho arrumou um serviço de ajudante geral onde neste Tempo ele foi reformar a casa do João do Gás junto com o pedreiro tudo pago pela prefeitura.ele trabalhava na casa e recebia da prefeitura.

    Assinando apenas em um caderno quando recebia.depois da reforma na casa ele foi enviado para trabalhar nas praças. quando chegou o sr Benedito e mandou embora.depois ficamos sabendo que o sr João do gás.Inventando mentiras falou para o Benedito que o meu filho tinha votado contra o prefeito na época.SENDO TUDO MENTIRA.O meu filho tinha votado no prefeito da Época.

    Sendo assim uma confirmação de perseguição política.ficou claro que só trabalhava quem votasse a favor do prefeito.mais nem por isso o meu filho ficou sem trabalho.hoje ele trabalha em outro lugar.

    Jorge caetés pé

    ResponderExcluir