Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

ÁLVARO PORTO CONSTATA QUE O PACTO PELA VIDA MORREU

O deputado estadual Álvaro Porto (PSD) afirmou esta semana que a constatação da "morte" do Pacto Pela Vida pelo professor José Luiz Ratton, um dos idealizadores do programa, só reforça o que ele vem denunciando desde 2015 na Assembleia Legislativa.

Há cerca de 15 dias, em pronunciamento na tribuna da Casa, o deputado disse que, se em 2015 o Pacto entrou em falência, neste segundo semestre de 2016 estava claro que o programa foi morto e enterrado sem deixar herança. Ratton, que é Coordenador do Núcleo de Pesquisas em Criminalidade, Violência e Políticas Públicas de Segurança da UFPE, fez a declaração em entrevista à Rádio Jornal nesse fim de semana.

Naquele discurso, proferido no dia 13 deste mês, Porto pediu para que o governador Paulo Câmara (PSB), reagisse, saísse da inércia, mobilizasse a sociedade e recorresse ao Governo Federal para dar uma resposta ao povo de Pernambuco. Também atacou a declarações do prefeito do Recife e candidato à reeleição, Geraldo Julio (PSB), que vem minimizando a gravidade da situação em Pernambuco ao jogar, como sempre, a conta do fracasso do combate à violência no Estado na crise econômica

"Agora, para rebater a constatação lúcida de Ratton, Geraldo repete o mesmo argumento. Volta, como fez nas outras vezes em que tratou do tema, a desrespeitar os familiares que choram seus mortos e os policiais desamparados pelo Estado. Continua recorrendo a declarações eleitoreiras, estudadas pelo marketing da campanha, mas esconde o fraco desempenho Secretaria de Segurança Urbana criada por ele".

O discurso do dia 13 foi um dos cerca dos dez que Álvaro Porto fez entre 2015 e 2016 para denunciar o aumento de violência e cobrar soluções do Governo do Estado. "Depois daquele dia, quando apelei para que o governador levantasse da cadeira e agisse, os casos de violência seguiram crescendo. Nem as delegacias estão mais seguras. No último sábado, dois ladrões de carro fugiram da cela da delegacia de Boa Viagem. Isso é inadmissível. Os estupros permanecem na ordem do dia. Assaltos a carros-forte também".

Para ele, a fragilidade do Governo e sua incapacidade de garantir a segurança viraram mesmo a marca registrada desta gestão. "Já cansamos de cobrar uma postura de Paulo Câmara em relação a ineficiência do secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho. Agora, mesmo diante da opinião de um especialista como Ratton, o governador permanece sem tomar uma atitude", disse.


O deputado argumenta que o secretário já deu provas de não ter condições de atender às exigências do cargo. "O Governo vai confirmando a falta de pulso nesta área. As falhas e os desmandos da gestão são evidenciadas diariamente. Como explicar à população que um delegado tenha liberado um suspeito de ter praticado estupro no metrô?. Como manter um secretário que declarou, sem constrangimento algum, conversar com presos por celular, como fez o titular da pasta estadual de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico?", indaga. "Não dá para fazer de conta que tudo está dentro da normalidade", arremata.

Nenhum comentário:

Postar um comentário