Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

domingo, 28 de agosto de 2016

AUDÁLIO FILHO: UM VEREADOR CRISTÃO

Por Altamir Pinheiro

Deve um padre da igreja católica envolver-se em campanha política para eleger um irmão cristão?!?!?! EU ACHO QUE SIM!!! Nada há na Palavra de Deus que proíba o cristão de filiar-se a um partido político e candidatar-se a um cargo público. Pelo contrário, a Bíblia relata a história de grandes homens de Deus que assumiram funções políticas: José, primeiro-ministro do Egito; Davi, rei de Israel; Josias e Ezequiel reis de Judá; Daniel, um dos ministros de Estado do reino da Pérsia; Mordecai, primeiro-ministro na Pérsia; Neemias, governador de Judá e sai por aí afora...

Devido à corrupção que move a nossa  política, a sociedade clama por cidadãos e cidadãs  que levem a sério os cargos públicos para os quais foram eleitos pela população. Isto mostra que o meio político precisa cada vez mais de políticos cristãos comprometidos com Deus e com a sociedade. Entre tantos cristãos, em Garanhuns se apresenta um que merece um voto tanto pela sua honestidade com a coisa pública, como também pela sua presteza com a religiosidade, donde, caminha junto com a Igreja Católica: trata-se do candidato que luta por sua reeleição, o conhecido homem público,  AUDÁLIO FILHO!!!

Pergunta-se mais uma vez: é lícito ao cristão católico candidatar-se a um cargo político?!?!?! Acredito que, embora a Igreja deva se comportar até como um certo divisor de águas, principalmente em ser “APOLÍTICA PARTIDÁRIA”, seus membros têm o direito como cidadãos de um país democrático de se candidatarem e se elegerem para cargos políticos, fato este que deve ser encorajado a fim de que haja a transformação da nossa sociedade em uma sociedade mais justa e piedosa. Nesse bojo, o candidato a vereador por Garanhuns, AUDÁLIO FILHO, carrega todas essas credenciais em seu rico currículo moral e humanista.

POIS BEM!!! Para provar a importância de um religioso num parlamento, basta vê a Igreja Universal do Reino de Deus, do Bispo Macedo,  que investe maciçamente em seus pastores para levá-los ao parlamento. Não é à toa que, a mistura de política e religião é a marca da atuação dos pastores deputados. Aqui em Garanhuns temos um exemplo clássico do vereador pertencente a igreja protestante,  Zaqueu Lins, que caminha para seu quinto mandato, quando há uma perspectiva, mais uma vez, dele vir a  ser o vereador mais votado de Garanhuns com um prognóstico de atingir a marca dos 5 mil votos. Aliás, por pertencerem a mesma coligação(chapinha), são esses votos de Zaqueu que vai puxar e reeleger, AUDÁLIO FILHO,  para o seu terceiro mandato.

A bem da verdade,  conclamamos a toda  comunidade católica para votar maciçamente num vereador que engrandece Garanhuns e valoriza o parlamento municipal. É preciso que haja um engajamento da Diocese de Garanhuns com suas respectivas paróquias e principalmente os PADRES que têm uma maneira mais peculiar de pedir para que seja ajudado um irmão que tanto pratica sua fé religiosa católica que é o candidato a vereador, pelo PSDC,  AUDÁLIO FILHO.

Por fim, é preciso que se diga  que existe uma relação entre Deus e as autoridades políticas que não se pode simplesmente ignorar.  Afinal,  a grande vocação da igreja católica é dar testemunho a favor de Cristo. E isso necessariamente terá consequências políticas terrenas. Não pode ou pelo menos não deveria haver neutralidade por parte dos PADRES e do Bispo Diocesano de Garanhuns, como se sabe, a política é inevitável e sempre será!!! O apoio eleitoral a um político do porte moral e religioso do cidadão AUDÁLIO FILHO, não é imoral nem muito menos atitude pecaminosa. É um ato de fé nos valores morais que circundam nossa sociedade, e o vereador AUDÁLIO FILHO comunga com tudo isso que prega a igreja católica. Termino citando as palavras de Jesus a Pôncio Pilatos, momentos antes de sua crucificação. Disse Jesus: "Nenhuma autoridade terias... se de cima não te fosse dada" ...

ESTE ARTIGO É DE  RESPONSABILIDADE ÚNICA E EXCLUSIVA DE QUEM O ASSINA.


*O Blog abre espaço para todos os candidatos proporcionais, sejam do governo ou oposição. Contatos podem ser feitos pelo telefone 87 -99938.9845 ou através do e-mail robertoalmeidacsc@gmail.com

4 comentários:

  1. Na verdade,padres,pastores,não importa à religião não deve se comprometer comcadidato nenhum,pq é o povo que deve escolher.A religião em se,é a busca à Deus,então padres,pastores etc..devem ensinar os propósitos de Deus e não da politica,vela bem,não sou contra,mas deve-se ter muito cuidado para não se misturar Religião com politica.

    ResponderExcluir
  2. "Se os homens de Deus não quiserem entrar a política os de Satanás estão loucos para pegarem a vaga!"

    ResponderExcluir
  3. RESPEITANDO OS QUE PENSAM O CONTRÁRIO DE MIM, MAS SOMENTE OS DESPOLITIZADOS ACREDITAM QUE POLÍTICA E RELIGIÃO NÃO SE JUNTAM OU NÃO SE DISCUTEM. É POR ESSAS E OUTRAS QUE OS LADRÕES(LEIA-SE PETRALHAS) FORÇAM A BARRA PARA CONTINUAR NO PODER(ROUBANDO) E OS FALSOS PROFETAS CONTINUAM A PREGAR...

    P.S.: - Qualquer cidadão ou cidadã que tenha o mínimo de discernimento, sabe muito bem que é impossível separar o indivíduo de suas crenças e o que quer que ele exerça como profissão, suas crenças influenciarão seus atos e seu trabalho, logo a frase “política e religião não se misturam” não existe pois uma faz parte da outra e se aplica para todos os indivíduos... DITO ISSO, QUE OS CATÓLICOS E OS RELIGIOSOS DE UM MODO GERAL DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS VOTEM MACIÇAMENTE NO ÓTIMO CANDIDATO A VEREADOR AUDÁLIO FILHO!!!


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô Sr. Altamir, quanto você cobra para fazer uma matéria puxando o saco de alguém? Sou de São Bento do Una e quero um puxa saco para o meu candidato. Se o seu preço for bom, fechamos negócio.

      Excluir