Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

quinta-feira, 7 de julho de 2016

EDUARDO CUNHA RENÚNCIA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA

O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) anunciou nesta quinta-feira (7) a decisão de renunciar à presidência da Câmara, cargo do qual ele estava afastado desde maio, por decisão do Supremo Tribunal Federal, que o suspendeu do exercício do mandato. 

O parlamentar não renunciou ao mandato.

Cunha leu, com a voz embargada e lágrimas nos olhos, uma carta de renúncia no Salão Nobre da Câmara. Ele estava acompanhado dos deputados Carlos Marun (PMDB-MS) e João Carlos Bacelar (PR-BA).
"Resolvi ceder aos apelos generalizados dos meus apoiadores. É público e notório que a Casa [Câmara] está acéfala, fruto de uma interinidade bizarra que não condiz com o que país espera de um novo tempo após o afastamento da presidente da República. Somente minha renúncia poderá pôr fim a esta instabilidade sem prazo. A Câmara não suportará esperar indefinidamente", disse o deputado.
O deputado já havia negado a renúncia em diversas ocasiões.

O deputado demonstrou emoção ao falar das acusações contra sua mulher e filha, também investigadas pelo uso de contas na Suíça suspeitas de terem recebido propina do esquema de corrupção na Petrobras.

Segundo Cunha, seus opositores utilizaram as suspeitas contra sua família "de forma cruel e desumana, visando me atingir", disse. A mulher dele, Cláudia Cruz, se tornou ré num processo criminal sobre as contas suíças aberto pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na 13ª Vara Federal de Curitiba.
O deputado voltou a afirmar sua inocência nas acusações contra ele.
"Quero reiterar que comprovarei minha inocência nesses inquéritos. Reafirmo que não recebi qualquer vantagem indevida de quem quer que seja", disse.
No pronunciamento, Cunha fez uma breve retrospectiva de seu mandato na Presidência da Câmara e ressaltou sua decisão de ter aberto o processo de impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff.
"Tenho a consciência tranquila, não só da minha inocência, mas de ter contribuído para que meu país se tornasse livre do governo criminoso do PT", afirmou.
Importantes líderes do PMDB, além do próprio Cunha, também são investigados pela Lava Jato.
A leitura da carta de renúncia durou menos de dez minutos. Ele encerrou dizendo "que Deus abençoe essa nação".
Com a renúncia à presidência, a Câmara tem até cinco sessões para eleger o sucessor de Cunha, que terá uma "gestão tampão" até 1º de fevereiro de 2017. Atualmente, a Câmara é presidida interinamente por Waldir Maranhão (PP/MA). 


*Fonte: Portal UOL. Foto: O Globo

5 comentários:

  1. Grande Eduardo Cunha, salvou o brasil de entrar em uma ditadura dos TRAFICANTES, PEDERASTAS, VAGABUNDOS E ASSALTANTES, DO PT!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Fernandes Costa8 de julho de 2016 20:27

      Um IDIOTA (15h26 de ontem) = um CÍNICO (Eduardo Cunha) !! /.

      Excluir
    2. Eduardo Cunha não é um cínico,e sim, um psicopata e corrupto.E quem mais atacou essa raposa popozuda que nos roubou em nome do PMDB foram os seus próprios companheiros.Levou nome de ladrão na cara e ficou rindo no dia da votação do impeachment em 17 de abril de 2016.

      Excluir
    3. Grande Eduardo Cunha,com o seu baixo clero com os seus 220 picaretas e achacadores aprovaram R$ 26.545,00 de aumentos para eles e as elites em 13 anos enquanto o salário mínimo subiu apenas R$ 680,00. Aprovaram a safada do Brasil que é financiamento empresarial o câncer da roubalheira do Brasil.Esses pilantras ainda dizem que são a favor da República de Curitiba.Somente da boca pra fora.

      Excluir
  2. Ações e projetos aprovados por Eduardo Cunha com sua maioria de parlamentares:

    1-aprovou 25 projetos de leis e todos foram vetados pela presidenta Dilma.Senão o Brasil quebraria totalmente.Geravam mais de R$ 300 bilhões em 3 anos de governo.
    2-aprovou uma proposta de emenda constitucional legalizando todas as doações empresarias aos partidos e as políticos totalmente diferente do Senado Federal que votou contra por 36 x 31.

    3-aprovou a terceirização.Votou contra a reeleição quando deveria apenas regulamentá-la iguais aos governadores e senadores e deputados federais afastando-os antes 6 meses do poder.

    4- participou ativamente na desagregação do seu próprio partido o PMDB quebrando uma ruptura de 31 anos mamando na teta de todos os governos que lhes serviu.

    5-jogou no colo de seu vice presidente toda a operação lava jato que se obrigada a julgar todo o PMDB e PSDB o que não fez antes do afastamento da Presidenta do Brasil.

    6-destruiu os outros em em seguida foi destruído.Usou o nome de Deus em vão e levou nome de psicopata e corrupto de seus próprios companheiros de partido.

    7-ao invés de unir sua base parlamentar para o bom somente o mal tem feito.Usou pejorativamente sua religião evangélica para espalhar blasfêmia e indignação.Cai do poder pelos próprios erros cometidos.

    8-erra é humano,agora permanecer no erro é burrice.Deu um tiro no próprio pé.Praticou a feiticaria e com ela terminou engolido .Bateu numa mulher honesta que nada lhe fez de mal.Criou ódio e rancor e quando ela lhe procurou ele simplesmente blasfemou,TCHAU QUERIDA! Hoje o mundo diz,TCHAU QUERIDO!

    ResponderExcluir