SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

segunda-feira, 18 de abril de 2016

QUEM VENCEU COM A APROVAÇÃO DO IMPEACHMENT


Por 267 votos a favor e apenas 137 contra,  a Câmara dos Deputados aprovou o pedido de abertura de impeachment da presidente Dilma Rousseff(PT). A matéria irá agora para o Senado, que poderá ou não concordar com a decisão deste domingo. Caso os senadores também votem pelo afastamento da petista, num primeiro momento, ela terá de deixar o cargo por 180 dias, até a votação final, assumindo o vice Michel Temer (PMDB).

O confronto entre governistas e oposicionistas deve se estender até outubro, quando então poderemos ter uma definição para essa crise política que começou desde a reeleição de Dilma, em 2014.

Com o placar folgado da Câmara contra o Governo, alguns vitoriosos podem ser apontados na sessão história deste dia 17 de abril de 2016. Venceu o candidato derrotado nas urnas dois anos atrás, Aécio Neves (PSDB), que conseguiu se vingar por ter sido ultrapassado pela adversária no pleito decidido pelos eleitores; foi uma vitória maiúscula do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB), que bancou o processo de impeachment, mostrou liderança na Câmara e assegurou os votos necessários para derrotar o governo. 

Além disso, o parlamentar peemedebista abriu caminho para se livrar da prisão e salvar seu mandato, pois foram criadas as condições para que o político do Rio de Janeiro se livre de todas as acusações de corrupção que pesam sobre sua cabeça. Venceu o vice-presidente Michel Temer, esperto ao perceber a oportunidade que a história lhe oferecia. Comandando o seu partido, o PMDB, aliou-se ao PSDB, ao DEM, ao PPS e a partidos menores para garantir a votação favorável ao impeachment.

Temer agora é a bola da vez e tem chances reais de assumir a presidência da República, podendo governar o Brasil até 2018.

Venceu também a Grande Imprensa, à frente a Rede Globo de Televisão, que criou o clima de animosidade contra o governo e a presidente, alimentou ódios e ressentimentos, jogou toda a culpa da crise num só grupo político ou numa só pessoa, escondendo como pôde os malfeitos cometidos por políticos ligados ao PSDB ou partidos aliados. 

A TV Globo passou a ser contestada nas ruas e redes sociais, perdeu audiência e credibilidade, mas mostrou o quanto ainda é forte com o resultado da votação deste domingo. Sem o poder da emissora da família Marinho talvez essa história toda pudesse ter tido um final diferente.

O Governo ainda vai espernear, lutar no senado, contestar no Supremo Tribunal Federal. É provável que a resistência nas ruas também continue. Mas se o Judiciário nunca decidiu a favor do PT em momento algum por que o fará daqui pra frente? E a mídia também continuará conquistando corações e mentes, neste momento fortalecida pela “legitimidade” da votação na Câmara.

Foi na verdade uma votação política. Os deputados mostravam claramente que estavam com a presidente Dilma “entalada” na garganta e desejavam (desejam) vê-la bem longe do Palácio do Planalto.

Teve um parlamentar que votou pelo pai que está completando 100 anos, outro lembrou da mãe, muitos falaram da esposa, dos filhos, dos netos e quase todos bradaram “pelo Brasil” e usaram o nome de Deus em vão.

Poucos ousaram justificar juridicamente o voto, acusar a presidente impedida de ter cometido crime de responsabilidade. Não era o que estava em jogo.

O que se decidiu foi uma troca de poderes. O começo do fim de Dilma Rousseff. Que não sabe ser política como Lula, é durona, inflexível, teimosa, com mania de seguir em linha reta ou de querer as coisas certas.

Com Temer poderá ser diferente. Os deputados – principalmente os do baixo clero – terão oportunidade de receber afagos, carinhos, verbas... Os empresários e a mídia vão colaborar. 

Poderá se criar um ambiente para uma agenda positiva. A Polícia Federal e o Judiciário poderão se aquietar e quem sabe até essa tal de Operação Lava Jato chegue ao fim para que muitos possam dormir em paz.

O Governo perdeu a grande batalha, a mais importante e provavelmente não sobreviverá à guerra, que ainda não terminou. O PT foi derrotado e está fadado a voltar à oposição. Vamos ver se terá a capacidade de ressurgir das cinzas para infernizar a vida da nova gestão, que de todo modo não terá vida fácil, pois há pela frente uma crise enorme para administrar.

Em política nunca há um fim. As coisas estão sempre começando

9 comentários:

  1. Esquerdistas reclamam de tudo e reclamam muito, não podem ouvir o nome de Deus que começam a reclamar....

    Isso diz muito sobre qual o lado que eles estão.

    ResponderExcluir
  2. BRASÍLIA ONTEM ESTAVA MUITO QUENTE,MAIS HOJE ESTÃO MORRENDO AFOGADO NAS LÁGRIMAS DOS DEPUTADOS QUE ERA A FAVOR DO GOVERNO,POR CAUSA DE TANTO XORORÓ...FORA DILMA O PT ACABOU.

    ResponderExcluir
  3. QUANTA INGRATIDÃO ESSE POVO COMETEU COM A NOSSA QUERIDA PRESIDENTA(ERA ASSIM, CARINHOSAMENTE, QUE ELA GOSTAVA DE SER CHAMADA)... LASTIMÁVEL!!!

    QUANTA HUMILHAÇÃO ESSE POVO PREGOU NA NOSSA MEIGA, PORÉM ETERNA GUERREIRA. UMA MULHER AMÁVEL,INTELIGENTE, SENSÍVEL E QUE NUNCA MENTIU EM SEU BONDOSO GOVERNO... REVOLTANTE!!!

    COITADA DA DILMA. DEPOIS O QUE ESSE POVO FEZ COM A BICHINHA, AGORA, ELA SÓ VAI RECEBER METADE DO SALÁRIO. COMO DIZIA O MESTRE LUIZ GONZAGA: O POVO É MAU, O JUMENTO É BOM... QUANTA MALDADE!!!

    P.S1.:- Gostava tanto de você!!! Gostava tanto de você!!! Não sei por que você se foi / Quantas saudades eu senti / Chego a ter medo do futuro... Gostava tanto de você!!! Gostava tanto de você!!!

    P.S2.: - Snif, snif & Buá, buá...

    ResponderExcluir
  4. José Fernandes Costa18 de abril de 2016 12:01

    As cenas degradantes cometidas ontem, pelo Congresso Nacional do Brasil, dão-me nojo, repugnância; não posso comparar aquilo a um espetáculo circense. Porque seria diminuir muito os profissionais dos circos. 2. A repercussão internacional a nosso respeito foi a pior possível. E confirmou que o Brasil é o país do futebol e da cachaça. 3. Presidida por um sacripanta, bandido, réu em vários processos, a Câmara Federal produziu as cenas mais deprimentes e já previstas. Com deputados sem ética; e de moral muito reprovável, a maioria deles analfabetos; e falando para um povo também analfabeto, na grande maioria. – A toda hora esses desavergonhados bradavam o nome de Deus e da família, indo desde os filhos até os avós e trisavós etc. – Os golpes teatrais foram ostensivos e propositados! – Um horror de teatralidade, que não vemos nem em filmes de terror. – A seguir, a famosa frase de Rui Barbosa:
    “De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra; de tanto ver crescer a injustiça; de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, e rir-se da honra, e ter vergonha de ser honesto”. /.


    ResponderExcluir
  5. O Brasil acompanhou a maior sessão de hipocrisia da história, um ladrão presidindo uma votação acusando a presidente de ladra .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sou a favor do Eduardo cunha,mais vamos Analisar um pouquinho.quem fez a denuncia não foi o Eduardo cunha,e sim o pro pio fundador do partido do PT.e mas dois jurista.e outra coisa o Eduardo cunha ele é réu,e não foi ainda condenado.

      sobre a DILMA o que ela fez governo nenhum tem o direito de fazer sem autorização do congresso,por isso que o pais esta deste jeito,( na merda )agora cabe o senado analisar o processo e si ela four culpada perderá o mandato.AINDA TEM MUITAS COISAS PARA SER DESCOBERTO PODE ACREDITAR.

      Excluir
  6. Bando de ladrão, ironizam enquanto o país se afoga em lamaçal de merda com esses deputados mercenários filho da puta.

    ResponderExcluir
  7. O BRASIL TEM QUE TER EMPREGOS, E NÃO VIVER DE ESMOLA DO PT.

    ResponderExcluir
  8. alguns criticam os deputados o que vocesacham o lula sem cargo nenhum em um hotel tentar comprar cargos, aceitam a derrota que doe menos.

    ResponderExcluir