Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

terça-feira, 26 de abril de 2016

BOLSONARO E OS BEM-PENSANTES

Por Homero Fonseca*

Parece haver um certo sentimento de desconforto por parte de alguns bem-pensantes pró impeachment/golpe em relação aos seus companheiros de trincheira. Sentimento que cresceu exponencialmente após o espetáculo da votação do dia 17 na Câmara dos Deputados.

“Que más companhias!”, descobriram eles ao assistir à proclamação de voto das bancadas da bíblia, do boi e da bala. Que gente mais brega, mais botocuda! Incapaz de juntar lé com cré, sem argumentos, repetindo o bordão deus, pátria e família (com direito a nominar cônjuges, filhos, netos, sogras, cães, gatos e papagaios). Sem falar na quantidade enorme de sujos (corruptos) falando de mal lavados (petistas), cujo exemplo mais emblemático foi o da deputada Raquel Muniz (PSD/MG), berrando “SIM, SIM, SIM”, logo ela, envolvida em trapaças com o marido, prefeito de Montes Claros, preso no dia seguinte por corrupção. E todo dia aparece um novo exemplo. Oh, vexame, oh paìsinho atrasado, oh vontade de mudar para a Suíça!

“O que fazer?”, indagaram-se os bem-pensantes (alguns ex-admiradores de Lênin). E pensaram em aliviar a má consciência e, ao mesmo tempo, descolarem-se da direita mais hidrófoba ao lado da qual haviam marchado despreocupados na Avenida Paulista, escolhendo o notório deputado Jair Bolsonaro como bode expiatório. E então passaram a pedir, em uníssono, a cassação do lastimável parlamentar pela sua radical profissão de fé, com direito a elogiar o falecido coronel Brilhante Ustra, que brilha em toda lista de torturadores do também falecido regime militar (cujo fantasma entretanto anda por aí assombrando o Brasil). Cassem o mandato do pústula, cacem o hereje!

Mas aí, salvo engano, reside uma contradição. Lembram o adágio atribuído a Voltaire (não concordo com uma só palavra...)? Esse, me parece, é o cerne da democracia. Bolsonaro é abominável, mas tem direito de manifestar suas ideias, por mais execráveis que sejam. A isso chama-se direito de expressão do pensamento. Podemos não concordar em uma só palavra do que ele arrota, mas seu direito de arrotá-las é inalienável. Esse é o paradoxo da democracia: permitir que falem contra ela, à direita ou à esquerda. Agora, no momento em que Bolsonaro ou qualquer outro atente, por ações, contra a democracia, processo e cadeia nele! Mas condená-lo e cassá-lo por palavras é antidemocrático, mesmo palavras abjetas como “Ustra, o pavor de Dilma”.

Sei que a turma mais emocional da esquerda também não ficará contente com essa minha posição. Penso, porém, que se Bolsonaro sai de público elogiando um condenado por tortura, cabe a todos nós denunciar de quem se trata e repudiar semelhante homenagem. Não prendendo e arrebentando quem pensa diferente de nós, por mais equivocado e indefensável que seja seu pensamento.

A batalha atual, camaradas, é no campo das ideias, de mobilização das consciências. Se alguém discorda e se dispõe a argumentar, acatarei de bom grado. Se me convencer de que estou errado, reverei minha posição.

Não vale xingamento ou mera repetição de slogans.


*Homero Fonseca é jornalista profissional e escritor. Atuou nos principais veículos de comunicação de Pernambuco e publicou, dentre outras obras, “Roliúde”, “Pernambucânia” e “A Vida é Fêmea”. Foi também Secretário de Imprensa da Prefeitura do Recife e editor da Revista Continente Cultural. Sempre está enviando textos conscientes e bem escritos como este, para deleite dos leitores do blog.

**Foto: Portal UOL

5 comentários:

  1. José Fernandes Costa26 de abril de 2016 20:31

    DISCORDO em parte! - Esta máxima, seja de Voltaire, seja de Evelyn Beatrice, comporta questionamentos: ("Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser; mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las.") – 2. Notem: - O nosso Código Penal, assim expressa: "Art. 287 - Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime:
    Pena - detenção, de três a seis meses, ou multa."
    {Fazer apologia significa elogiar, louvar, fazer discurso de defesa; assim sendo, quem incorre no delito de apologia ao crime está elogiando, publicamente, autores de crimes ou a ocorrência do crime em si.} – 3. Ademais, a Lei 8.072/90, equipara a tortura a crimes hediondos. - Portanto, torna-se inconcebível, admitir que um sujeito que faz apologia de crime hediondo (defesa, elogio, louvor) possa ser parlamentar! - Mesmo no nosso parlamento tão sujo quanto é. - Assim, pois, a meu ver, seu Jair Bolsonaro feriu o decoro parlamentar e deve ser objeto de cassação. - Resta saber se esse Congresso Nacional, que vale quase nada, tem fibra moral pra cassar aquele réptil pérfido. /.

    ResponderExcluir
  2. Muito mais ressentidas parecem as bancadas ESQUERDISTAS, das Bichas, dos Bostas e das Biscates, que pensaram representar a maioria da população brasileira se aproveitando das precariedades e necessidades da população para impor agendas que o padrão moral da grande maioria da população não aceita de forma nenhuma.

    Apostaram nos seus iguais em imoralidade, serem maioria e deram com os burros n'água, pois a grande maioria dos brasileiros, apesar de pobres, ainda têm a vergonha na cara herdada do cristianismo real tão combatido através de campanhas difamatórias, promovidas nos meios de comunicação, nas universidades públicas, que aliás deveriam ser privatizadas, e em diversos outros meios por imbecis que tentam usar a desqualificação, do discurso antagônico, através de um auto posicionamento precário na superioridade pseudointelectual, que não resiste à mínima análise critica objetiva, dadas as suas falhas lógicas infantis, e uso corriqueiro dos estratagemas falaciosos da esquerda.

    Como podem cometer o acinte de criticara a baixa capacidade intelectual da oposição aqueles que elegeram e reelegeram um analfabeto incapaz como Lula para presidente? E não contentes ainda elegeram e reelegeram uma psicótica que não tem capacidade de emendar duas frases simples como Dilma?

    Tem que ser muito mal-caráter para escolher um vice e depois dizer que o vice não te votos, então nobres asnos, se o vice não teve votos o titular também não o teve, além disso querem condenar o presidente da câmara e seus aliados que foram recebidos de braços abertos pelos próprios governistas nos últimos doze anos e agora querem por a tarja de golpistas nos outrora camaradas e companheiros?

    Petralhas! ---- Cinismo tem limites!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É fácil criticar e chamar um ex-presidente da qualidade do Luiz Inácio Lula da Silva de analfabeto.

      Porra,caramba,o intelectual,doutor em sociologia e antropologia passou 8 anos como presidente e não teve a coragem e a competência de fazer e executar obras estruturadoras:

      1-Em 8 anos de PSDB e PFL não construíram nenhuma Universidade Federal.Mas o analfabeto do Lula construiu 18 e Dilma 1 total de 19 Universidades Federais.

      2-O doutor FHC privatizou e roubou a reeleição com mais de 100 bilhões de reais e não teve a coragem de iniciar a Transposição do Velho Chico.

      3-O doutor FHC com Michel e Eduardo Cunha não foram capazes de baixa os JUROS DE 25.95% a.m.taxa selic para menos de 12% a.m. taxa selic como fez o Lula.

      4-O risco pais chegou a 2.400 pontos e caiu para menos de 300 hoje.

      5-O Pronaf saiu de 3,5 bilhões para 12 bilhões .É pouco?

      6-Privatizar as Universidades Federais,EWERTON SOUTO,nem os ditadores fizeram,pagamos impostos para PAGAR aos picaretas hoje R$ 33.763,00 e um juiz R$ 39.000,00 para votar contra uma MULHER HONESTA,segundo FHC e Maluf.

      Excluir
    2. A mesma conversa mole de sempre que não merece nem resposta de tão bestas. Todo esse seu "Voo de galinha" está na estaca ZERO agora, justamente por causa de não ter base sólida nenhuma!!.

      Excluir
    3. Calma Ewerton sempre tão nervoso, tente pescar tomando suco de maracujá.

      Excluir