sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

IZAÍAS RÉGIS COMO ADMINISTRADOR DE GARANHUNS

Antes de Izaías se eleger prefeito de Garanhuns alguns duvidavam de sua capacidade de gestor. Muitos, principalmente nas classes média e alta, acreditavam que seu perfil era de parlamentar e nunca ele corresponderia quando estivesse no Poder Executivo.

Eleito, surpreendeu até seus próprios eleitores. Facilmente você encontra em Garanhuns quem revele estar satisfeito com o Governo Municipal e confesse “que não acreditava tanto na gestão”.

O que tem feito Izaías para cair nas graças da população do município?

Obras. Muitas obras. Por toda a cidade e beneficiando principalmente a periferia.

Quem, antes da eleição de 2012 acreditaria que o próximo prefeito pavimentaria 100% das ruas do bairro do Magano? Poucas pessoas. Mas isso hoje é uma realidade.

Alguém não entenderia como uma mera promessa de campanha se o então candidato tivesse dito que asfaltaria todas as ruas da Cohab II? Certamente pensariam se tratar de simples demagogia.

Acontece que o petebista sem ter prometido está realizando este sonho dos moradores do Conjunto Francisco Figueira: todas as ruas do bairro estão sendo pavimentadas.

As obras de infraestrutura da Prefeitura chegaram também à Várzea, a Manoel Chéu, ao Indiano, ao João da Mata, a Boa Vista, ao Vale do Mundaú, ao Parque Fênix, Brasília, Aluísio Pinto,  a Heliópolis...

Agora mesmo ruas da Liberdade que há muito esperavam por obras de pavimentação acabam de ser contempladas pela ordem de serviço. E o trabalho já vai começar...

Nunca se fez tanto numa só gestão, em termos de obras de infraestrutura.

Mas é só isso? Asfalto, calçamento e asfalto?

Tem mais: quando Izaías Régis se elegeu prefeito as belas praças de Garanhuns estavam de dar dó. Todas foram revitalizadas e voltaram a ser motivo de orgulho dos moradores da cidade.

O Parque Euclides Dourado, que nunca teve uma calçada externa, foi contemplado logo no primeiro ano da gestão, para satisfação de seus muito frequentadores.

Garanhuns tinha ruas iluminadas precariamente, por um sistema antigo e anti-econômico. Aí as lâmpadas leds tomaram conta do centro e depois da periferia, chegando praticamente a todos os lugares.

Como a iluminação pública, hoje, é de responsabilidade dos municípios existem áreas com problemas. Mas isso há de se resolver. Não tá danado que o prefeito não tenha crédito junto à população para esperar um pouco. Afinal de contas é impossível fazer tudo de uma vez, e as demandas são muitas.

O CALO É A SAÚDE - Na saúde, que é o grande problema de todos os municípios, dos Estados e do País, apesar das dificuldades o prefeito tem procurado acertar, inclusive mudando de secretário quando se fez necessário.

Atualmente, com Alfredo Góis, as coisas têm melhorado. O Hospital Infantil, com boa qualidade, é hoje uma unidade de saúde que atende com decência os que precisam dos serviços municipais e os PSF, embora não sejam ainda o ideal, pelo menos estão com as equipes completas e não falta o básico para trabalhar, como num passado recente.

Ainda na saúde Garanhuns tem um excelente serviço de Transporte Fora do Domícilio (TFD) e está bem servido de ambulâncias como nunca.

A Educação melhorou com Janecélia Martins, embora possa avançar ainda mais, se envolver mais os professores, alunos e a própria comunidade. Além disso, é preciso entender que Garanhuns é o município pólo do Agreste Meridional e não pode se contentar com o “feijão e arroz” que qualquer cidadezinha faz.

Essa é a área - EDUCAÇÃO -  de se inovar, revolucionar e para isso é necessário ter criatividade e ousar mais. Simples tecnocratas jamais serão revolucionários de coisa nenhuma.

No Governo de Izaías é inegável que as secretarias de Planejamento, Obras, Turismo, Cultura e Assistência Social estão funcionando bem, tanto que não há reclamações maiores e em três anos praticamente o prefeito não precisou mexer nesses setores.

A única troca nas secretarias citadas aconteceu quando Fernando Nunes resolveu voltar para Recife porque já tinha cumprido sua missão.

Governar quando o dinheiro está jorrando é fácil, difícil é administrar quando o Estado e o País vivem uma crise do tamanho dessa que estamos assistindo. Pois mesmo com todas as dificuldades políticas e econômicas o prefeito tem trabalhado sem parar, deixando uma marca que será difícil ser superada pelos que virão depois dele.

Fez tudo que precisava? Não. Nenhuma pessoa consegue chegar aos 100%. Tem defeitos? Sim. Quem não tem?

Por que existe oposição e crítica? Ora, porque a oposição é necessária, afinal de contas vivemos uma democracia.

Alguns não gostam de Izaías por conta de sua suposta vaidade (às vezes confundida com arrogância), mas acredito que é exatamente por conta desse sentimento que ele não se acomoda e quer sempre mais e mais para Garanhuns.

É um prefeito presente, que encontramos facilmente pelas ruas e que não esquece os velhos amigos. Aqueles dos tempos das “vacas magras”.

Na campanha dizia que queria ser “o melhor prefeito da história do município”.
Tivemos bons gestores nas últimas décadas, como Amílcar Valença, Ivo Amaral e Silvino Duarte.

Ninguém se admire se Izaías superar cada um deles. E olha que foram homens de visão quando estiveram no poder e fizeram muito por essa cidade.
Se o atual prefeito conseguir fazer mais que seu antecessores não precisa ninguém ficar com ciúmes. O que é bom para Garanhuns favorece os moradores, arranca elogios dos visitantes e faz o município avançar, conquistando respeito e o lugar que merece entre as outras cidades de Pernambuco.
Pavimentação da Rua Gonçalves Maia, por trás  
Dom Moura. Uma obra muito aguardada pela população

6 comentários:

  1. Considero Izaias até o momento responsável pela melhor gestão da cidade que vi em vida. Se pudesse dar uma sugestão, diria que investisse na educação fundamental principalmente contratando professores de informática para o ensino básico. Pois Garanhuns tem dois cursos universitários na área de Computação o que pode Garantir que Garanhuns se torne um polo de informática. Como Campina Grande ou até melhor.

    ResponderExcluir
  2. Realmente está fazendo uma gestão acima da média, anos luz a frente do péssimo antecessor que deixou a cidade largada, isso porque estamos enfiados numa crise econômica sem precedentes!!! Imaginem essa pujança de Izaias, durante as vacas gordas do primeiro mandato de Lula e de Eduardo Campos.....Garanhuns estaria melhor do que é. Apenas duas críticas que podem passar, a lastimável perda inexplicável do Jazz, e o descaso com o lado de Garanhuns que reina e mora seu maior opositor (Lacerdópolis, Arco Íris, Village)....o senhor tem muitos eleitores aqui, portanto olhe por nós!!!! E traga nosso Jazz em 2017 de volta, porque combina com a beleza da cidade, um festival deste nível.

    ResponderExcluir
  3. É um bom adm. Mais falta fazer algo mais efetivo pela educação, saúde e segurança. Posso citar como exemplo na área de saúde a implantação de um sistema informatizado para melhorar as marcações de consultas e agendamentos de procedimentos e agilizar o processo e o acesso a saúde em nosso município. Pois quem precisa da saúde no município hoje em dia passa por maus bocados. Já na segurança deveria equipar os guardas com tecnologia, com uma central moderna de monitorização por câmeras na cidade com equipamentos de qualidade. E calçar ruas que realmente precisa, pois tem várias ruas na cidade que não tem nenhum tipo de calçamento e outras que já eram calçadas e receberam asfalto. Por exemplo a vila do quartel que será totalmente asfaltada sem necessidade pois já é calçada. Enquanto na mãe rainha as ruas que são calçadas estão cheias de lamas das ruas que não são. Uma vergonha pra cidade ter o acesso de um ponto tão importante naquelas condições.

    ResponderExcluir
  4. RECLAMAÇÃO:

    Caro prefeito, A RUA JOAQUIM NABUCO, no centro da cidade, está um verdadeiro lixão a céu aberto, algumas empresas daquela localidade são obrigadas a colocar o lixo no meio da rua, por falta de CONTAINERS. ISTO É UMA VERGONHA!

    Será que a prefeitura está tão quebrada que não pode dispor de containers para atender a necessidade dos moradores daquela localidade.

    Sem falar que além do lixo ficar exposto o dia todo na rua, contaminando, atraindo ratos e baratas, e quando chove, com a força da enxurrada o lixo vai parar nas portas dos comerciantes da Rua Manoel Borba.

    Cadê o o Secretário de serviços públicos que não toma nenhuma iniciativa para resolver o problema?

    Se o lixo estivesse na Av. Rui Barbosa com certeza já teriam resolvido, mas como está nas portas dos comerciantes, que contribuem com o impostos da cidade, ninguém toma providência.. UM ABSURDO!

    ResponderExcluir
  5. O parque Euclides Dourado precisa URGENTEMENTE de uma biblioteca pública maior, de grande porte, pois o acervo é pequeno, o espaço para leitores e estudantes é insuficiente há anos.
    Tomara que, um dia quando entrar um (a) nova(O), Secretário de educação que tenha uma grande visão voltada para a real necessidade do município, possa lutar para aumentar aquele prédio, e fazer dele verdadeiro centro de cultura, pois campo de futebol e calçada não engrandece o intelecto de ninguém.

    ResponderExcluir
  6. Não sou profeta e nem sou futurólogo,mas eu vejo o Prefeito de Garanhuns com projeções de crescimento assim que for reeleito e resolver permanecer na política como um Deputado Estadual ou Federal.

    Agora,precisa expandir algumas amizades com alguns políticos vereadores ou ex-vereadores ou ex-prefeitos e até prefeitos da região.

    Dr. Tinoco e Ivo Amaral ao lado da grande mulher Cristina Tavares ganharam projeção fora de Garanhuns. Somente na minha cidade ambos Tinoco e Ivo Amaral tiveram entre 500 e 1500 votos.Naquela época era muita coisa.

    Uma certa vez eu fui no gabinete do ex-prefeito Luiz Carlos de Oliveira que lhe conhecia há muito tempo e ele não deu as mínimas.Nem sequer mandou uma correspondência de nada.Também nunca mais voltei e nem tive saudade.

    Outra vez o ex-deputado estadual Ivo Amaral também me recebeu muito mau em Recife.Entrei na sala dele e ele não deu a menor importância.Também nunca mais voltei e também não tive saudade.

    O único deputado que me recebeu em Recife foi o ex-deputado Osvaldo Rabelo que conseguiu para mim um Estágio no IPSEP e que me ajudou e muito nos meus estudos.

    Defendi muito o Jarbas e Eduardo, mas faltou a ambos um trato com os seus filiados e militantes.O ex-governador Miguel Arraes tinha muito mais atenção aos seus correligionários e não subia no palanque dos adversários em detrimento dos seus.

    Veja o que fez a Dilma em Recife.Levou para o mesmo palanque o Prefeito,o Governador e seu pupilo Senador e Ministro Armando Monteiro.É assim como se faz política.Ela vai terminar o seu mandato porque o povo sabe que ela é digna de ser a nossa Presidenta que tenha ou não votado nela. Política se faz com um P MAIÚSCULO.

    ResponderExcluir