GOVERNO DE PERNAMBUCO

GOVERNO DE PERNAMBUCO
Presença do Governo no Agreste Meridional

Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

segunda-feira, 31 de março de 2014

PREFEITO IZAÍAS RÉGIS ANUNCIA OBRAS DE PAVIMENTAÇÃO EM MAIS 60 RUAS DE GARANHUNS

Na próxima quarta-feira, dia 2, o prefeito Izaías Régis (PTB) assina ordem de serviço, no auditório de CDL Garanhuns, às 19h30, para realização de obras de pavimentação e drenagem de quase 60 ruas da cidade, beneficiando os bairros do Magano, Boa Vista, Severiano Moraes (Massaranduba), Cohab II e Aluízio Pinto. Além disso, o gestor irá determinar a reforma da Praça Dom Expedito Lopes, em Heliópolis, uma reivindicação da comunidade e das missionárias da Paróquia da Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

As obras serão executadas com recursos do município e somente nos trabalhos de pavimentação e drenagem de ruas o Governo de Izaías Régis investirá recursos de R$ 9 milhões. Já na reforma da Praça  Dom Expedito serão gastos  R$ 116.870,02. Dessa maneira o gestor cumpre o que disse neste blog, no início do ano, quando garantiu que em 2014 iria realizar muito mais do que no primeiro ano da administração.

De acordo com os jornalistas Cloves Teodorico e Jacqueline Menezes, da Secretaria de Comunicação, serão as seguintes as ruas beneficiadas com os trabalhos da Prefeitura: 

Bairro Francisco Figueira (Cohab II) -  Pavimentação das ruas Roberto A. Almeida; Antônio Araújo dos Santos; Projetada 01; 19; 21; 23 e das avenidas Radialista Aluízio Alves de Melo e Francisco de Holanda Cavalcante.

Os trabalhos nessa área da cidade vão criar uma ligação entre os Loteamentos Manoel Camelo I e II, Morada Nobre e a Cohab II melhorando a mobilidade dos moradores.  Ainda no mesmo bairro, as ruas José Dourado e Irmã Dulce serão beneficiadas, além da pavimentação, com drenagem.

Boa Vista -  19 ruas receberão melhoria da infraestrutura urbana com pavimentação e drenagem.  São elas: Carmerinda Vieira de Melo; Antônio Carlos Souto; Vitória; José Brasileiro Vilanova; Vereador João Bezerra Sobrinho, Tabocas; da Inconfidência; Florianópolis; Cuiabá; Fortaleza, Livramento, 1ª Travessa Vitória, Rua Belo Horizonte, Rua Dr Lito de Azevedo (trecho), Rua Manaus, Rua Afonso Notaro, bem com as Avenidas Sul, Avenida da Restauração e Avenida Riachuelo.

Severiano Moraes Filho (Massaranduba) - Irão receber o serviço de pavimentação as ruas Ataulfo Alves, Dolores Duran, Projetada 01, Projetada 02 e um trecho da Rua Cantora Marinez.

Magano – 19 vias receberão serviços de pavimentação ou drenagem. Confira a relação: Rua Pixinguinha, Rua Carlos Gomes (trecho), Rua Orestes Barbosa, Rua Lamartine Babo, Rua Flávio Rangel, Rua Rosa de Maio, Rua Flávio Cavalcante, Rua Paulo Sérgio, Rua Ascenso Ferreira, 1ª Travessa Ascenso Ferreira, Rua Otília Peixoto, Rua Valdemar Garibalde, Rua Amazonas, Rua Projetada 3, Travessa Ciro Monteiro, Rua São José dos Campos, Rua Vicente Celestino (trecho), Rua Wilson Urquiza (trecho) e a Rua São Luiz (apenas drenagem). O investimento no bairro será de R$ 1.826.430,23 (um milhão, oitocentos e vinte e seis mil, quatrocentos e trinta reais e vinte e três centavos).

Aluízio Pinto: Serão pavimentadas as ruas Francisca Amaral Tinô, Joseval Vicente da Silva, Travessa Belém, Tomaz Antônio Gonzaga, Tomé de Souza, Estácio de Sá, Frei Henrique Coimbra, Antônio de Almeida e Travessa Tomáz Antônio Gonzaga. Juntas, somam um investimento de R$ 515.057,31 (quinhentos e quinze mil, cinquenta e sete reais e trinta e um centavos).

Praça Dom Expedito Lopes – Em novembro de 2013, o prefeito Izaías Régis recebeu, no Gabinete do Palácio Celso Galvão, representantes da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e missionárias de Nossa Sr.ª de Fátima. No encontro, a discussão foi em torno da revitalização da praça, e o prefeito se comprometeu com a obra.  Este ano, no mês de julho, será comemorado o Centenário de Nascimento do bispo Dom Expedito Lopes, assassinado em Garanhuns, em 1957.  

Com o objetivo de tornar o espaço em um ponto de atração turística, o projeto, idealizado pelo arquiteto Emanuel Rodrigues, da Secretaria Municipal de Planejamento, contempla uma nova paginação de piso, iluminação, bancos e reestruturação do estacionamento. Na praça, também haverá a preocupação com o paisagismo – palmeiras imperiais serão preservadas e novas áreas serão plantadas. A reforma da praça totaliza o valor de R$ 116.870,02 (cento e dezesseis mil e oitocentos e setenta reais).

GOVERNADOR EDUARDO CAMPOS HOMENAGEIA PERSEGUIDOS DO GOLPE MILITAR DE 1964

Na data que marca a passagem dos 50 anos do golpe militar do Brasil de 1964, o governador Eduardo Campos visitou, na manhã desta segunda-feira (31/03), os túmulos de três importantes personalidades na luta pela democracia. A homenagem, que partiu da Comissão Estadual da Memória e Verdade Dom Helder Câmara, foi para o ex-governador Miguel Arraes de Alencar, que foi deposto pelo regime militar; para o arcebispo Dom Helder Câmara, patrono da Comissão Estadual da Verdade; e para o Padre Henrique, assassinado no período da ditadura.

"É muito importante que nesta data, 50 anos do golpe militar de 1964, que nós possamos prestar homenagem a todos aqueles que lutaram pela democracia, pela liberdade, pela causa do povo. A Comissão da Verdade, de maneira acertada, decidiu por prestar esta homenagem hoje nos túmulos de Miguel Arraes, do Padre Henrique e de dom Helder Câmara, para através deles simbolizar nossa homenagem a todos os homens e mulheres que lutaram por liberdade e democracia no nosso País, para que nós possamos assumir cada vez mais o compromisso do Brasil com a democracia, que precisa ser aperfeiçoada, melhorada, para que o povo possa ter mais conquistas", destacou o governador.

A agenda teve início no Cemitério de Santo Amaro, no Recife, onde está enterrado o ex-governador Miguel Arraes de Alencar, e prosseguiu até a Igreja da Sé, em Olinda, local em que foram homenageados Dom Helder Câmara e Padre Henrique. Durante a agenda, o governador recebeu das mãos do coordenador da Comissão da Verdade, Fernando Coelho, uma coleção de documentos históricos contendo investigações sobre Arraes. O material foi levantado pelo colegiado junto ao Arquivo Público Nacional.

ARMANDO PEDE PRESSA NA OBRA DA BR- 423 E QUER A BR-232 DUPLICADA ATÉ MUNICÍPIO DE ARCOVERDE

O senador Armando Monteiro (PTB) tem os olhos voltados para o interior. Numa das suas últimas entrevistas o petebista demonstrou preocupação com obras fundamentais para o desenvolvimento de Garanhuns e Arcoverde.

Pré-candidato do seu partido ao Governo do Estado, Armando quer pressa na obra de duplicação da BR-423, que irá beneficiar Garanhuns e todo o Agreste Meridional.

Armando defende também a recuperação da BR-232, que está maltratada,  e a duplicação da rodovia até o município de Arcoverde, porta do Sertão do Estado.

Como é aliado da presidenta Dilma Roussef (PT), o senador bem que poderá ajudar a concretizar essas ações.

JORNALISTA RAQUEL SHEHERAZADE COMEÇA A SER INVESTIGADA E ENTRA DE FÉRIAS DO SBT BRASIL

Exatamente hoje, 31 de março de 2014, quando completa 50 anos do golpe militar de 1964, a jornalista Rachel Sheherazade entra de férias do SBT. Ela é âncora do telejornal da emissora de Silvio Santos e uma das personagens mais polêmicas do momento.

A sua volta à telinha da TV está prevista para o dia 21 deste mês.

As férias de Raquel também coincidem com uma investigação que será feita contra ela pela Procuradoria Geral da República. A instituição aceitou uma representação da deputada federal Jandira Feghali (PC do B-RJ) contra a apresentadora.

A parlamentar pediu a investigação por acreditar que a jornalista, no seu jornal do SBT, fez um comentário criminoso, fazendo apologia ao linchamento e à tortura de um menor de idade.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, informou que a opinião emitida pela profissional sobre o menor infrator será avaliada. "Não se pode pregar contra o Estado democrático. Isso é muito sério", disse Janot à imprensa carioca. "Se você faz um discurso de ódio para a sociedade, não há como controlar o que ocorre depois por aí", completou o procurador.

Natural de João Pessoa, Raquel Sheheradaze tem 40 anos e vem se destacando nos últimos tempos como apresentadora do telejornal SBT Brasil. É bonita, de voz agradável e se mostra muito firme quando faz seus comentários.


Alguns posicionamentos políticos dela desagradaram organizações de direitos humanos, políticos de esquerda e entidades dos jornalistas do Rio de Janeiro e outras cidades. Caso ela seja condenada por apologia ao crime pode vir a ser presa ou no mínimo pagará fiança e prestará serviços comunitários.

PRAÇA MUDA VIDA DOS MORADORES DE SALOÁ

A praça foi inaugurada pelo prefeito Ricardo Alves 
e o governador Eduardo Campos

Um final de semana diferente no bairro Santa Quitéria. Desde que a Prefeitura Municipal inaugurou a praça naquela comunidade, ou dias não são mais os mesmo. A toda hora tem criança correndo e brincando no parquinho. “A ação do Governo Municipal de Saloá, através da Secretaria de Obras, trouxe mais alegria às famílias e agora nossas crianças podem brincar enquanto estamos trabalhando em casa”. Comenta dona Maria Emília, moradora da comunidade.

A Praça do bairro Santa Quitéria foi inaugurada num mutirão de obras que o prefeito Ricardo Alves (PMDB) promoveu em Saloá. Aconteceu no sábado, 22 e contou com a presença do Secretário das Cidades, Danilo Cabral, além do deputado Estadual Aloízio Lessa e diversas autoridades municipais.

Em Saloá, o Governo Municipal tem se empenhado em obras estruturadoras. Saneamento básico e abastecimento d’água para a população tem sido grandes prioridades. A quadra de vôlei de areia e o parque infantil, chegaram á comunidade da Santa Quitéria, juntamente com o saneamento e pavimentação da maioria das ruas daquele bairro. (Geraldo Mouret).

OS PRIMEIROS EM GARANHUNS

Dona Arlinda da Mota Valença, irmã do ex-prefeito Amílcar e do Monsenhor Adelmar, escreveu o livro Pingos de Garanhuns, com anotações históricas importantes da vida do município. O volume foi editado recentemente pelo Instituto Histórico de Garanhuns, graças à luta do Professor Antônio Vilela.

Do livro da professora Arlinda, escolhi um trecho interessante para os leitores do blog. É um capítulo todo sobre os Primeiros em Garanhuns:

O primeiro trem - Chegou no dia 20 de setembro de 1887.
O primeiro automóvel - Dia 20 de agosto de 1916.
Primeiro avião a circular na cidade - O Garoto, na Festa do Café, em 12 de outubro de 1927
Primeiro jornal - O Garanhuns - 1905.
Primeiro cinema falado - Grossi - 1931
Primeira Emissora de Rádio - Difusora - 26 de maio de 1951
Primeiro Time de Futebol - Sport Club Garanhuns - 11 de outubro de 1919
Primeiro Prefeito - Major Antônio da Silva Souto - 20 de outubro de 1892
Primeiro Bispo - Dom João Tavares de Moura - Tomou posse no dia 20 de outubro de 1919.
Primeiro Comandante do 71 BI - Gabriel Duarte de Oliveira - 4 de março de 1967
Primeiro Diretor do Diocesano - Padre José Ferreira Antero - 1915
Primeira Diretora do Sta. Sofia -  Elisabeth Doubleere - 1912
Primeiro Diretor do Estadual Jerônimo Gueiros -  Prof. Manoel Lustosa - 1960
Primeiro Diretor do Colégio XV - Pastor Martinho de Oliveira - 1900

Segundo a professora o primeiro automóvel que apareceu na cidade veio da cidade de Pedra, em Alagoas, e pertencia ao empresário Delmiro Gouveia, um dos idealizadores da usina de Paulo Afonso. Hoje esse personagem histórico dá nome a um município no interior alagoano.

GARANHUNS PERDE O EMPRESÁRIO REINALDO BARROS

Divanice e Reinaldo
Morreu neste domingo, no Hospital Monte Sinai, o empresário Reinaldo Barros e Silva, integrante de tradicional família de Garanhuns. Ele era irmão do comerciante João de Barros (conhecido como João de Bolinha), Aguinaldo (radialista e jornalista), José Henrique Neto (conhecido como Zeca é engenheiro e ex-secretário municipal) Maria e Adilson Barros (professor). Casado com Divanice, foi pai de Socorro, Maria José, Carlos, Cícero e Reinaldo Barros Júnior.
Advogado, formado em Recife, Reinaldo foi comerciante a vida toda em Garanhuns, aonde chegou ainda jovem. Teve estabelecimentos em diversos locais e depois se estabeleceu em definitivo na Rua Melo Peixoto.
Seu Reinaldo, como a maior parte das pessoas o chamavam, era conhecido não só em Garanhuns, mas em toda região. Tinha fregueses e amigos de Lajedo, Jupi, Capoeiras, Caetés, São Bento do Una, São João, Angelim... Enfim, em todos os municípios do Agreste Meridional.
Integrante da Loja Maçônica Mensageiros do Bem, Reinaldo Barros era o orador da instituição religiosa e filosófica.
O empresário foi sepultado ontem à tarde, no cemitério de São Miguel.
Meus pais Euclides Almeida e Maria das Neves foram fregueses muitos anos da loja de Seu Reinaldo. Muitas vezes, ainda criança ou adolescente fui no estabelecimento dos Barros fazer uma compra ou efetuar um pagamento a mando de papai ou mamãe. Conheço pessoalmente quase toda família, como Carlos (que foi meu vizinho na Cohab II), Reinaldo Filho e sua esposa Sandra, Adilson, Zeca, João de Bolinha e o advogado Aguinaldo Barros Filho, sobrinho do empresário, assim como Byron (funcionário do Colégio Monsenhor Adelmar).

Ariadne, irmã de Aguinaldinho e Byron, foi minha colega quatro anos no antigo ginásio, no Colégio XV de Novembro. Era odontóloga e morreu muito moça, não faz muito tempo.
A todos desta nobre família a nossa solidariedade neste momento difícil. Ele viveu mais de 80 anos e cumpriu sua missão entre nós. E vocês, os Barros, têm a consciência de que Seu Reinaldo, os irmãos, os filhos, as noras, os netos, os sobrinhos,  representam muito para Garanhuns.

domingo, 30 de março de 2014

VEREADORES DE CORRENTES FORMAM CPI E QUEREM IMPEACHMENT DO PREFEITO EDIMILSON DA BAHIA

Vereadores de Correntes, a 38 km de Garanhuns, protocolaram na Câmara Municipal um pedido de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar "enriquecimento ilícito" do prefeito Edimilson da Bahia (PSB). A solicitação já foi protocolada na Mesa Diretora e os trabalhos devem começar na próxima quinta-feira, dia 3 de abril.

Um dos que assinaram a CPI a vereadora Ocioni Barbosa (PR) garante que existem indícios e documentos comprovando as irregularidades do prefeito. Segundo ela, com apenas quatro meses de mandato Edimilson Bahia comprou uma fazenda no valor de R$ 1 milhão e um posto de gasolina que custou R$ 600 mil. O primeiro bem imóvel o gestor colocou no seu próprio nome e o segundo no de um laranja, um funcionário da prefeitura que ganha menos de R$ 1 mil por mês.

Ocioni informou que as compras do posto e da fazenda  foram parceladas em valores muito altos, de R$ 60 e R$ 50 mil, respectivamente. Numa das compras o prefeito teria dado R$ 200 mil de entrada. "Tudo isso é muito estranho, porque ele ganha apenas R$ 14 mil por mês", questionou a vereadora.

Edimilson da Bahia ganhou a eleição de Correntes, em 2012, por apenas um voto de diferença de Nivaldo Lúcio Júnior. Hoje tem cinco dos nove vereadores fazendo oposição, inclusive Renato Calado (PSB), que foi eleito com o socialista e depois rompeu.

Renato inclusive é quem está de posse de todos os documentos comprometendo Bahia. O vereador é filho do atual vice-prefeito de Correntes, Adauto Calado.

Outro vereador que assinou o pedido de CPI foi Antônio da Celpe. No seu entender a Comissão Parlamentar de Inquérito é necessária, por conta dos documentos comprometedores.

Caso as investigações provem as irregularidades do socialista, os vereadores vão pedir o impeachment (afastamento) do prefeito.

Para os que são ligados a Edimilson da Bahia tudo não passa de uma montagem da oposição para prejudicar o socialista. Na opinião dos governistas o prefeito vem fazendo uma boa administração no município.

*Na foto a vereadora Ocioni Barbosa

NÁUTICO VENCE SPORT E FICA COM O 1º LUGAR

O Sport teve mais posse de bola, chutou mais em gol, mas foi derrotado pelo Náutico na Ilha do Retiro por 1 x 0, tento marcado pelo meia Marcos Vinícius de cabeça. A nosso ver o bom goleiro Magrão falhou no lance.

O time do Náutico é humilde, não tem medalhão, porém joga muito aplicado, obedecendo direitinho as ordens do competente técnico Lisca, a boa surpresa do Campeonato Pernambucano deste ano.

Continuamos achando que o Sport tem a melhor equipe de Pernambuco, contudo foi a terceira derrota para o Timbu este ano, numa clara evidência de que o treinador do Náutico está sendo mais eficiente do que o do rubro-negro da Ilha do Retiro.

O Salgueiro venceu o Porto por 1 x 0, fora de casa e ficou com a quarta vaga entre os semifinalistas, beneficiado pelo empate do Central diante do Santa Cruz em 1 x 1.

Como o alvirrubro ficou em primeiro lugar nesta fase irá enfrentar o Salgueiro duas vezes nos próximos jogos. A outra semifinal será entre Santa Cruz e Sport.

SANTOS E VASCO – Em São Paulo o Santos sofreu muito jogando em casa, esteve perdendo por 2 x 1, mas virou no final e espantou a zebra na Vila Belmiro, vencendo o Pelaponense por 3 x 2. A equipe santista fará a final contra Palmeira ou Ituano, que se enfrentam daqui a pouquinho na capital paulista.

No Rio de Janeiro o Vasco derrotou o Fluminense por 1 x 0 e irá disputar a final contra o Flamengo, no Maracanã. Há 10 anos que o alvinegro carioca não disputa uma final do Campeonato Estadual. A última vez foi em 2004, quando perdeu para o próprio Fla. (Foto: Blog do Torcedor).

EDUARDO DÁ A CARGA TODA NO INTERIOR

Eduardo Campos, Paulo  Câmara e Fernando 
 Bezerra Coelho  na UPAE de Arcoverde

Pertinho de deixar o Governo para disputar a presidência da República, Eduardo Campos fez uma maratona pelo interior, neste final de semana.

Em Salgueiro o socialista inaugurou um quartel de bombeiros e uma UPAE. Unidades de Pronto Atendimento também foram entregues em Afogados da Ingazeira, Arcoverde, Limoeiro e Belo Jardim.

No município de São José do Egito, no Sertão do Pajeú, o governador inaugurou uma Escola Técnica Estadual, em Itapetim um Mercado Público, em Buíque um sistema de abastecimento d´água em Surubim, no Agreste Central, uma sede do CIRETRAN.

O pré-candidato do governador à sucessão estadual, Paulo Câmara (PSB), esteve presente em todos esses atos.

AÇÃO DE CIDADANIA EM ÁGUAS BELAS

A Prefeitura de Águas Belas, através da Secretaria de Assistência Social, promoveu nos dias 25 e 26 deste mês, em parceria com o INCRA e o Governo Federal uma ação de cidadania que proporcionou a expedição de documentos, como: CPF, Identidade, Carteira de Trabalho, Certidão de Nascimento e suas respectivas segundas vias.

A Ação beneficiou os moradores do Distrito de Curral Novo e da Aldeia Indígena Fulni-ô, que foram beneficiados com a emissão de dezenas de documentos. “O primeiro passo para uma cidadania digna ao ser humano é proporcioná-lo a retirada de sua documentação para que ele passe a existir para o Estado, e através destes, busque seus direitos fundamentais, como: saúde, educação, assistência e segurança”, pontuou o Prefeito Genivaldo Menezes Delgado (PT). 

sábado, 29 de março de 2014

GARANHUNS PERDE A BANCA AVENIDA

Durante muitos anos a Banca Avenida funcionou na Avenida Santo Antônio, no coração de Garanhuns. Paulo Roberto, o proprietário, às vezes era meio enjoado, mas tocava o seu negócio com gosto e fez do estabelecimento, durante um tempo, um verdadeiro ponto de cultura da cidade. Vendia jornais, revistas e muitos livros, quando ainda não tínhamos a Livraria Café da Rui Barbosa.

Um belo dia Paulo cansou e resolveu mudar. Parece que foi morar em Maceió. Quem assumiu a banca foi Júlio com a ajuda de sua esposa Marli. No começo as coisas andaram bem e a Banca Avenida continuou um lugar legal para comprar revistas e jornais, além de promover encontros com amigos, pessoas que gostam de ler.

Há poucos dias Júlio se transferiu para Caruaru e a Banca Avenida ficou assim, como está na foto. Fechada, sinalizando para esses novos tempos de internet, onde a venda dos impressos cai a cada dia. Está estranha a Santo Antônio assim, sem o antigo estabelecimento. Ao lado a banca de Dona Maria continua funcionando e a comerciante está firme, há 44 anos vivendo deste ramo de vender revistas, gibis e jornais.

Mas a Avenida, com Paulo e depois Júlio, marcou a vida de muita gente na cidade e região.

A PLACA SEM SERVENTIA

Antes de chegar na Rua Dr. Dourado, em Garanhuns, pertinho da antiga Rua da Madeira, tem uma placa de sinalização avisando que é proibido entrar à direita. É descendo, no sentido do bairro da Boa Vista. Acontece que quase ninguém obedece a lei. Quem pega a rua subindo, vindo para o centro, normalmente cruza com veículos na contramão e o trânsito fica complicado, pois existem muitos carros parados de um lado e outro. O pior é que na referida via pública, bem pertinho da placa indicando a contramão, vãs param diariamente à espera de passageiros.

Se existe até ponto de lotação na rua, na descida, é de se perguntar aos responsáveis pelo trânsito da cidade: Pra que serve a placa?

CÉSAR MAIA APONTA ERROS NA CAMPANHA DE AÉCIO

Cesar Maia, 68 anos, ex-prefeito do Rio de Janeiro e ex-deputado federal fez críticas ácidas ao candidato do PSDB à presidência da República, Aécio Neves. Em entrevista à Folha  de São Paulo e ao portal UOL, o representante do DEM, aliado dos tucanos, disse que a agenda do senador mineiro privilegia reuniões com setores da elite do país “É um erro, que está sendo cometido também por Eduardo Campos, que tem pouca competitividade”, observou Maia. 
O ex-prefeito do Rio disse que vê várias fotografias dos pré-candidatos do PSDB e do PSB, mas nenhuma delas em favelas, em lugares pobres. “É só com a Fiespe, a Firjan, com a Associação dos Bancos, com o pessoal do Agronegócio”, lamentou. César Maia concorda que tem de conversar com esses setores, mas pondera que não pode ser somente com eles. “Faz uma reunião com a elite e aí a jornalista Mônica Bergamo faz uma matéria dizendo que estava no encontro, que serviram salgadinho. Isso não dá em nada. Dá para a coluna dela, dá prestígio. Mas não rende um voto”, ironizou.
César Maia revelou o medo de que nesta campanha o desencanto do eleitorado faça crescer o “não voto” na eleição. A abstenção, o nulo, o branco, não sabe, não respondeu, segundo o representante do DEM só favorece a presidente Dilma.
Insatisfeito mesmo com os rumos da oposição, Maia fez todas essa críticas cara a cara com Aécio. Para ele, até o trabalho dos tucanos na internet está errado e o site do PSDB não consegue mobilizar ninguém.
“Se continuar desse jeito a Dilma poderá ganhar no primeiro turno, tendo 40% dos votos”, alertou o ex-prefeito.

COMEÇAM JOGOS INTERNOS DO DIOCESANO

Na manhã da última sexta-feira (28), aconteceu a Cerimônia de Abertura dos Jogos Internos do Colégio Diocesano de Garanhuns, edição que antecede o centenário do eterno Gigante da Praça da Bandeira.

A solenidade teve início com o desfile das representações das turmas, desde a Educação Infantil ao 3º Ano do Ensino Médio, que perfiladas entoaram o Hino do Colégio.

O Acendimento da Pira ficou por conta do atleta Antônio Carvalho, do Terceirão B, acompanhado por Marília Ferro e Sabrina da Silva, respectivamente, do 1º Ano B e 2º ano B. Sthefano dos Santos, do Terceirão A, proferiu o Juramento, tendo logo em seguida, o Diretor da Instituição, Prof. Albérico Fernandes, professou abertos oficialmente os Jogos Internos 2014.

Após as formalidades, foi realizada a tradicional partida de Futsal entre Alunos e Professores, que há 26 anos não perdem para a equipe discente. Sob o comando do técnico Carlos Janduy e com o placar elástico de 8 X 0, gols de Douglas (1), Sófocris (1), Almir (1), Josias (2), Henrique (1) e Aldemir (2), os Professores permanecem invictos por mais um ano. A expectativa agora é para o encontro dessas equipes em 2015, quando o Diocesano celebrará o seu centenário.

O GOLPE DE 64 E A DEMOCRACIA DE HOJE

Na próxima segunda-feira, 31 de março, o golpe militar de 1964 completa 50 anos. Muito tem se falado nos últimos dias sobre este episódio histórico do Brasil. Nos rádios, nas emissoras de TV, revistas, jornais, sites e blogs espalhados pela internet.
Aqui, neste blog, também temos aberto espaço para artigos sobre o período da ditadura e o que ele representou para o país.
Hoje o texto não é do deputado Pedro Eugênio, nem do jornalista Paulo Henrique Amorim, não transcrevemos artigo de nenhum professor universitário nem repetimos o vídeo do ex-presidente Lula.
A reflexão é nossa, a partir das nossas vivências desde aquele ano distante que mudou os destinos do Brasil.
50 ANOS ATRÁS - Em 1964 este que vos escreve tinha apenas 7 anos de idade e morava numa pequena vila do interior do Nordeste. Não tinha consciência do que estava acontecendo, mesmo porque no lugar em que morava não mudou nada com a queda de Goulart e a subida dos militares ao poder.
Dois anos depois teve uma Copa do Mundo e lembro que meu pai acompanhava os jogos pelo rádio. A Seleção Brasileira venceu a Bulgária, perdeu para a Hungria e Portugal e voltou para casa mais cedo. Os adultos ficaram tristes e no meu mundo não se falava em ditadura.
O AI-5, um ato que tornou a ditadura menos branda, editado em 1968, só entrou na minha vida 10 ou mais anos depois. As pessoas estavam indo para as prisões, mandatos parlamentares eram cassados e o pau cantava nos porões do regime.
Em 1970, quando eu tinha apenas 13 anos, como os demais brasileiros acompanhei a minha primeira Copa do Mundo pela televisão. O Brasil foi tricampeão e alegria tomou conta das ruas. Como quase todos da minha casa eu desconhecia que o presidente era um ditador, que possibilitou os piores momentos do regime militar.
Na campanha política de 1974, quando Marcos Freire venceu a eleição para o senado, ouvi os primeiros discursos contra o governo e em defesa da democracia. Ali comecei a perceber que havia alguma coisa errada e mesmo não sendo ainda eleitor tomei o partido dos que lutavam contra o arbítrio.
Quatro anos depois, morando no Recife, fazendo o curso de jornalismo, era leitor do Pasquim, ouvia meus irmãos e seus amigos e já tinha plena consciência de que a ditadura nos sufocava, não nos deixava eleger governadores ou presidente da República, e qualquer manifestação no Colégio ou Faculdade se tornava coisa perigosa, subversiva, que podia render cadeia ou um interrogatório não muito agradável.
Definitivamente o jovem universitário estava no campo da esquerda. Admirava Marcos Freire, Jarbas Vasconcelos, Fernando Lyra, Cristina Tavares, Roberto Freire, Mansueto de Lavor, Ulisses Guimarães, Alencar Furtado e todos daquele time que bradavam contra a ditadura militar.
Mesmo sendo moço e mal informado, achava terrível a cara e os gestos de Ernesto Geisel e fiquei consternado quando ele editou o tal de “pacote de abril”, cassando os mandatos de parlamentares legitimamente eleitos pelo povo. O crime dessa gente? Ser contra o totalitarismo ou abrir a boca para dizer as verdades que incomodam...
Em Pernambuco Moura Cavalcanti jogava a polícia e os cachorros em cima do povo, os estudantes se mobilizavam e corriam riscos e uma das poucas vozes a se levantar contra o interventor era Dom Hélder Câmara, um arcebispo macho pra cacete, que enfrentava os gorilas com sua voz mansa, corpo franzino e baixa estatura.
CANSAÇO - Dez anos depois do golpe o povo já estava cansado do governo militar e a prova disso é que em 74 deu uma vitória estrondosa em todo o país ao MDB, o partido da oposição consentida. A Arena, tido como “o maior partido do Ocidente”, saiu das urnas mais desmoralizado que nordestino levando uma tapa na cara.
Mais uma década, em 1984, milhões foram às ruas pedir “diretas já”. Significava que estava todo mundo de “saco cheio” de ser tutelado, insatisfeito com a nomeação de generais para nos governar e ansioso para eleger livremente o presidente da República.
O golpe foi dado com a desculpa de nos livrar do comunismo, da subversão, mas na verdade representou outra coisa. Foi uma vitória da direita reacionária, dos carolas que desejavam o mundo estagnado, dos que tinham medo de uma reforma agrária e dos americanos, temerosos que um país de dimensões continentais, como o Brasil, tivesse governantes alinhados ao pensamento de Marx ou de Moscou. Hoje está provado que a CIA dos Estados Unidos foi de importância vital para o sucesso da quartelada.
Os americanos depois, sempre tão prestimosos, enviaram “técnicos” ao Brasil para capacitar os agentes tupiniquins nas artes da tortura.
A ditadura não foi branda coisa nenhuma. Não existe regime totalitário bonzinho. De direita ou de esquerda, todo ditador afronta os direitos do homem, tira a nossa dignidade, nos impede de caminhar com as próprias pernas.
Não interessa, nessa discussão, saber se foi pior no Chile ou na Argentina. Fazer comparações com a Rússia de Stalin ou a China de Mao Tse Tung também não faz sentido. O fato é que a ditadura foi nefasta, prendeu, torturou e matou. Forçou muitos jovens a entrar na luta armada e esses também terminaram cometendo crimes, nascendo a partir daí uma guerra insana de brasileiros contra brasileiros.
Durante anos a ditadura emburreceu milhões de brasileiros. Livros, ideias, filmes, músicas, teatro e política passaram a condição de “malditos”, foram tidos como perigosos, restando ao povo trabalhar de boca fechada, fazer sexo comportado e dar vazão a sua felicidade tomando uma caprichada dose de cachaça, fumando alguma droga legalizada da Souza Cruz e soltando o grito de gol aos domingos.
Quem sente saudades da ditadura, achando que naqueles tempos havia ordem, a corrupção estava sob controle e a inflação domada está enganado. A desordem era pior porque unilateral e não há nada mais terrível do que ser impedido até de respirar. A inflação foi um dos motivos que levou ao desgaste dos militares. E a violência e a corrupção eram tão presentes quanto hoje, só que jogada para debaixo do tapete e ninguém podia falar, sob o risco de ser acusado de subversivo e pegar uma cana.
A DEMOCRACIA - Nossa democracia ainda é muito jovem. Nosso primeiro presidente civil, José Sarney, foi um filhote da ditadura. O primeiro presidente eleito, Fernando Collor, também foi da Arena e não representou a chegada ao poder de um verdadeiro democrata.
Fernando Henrique Cardoso foi na verdade o primeiro dirigente do país saído das forças que combateram o regime de exceção. Teve o Itamar, antes dele, mas além de estabanado teve um mandato curto.
Lula foi o primeiro presidente saído do povo. Forjado na luta, sofrido, independente dos seus defeitos nos permitiu avanços, deu dignidade a milhões que antes viviam na miséria. Ainda fez seu sucessor, a primeira mulher a ser eleita dirigente do país.
Graças aos que lutaram, aos que morreram, aos que sonharam, hoje temos uma democracia. E o brasileiro pode, conscientemente, fazer a sua escolha, tomar as rédeas do próprio destino.
Pode continuar com o PT de Dilma ou mudar para o PSDB de Aécio ou o PSB de Eduardo Campos. A atual presidenta lutou de armas nas mãos contra os militares. O segundo, mais jovem, é neto de Tancredo Neves, que foi ministro de João Goulart e um moderado na luta contra a ditadura militar. O terceiro, pernambucano, neto de um mito da esquerda no Brasil. Arraes foi perseguido pelos golpistas de 64, ficou exilado 16 anos e voltou nas asas da anistia para governar Pernambuco mais duas vezes e fazer seu herdeiro político.

É muito significativo que a direita esteja sumida e não tenha uma candidato forte à presidência. Sinaliza para o fiasco do golpe, da ditadura. A população brasileira, apesar de ser dopada pela TV Globo e toda grande imprensa, sabe que 1964 não deixou boas lembranças, não fez bem ao país. O povo quer olhar pra frente, quer avançar mais.
Se cansar do PT, como um dia cansou dos militares, vai querer alguém que possa ir além.
No fundo, a grande maioria concorda com uma coisa: 1964 nunca mais!

sexta-feira, 28 de março de 2014

LULA GRAVA VÍDEO SOBRE OS 50 ANOS DO GOLPE MILITAR E DEFENDE OS VALORES DA DEMOCRACIA

O ex-presidente Lula gravou um vídeo sobre os 50 anos do golpe militar no Brasil. Na sua mensagem, o petista lembra o momento histórico dos anos 60, quando “o regime democrático foi suspenso, foram revogadas as liberdades essenciais, milhares de militantes políticos foram presos e muitos tiveram de deixar o país”.


Lula ressalta que as lembranças da ditadura devem servir para valorizarmos ainda mais o período democrático que o Brasil vive hoje. “Apenas em períodos de democracia os trabalhadores, mulheres, todos os segmentos sociais podem chegar ao poder pois têm o pleno direito de expressão e manifestação”, afirma o ex-presidente.

Confira o vídeo disponibilizado pelo Instituto Lula

TADEU ALENCAR RECEBE COMENDA DA ASSOCIAÇÃO DOS DELEGADOS DE POLÍCIA DE PERNAMBUCO

O secretário da Casa Civil, Tadeu Alencar, recebeu ontem à noite (27), na sede da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Pernambuco (Adeppe), a comenda “Pessoas que Marcaram a História da Adeppe”. Durante a solenidade, cinco representantes dos delegados usaram da palavra e todos fizeram questão de ressaltar o apoio do secretário às reivindicações da categoria.

“Essa comenda, secretário, é nossa retribuição à grande contribuição que o senhor deu a toda Polícia Civil e, sobretudo, aos delegados”, disse Sílvia Renata Vilanova, diretora da Associação e também vice-presidente para o Nordeste da Associação dos Delegados de Polícia do Brasil (Adepol). “Ao longo dos últimos quatro anos, o secretário Tadeu Alencar sempre foi muito atencioso com a polícia judiciária. Mais recentemente, no pleito em que reivindicávamos a transformação do cargo de delegado em carreira jurídica típica do Estado, ele foi o nosso embaixador”, afirmou a diretora. Osvaldo Morais, chefe de Polícia Civil de Pernambuco, por sua vez, afirmou: “Tadeu Alencar tem sido o nosso braço forte junto ao Governo”.

Entre as contribuições de Tadeu Alencar à Polícia Civil, os representantes da Adeppe destacaram o Projeto de Emenda Constitucional que altera o artigo 103 da Constituição estadual, integrando o cargo de delegado de Polícia às carreiras jurídicas típicas do Estado. Assinado pelo governador Eduardo Campos no último dia 13, o projeto está em apreciação pela Assembleia Legislativa do Estado.

Ao agradecer a distinção, o secretário Tadeu Alencar afirmou que as conquistas da Polícia Civil integram todo um conjunto de transformações ocorridas em Pernambuco nos últimos sete anos. Falou sobre as melhorias implantadas pelo Governo do Estado, sobretudo, na segurança pública e disse: “Quem merece essa homenagem é a função pública, não o cidadão Tadeu Alencar. De todo modo, eu agradeço a todos vocês e saibam que essa homenagem me deixa muito contente”.
Foto: César de Almeida

FESTIVAL VIVA DOMINGUINHOS TERÁ JORGE DE ALTINHO, MACIEL MELO, NANDO CORDEL E SANTANA

Garanhuns está mesmo virando a terra dos festivais.

Festival de Inverno, Festival do Jazz, Festival da Jovem Guarda e no próximo mês de abril acontece o I Festival Viva Dominguinhos. Este nasce como um tributo ao cantor, compositor e exímio sanfoneiro que conquistou o Brasil e o mundo com sua arte.

O Festival Viva Dominguinhos será realizado nos dias 25, 26 e 27 de abril, com a participação de bons artistas da autêntica música nordestina.

Entre os nomes confirmados para a festa estão Nando Cordel, Maciel Melo, Jorge de Altinho, Liv Moraes (filha de Dominguinhos) e Santana. Além do espaço para os artísticas locais, como Mourinha do Forró.

A Secretaria de Turismo da Prefeitura já começou o cadastramento dos ambulantes interessados em trabalhar durante o Festival, comercializando bebidas e alimentos. A intenção é atender o maior número de pessoas, especialmente os que já participam regularmente das festas de Garanhuns.

PREFEITO BUSCA INTEGRAR OBRAS EM ÁGUAS BELAS

O Prefeito de Águas Belas, Genivaldo Menezes Delgado (PT), promoveu uma reunião entre o grupo de Engenheiros da Compesa (responsáveis pela obra da Adutora do Agreste) e o Chefe das Obras de construção da Alameda de Entrada da Cidade. O Encontro foi realizado na última quarta-feira, dia 26, e buscou promover o planejamento integrado das ações, que trarão melhorias nas condições de vida da população no Município.

“Como a tubulação da Adutora atravessará a Alameda da Cidade, buscamos o entendimento e a melhor adequação dos projetos para que não tenhamos prejuízos futuros. É preciso ter visão para projetar o futuro evitando assim que, ao darmos um passo para frente, precisemos retroagir”, justificou Genivaldo.

A Adutora do Agreste se configura num dos maiores Sistemas Integrados de Abastecimento de Água do Nordeste, que, quando pronta, vai levar água para diversas cidades do agreste pernambucano, dentre elas Águas Belas, cuja população sofre há vários anos com a seca que assola a Região. A obra terá 390km de extensão e beneficiará 17 Municípios. O investimento é de cerca de R$ 1,2 bilhão de reais, com recursos dos governos Federal e Estadual. A previsão é que as primeiras etapas estejam concluídas até novembro deste ano.

Já a Alameda de Acesso a Águas Belas é uma obra muito esperada pelos águas-belenses. Iniciados neste ano, os serviços irão duplicar as vias de entrada e saída da Cidade, melhorando o trafego de veículos e embelezando a localidade. Além disso, a Alameda também contará com uma ciclovia e uma via para que os pedestres possam realizar caminhadas com segurança e infraestrutura adequada. “Estamos urbanizando a entrada de nossa Cidade ao mesmo tempo em que esperamos com alegria a chegada da água vinda da Adutora do Agreste. Com essas ações teremos uma melhoria significativa na qualidade de vida do nosso povo”, finalizou o Prefeito Genivaldo Menezes Delgado. 

PREFEITURA DE LAJEDO LIMPA 600 BARRAGENS. ALGUMAS NÃO VIAM UMA MÁQUINA HÁ 20 ANOS


Com a chegada das chuvas, a prefeitura de Lajedo tem disponibilizado as máquinas com prioridade para a limpeza de barragens. Várias localidades da zona rural já foram e estão sendo contempladas com a presença de uma verdadeira força tarefa de máquinas e horas de trabalho visando a preparação dos mananciais, barreiros, açudes e barragens para o armazenamento de água em maior volume possível.

Dezenas de barragens já passaram por limpezas como o manancial de Olho D’água Velho, atendido recentemente com benefícios diretos para cerca de 150 famílias. Segundo os moradores da localidade a barragem não era limpa de forma completa há 20 anos. 
Outro manancial que recebeu a limpeza completa foi o do Genipapo atendendo uma média de 60 famílias, que também não recebiam limpeza limpo há 25 anos; 

A Barragem do Sítio Salgadinho que atende uma média de 200 famílias, teve sua última limpeza registrada em 1981. O Açude Queimada de José que beneficia 20 famílias, fazia 17 anos que foi limpo, mas acabou entrando na lista de atenção do governo atual que pretende ainda fazer o trabalho em todos os mananciais do município, principalmente, barragens.

O Açude de Lagoa do Salobro, que atende aproximadamente 100 famílias, este não passava por uma limpeza há 23 anos, e foi limpo durante o mês de fevereiro. 

A atenção ao homem do campo neste governo tem sido um marco da administração, são várias iniciativas batendo recordes em que se propõe ao combate a seca. A limpeza de barragens não tem sido diferente ao sucesso das outras ações do governo, desde o ano passado já se soma mais de 600 barreiros limpos. 

O jovem morador do Sítio Salgadinho, Givanildo Batista, aos 25 anos, presenciou um processo de limpeza de barragem pela primeira vez. “já tenho 25 anos e desde que nasci nunca vi uma limpeza de barragem, eu não sabia nem como se fazia”, revelou.
Givanildo ainda falou da dificuldade de água na região e também do sofrimento de não aproveitar a água em tempos de chuvas, já que a localidade não podia contar com esse reservatório, que por estar sem manutenção há muito tempo não era capaz de armazenar água suficiente para as famílias da localidade. “Agora acredito que vai ter mais água, a água se acabava ligeiro e nós sofremos muito pra ir buscar em outro lugar, que as vezes nem tem mais também”, complementou o rapaz.

quinta-feira, 27 de março de 2014

PROGRAMA DO PSB NA TV DÁ CLOSE E EXPLORA OLHOS VERDES DO GOVERNADOR EDUARDO CAMP0S

Marina Silva e Eduardo Campos estrelaram hoje à noite, antes do Jornal Nacional da TV Globo, o programa nacional do PSB na televisão. Foi um programa leve, com os dois políticos dialogando e apresentando algumas sugestões para os problemas do Brasil.

A ex-senadora do Acre se preocupou mais com as questões ambientais e ao falar de suas lutas citou Chico Mendes, líder de região Norte do país assassinado anos atrás.

Eduardo focou mais a política e a economia, elogiou Marina, lembrando que ela teve 20 milhões de votos em 2010 e "se mostra mais preocupada com os interesses do Brasil de que com uma possível candidatura".

Os dois procuraram mostrar união, afinidade e a câmera focou mais o rosto do governador de Pernambuco. Mais de uma vez deu um close nos seus olhos verdes.

Sorridente, com fala macia, Eduardo Campos reconheceu avanços no país, lembrou que tanto ele quanto a líder da Rede trabalharam no governo de Lula, mas ele disse que a partir de 2011 as coisas começaram a piorar.

O governador pernambucano falou da inflação, disse que as donas de casa sentem como ninguém que os preços dos alimentos estão aumentando. Na avaliação do socialista Dilma não vem conseguindo cumprir os compromissos firmados com a Nação. Ele criticou ainda a situação da Petrobrás, lembrando que a Empresa está valendo a metade de antes.

Tanto Eduardo quanto Marina pregaram mudanças e a ex-ministra deu a entender que com uma possível vitória da causa socialista na eleição deste ano a governabilidade será garantida pelo povo.

No final o presidente nacional do PSB e a líder da Rede “olharam no olho do telespectador” e fizeram um chamamento. “Nós queremos que você junte-se a nós”, foi mais ou menos esta a mensagem do encerramento do programa.

Logo quando os líderes socialistas terminaram suas falas, houve agitação nas redes sociais, principalmente no twitter.

Internautas opinaram que Eduardo Campos vai crescer no Nordeste e poderá vencer a eleição. Outros comentaram que o socialista “está enjoando por aparecer demais”

Os closes nos olhos mereceram aplausos e críticas. “Minha mãe teve medo”, revelou um pelo twitter. “Ele vai ganhar a eleição com os olhos”, tuitou outro.

PEDRO EUGÊNIO E OS 50 ANOS DO GOLPE MILITAR

No próximo dia 31 de março, o golpe militar de 1964 completa 50 anos. O deputado federal pernambucano Pedro Eugênio (PT) foi à Tribuna da Câmara, esta semana, para fazer um discurso no Plenário sobre fatos que marcaram sua vida e estão relacionados a este episódio da História do Brasil.

O DISCURSO

Sr. Presidente, caros colegas, quero falar hoje sobre os 50 anos do golpe militar, acontecimento que marcou a história do País, marcou negativamente e muito nos ensinou sobre a importância de preservarmos as liberdades democráticas, sobre como é importante a luta do povo e a união de todos para fazer esta construção, e como é terrível quando se perde a condição de conservá-la e um país como o Brasil viveu a partir de 64, durante mais de 20 anos, na escuridão.

Quero falar sobre este acontecimento, porque entendo que este momento é o momento de lembrarmos aos mais jovens como é duro e terrível viver sob uma ditadura. Como é terrível chegar à escola, à universidade, à escola de ensino médio e não encontrar um diretório funcionando, porque todos os diretórios tinham sido fechados.

Como é terrível ver, Sr. Presidente, como eu vi, os diretórios da Universidade Católica serem literalmente destruídos por tratores, serem fisicamente arrasados! Como é terrível ver alunos e colegas serem perseguidos, caçados, simplesmente por fazerem política, a maior escola que alguém pode ter: fazer política estudantil e aprender o que é cidadania!

Como foi terrível ver o nosso companheiro Cândido Pinto de Melo, Presidente da UEP, ter que viver na clandestinidade e receber um tiro na coluna, na Ponte da Torre, em Recife, tendo sido vitimado, ficando paraplégico — tiro desferido pelo Major Ferreira, do CCC, braço clandestino das forças reacionárias.

Eu mesmo, Sr. Presidente, passei pelo infortúnio de ser preso no DOI-CODI por fazer militância política no movimento estudantil. Sofri na pele a tortura física e mental de ser privado do convívio com a família, vivendo absolutamente à margem da lei. Senti que o Estado brasileiro cumpriu, naquele momento, a triste missão de ser delegado de interesses externos, impondo ao povo brasileiro o tacão, a truculência, a violência e o impedimento da militância política legítima.

O Governo legitimamente eleito de João Goulart foi deposto porque os militares não queriam, naquele momento, permitir que o povo brasileiro seguisse no caminho das reformas, modernizando o País, fazendo uma reforma agrária. Nada do que diziam ser subversivo era verdade. Era apenas a vontade do povo de participar, democraticamente, e fazer com que o País, que ainda hoje tem indicadores fortes de desigualdade, caminhasse pelo caminho da igualdade e do respeito aos movimentos sociais e políticos do nosso povo.

Quando falo dos militares, não falo com ranço. Estudei 7 anos no Colégio Militar. Meu pai era coronel aposentado do Exército Brasileiro. Aprendi a respeitar o Exército Brasileiro e a ver, pelo exemplo de meu pai, a farda verde-oliva como um exemplo de compromisso com a cidadania, que era o compromisso do meu pai, Nadir Toledo Cabral, que faleceu antes do golpe.

No entanto, ele nos ensinou, enquanto viveu, que ser militar era ser responsável por defender bandeiras que diziam respeito às necessidades do nosso povo: defender a liberdade, defender a democracia. Esse Exército democrático eu conheci e, hoje, temos um país democrático. E tenho certeza de que do Exército, das Forças Armadas não esperamos mais do que continuar a ser respeitadoras da democracia, como são hoje.

É importante caminharmos em direção a uma grande conservação nacional, em que nós não tenhamos lugar para permitir que aqueles que praticaram crimes continuem impunes. Não guardamos nenhum ranço e nenhuma vontade de fazer vingança, mas apenas o desejo de fazer com que, através das Comissões da Verdade, a verdade venha à tona.