Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

sábado, 31 de agosto de 2013

ITAÍBA EXPORTA TALENTOS PARA O EXTERIOR

Na foto do Portal G1 os estudantes de Itaíba 
aprovados no programa Ganhe o Mundo

Do jornalista Jael Soares, de Caruaru:

Até o fim de 2013, o Governo de Pernambuco pretende enviar cerca 1.600 estudantes para destinos como Argentina, Chile, Espanha, Estados Unidos, Nova Zelândia e Austrália, por meio do Programa Ganhe o Mundo. No Agreste Meridional, 63 alunos foram aprovados para viajar e aprender inglês ou espanhol. Entre os municípios com mais intercambistas nesta região, estão São Bento do Una e Garanhuns. E também Itaíba, que ainda chama atenção por deter o 3º menor Índice de Desenvolvimento Humano de Pernambuco, com média 0,510.

Com mais de 26 mil habitantes e 51 anos de emancipação, o município carrega outros dados curiosos nesse contexto: possui o segundo menor IDH em Educação (0,364). Por meio do último Índice da Educação Básica (Ideb), o Ministério da Educação informa que Itaíba obteve média 3,7 com turmas de 4ª série e 2,0 com as de 8ª série. E, mesmo com duas escolas estaduais e 68 municipais, o IBGE aponta que 7.185 pessoas - a partir dos 15 anos de idade - não sabem ler nem escrever.

O professor Paulo Lins, gestor da Gerência Regional de Educação do Agreste Meridional (GRE-AM), diz que os índices da educação em Itaíba “são derrubados devido ao ensino das escolas municipais”.

GANHANDO O MUNDO

Dados do Sebrae indicam que, em 2010, Itaíba era o maior produtor de leite de Pernambuco e o 16º maior do país, com produção anual de 75,8 milhões de litros. Porém, o governo do estado estima que, no PIB do município (R$ 171 milhões), apenas 37% são da agricultura; a maior parte é de serviços (56%). Por vez, a Secretaria de Agricultura de Itaíba diz que atualmente são produzidos apenas 30% do que era obtido antes da seca. Assim, a prefeitura se torna principal fonte de renda formal, com 1.047 dos 1.202 empregos regulares do município, de acordo com levantamento do Ministério do Trabalho.

Para o professor Paulo Lins, ações como as do Programa Ganhe o Mundo estão mudando essa realidade, de forma gradativa. “Os dois primeiros intercambistas de Itaíba, que já voltaram, estão incentivando os colegas a estudar mais”, afirma. João Eudes Rodrigues, de 16 anos, é um desses alunos. Morador do Sítio Lagoa do Junco, no povoado Jirau, ele só pôde passar seis meses no Canadá por meio do programa, já que os pais são agricultores. “Agora eu quero apresentar o que aprendi, fazer palestras, ajudar a desenvolver o idioma”, planeja.

Dos 13 novos intercambistas de Itaíba, dez decidiram viajar. Entre eles está Joab Franco, que também tem 16 anos e estuda o 2º ano na Escola de Referência em Ensino Médio Pedro de Alcântara Ramos. Filho de funcionário público e agricultora, ele embarca na próxima segunda-feira (2) para estudar por seis meses no Canadá. O estudante diz que sempre teve vontade de aprender uma nova língua e conhecer outra cultura, “ainda mais o Canadá, que tem influência da França e Inglaterra”.

AGRICULTOR DOUTORANDO

Ex-aluno da Escola Estadual Frei João Pereira de Souza, do distrito de Negras, em Itaíba, o zootecnista Mábio Silvan também está ganhando o mundo, mas não pelo programa estadual. Aos 26 anos, ele mora atualmente na França e cursa doutorado até 2014 pelo Institut National de la Recherche Agronomique (Inra) e pela Universidade Estadual de Maringá (UEM).

O IBGE não indica pessoas com tal formação neste município e a Plataforma Lattes, do governo federal, informa que existe apenas um doutor em Zootecnia no Agreste de Pernambuco.


Mábio Silvan diz que deve a formação acadêmica à origem humilde: da infância à adolescência, ajudou os pais no minifúndio da família e aprendeu a gostar, mas nunca deixou os estudos. Ao contrário do que passou, ele acredita que o grande problema de Itaíba é a falta de escolas na área rural. “As crianças, desde cedo, ingressam no trabalho e não param mais, caindo no comodismo. Aliado a isso, é claro, existe a falta de incentivo e divulgação de que a educação é o melhor caminho para a mudança, seja ela qual for”, afirma.

(Fontehttp://g1.globo.com/pe/caruaru-regiao/index.html) 

O CASO DA SUPER MÉDICA BAIANA

Dois dos principais jornais do Sudeste, a Folha de São Paulo e o Globo (RJ) deram destaque à triste história da médica Junice Maria Moreira, que atuava no programa “Saúde da Família”, no povoado de Murici, município de Sapeaçu, Estado da Bahia. A profissional foi sumariamente demitida do seu emprego para dar lugar a um cubano.

Coube à repórter Louise Lobato, do jornal Correio da Bahia, investigar melhor o caso. Acessando o Serviço CNESNet, do Ministério da Saúde, a jornalista descobriu que a Dra. Junice tem ou tinha quatro vínculos empregatícios, antes de ser “desalojada por um médico comunista”.

Nos quatro empregos a vítima do programa Mais Médicos trabalhava em três prefeituras diferentes: 40 horas no Saúde da Família de duas cidades diferentes e mais 24 horas como clínica em outro município. A coitada era uma verdadeira escrava. Feitas as contas dava 128 horas semanais ou 18 horas e meia por dia. Pior ainda: os lugares onde atendia (Murici, Queimadas e Jiquiriçá, todos no interior baiano), eram distantes 357 km entre si, exigindo da doutora 4h40 minutos de viagens diárias.

A jornalista descobriu ainda que a notícia transformando a super médica em vítima tinha sido plantada no Globo e Folha pelo Conselho Regional de Medicina da Bahia.

O Secretário de Saúde de Sapeaçu, Raul Molina, disse o seguinte à repórter do Correio da Bahia: “Ela disse que está sendo substituída por um médico estrangeiro, mas isso não é verdade. A demissão aconteceu não para economizar recursos da prefeitura, e sim porque esta médica não está cumprindo o contrato. Ela se recusa a cumprir a carga horária determinada, de 40 horas, e ao invés disto, trabalha somente durante um turno, duas vezes na semana. Ou seja, apenas 12 horas.'Há três meses, nós comunicamos para a cooperativa que ela não estava cumprindo a carga horária, pedindo a substituição.”

Ficou feio para a médica, o Conselho Regional de Medicina da Bahia e os jornalões do Rio e São Paulo. 

GARANHUNS JÁ PODE CONFERIR CINE HOLLIÚDY

Atores Miriam Freeland e Joel Gomes

Está em cartaz no Cinema Eldorado de Garanhuns o filme “Cine Holliúdy”, uma comédia elogiada pela crítica e que vem agradando em cheio ao grande público.

O filme estreou no Ceará, terra do diretor Halder Gomes e atraiu mais de 200 mil pessoas em poucos dias. Um sucesso retumbante.

Cine Holliúdy conta as aventuras de Francisgleydisson e sua luta constante para manter viva a sétima arte, ameaçada pela chegada da televisão, nos anos 70, em Pacatuba, no interior cearense.

Uma das curiosidades da produção nacional é que o filme é falado em “cearês”, com o linguajar típico do homem do interior e tem legendas para traduzir o vocabulário regional. O diretor dá um tom propositadamente brega ao seu trabalho, a partir dos nomes dos personagens e da trilha sonora, com músicas de Márcio Greyck, Fernando Mendes e  Odair José, artistas que marcaram toda uma geração, notadamente no interior nordestino.

O cineasta Halder Gomes não é um iniciante. Em 2004 ele realizou “Cine Holliúdy – O Astista Contra o Caba do Mal”, um curta metragem, visto em 80 países e vencedor de 42 prêmios. Esse conto foi que deu origem ao longa que está causando frisson nas salas de exibição do país.

Halder dirigiu também "As Mães de Chico Xavier", que teve problemas de lançamento, concorreu na época com outros filmes de temática espírita, não obtendo uma boa resposta dos cinéfilos.

Considerado o "Cinema Paradiso Brasileiro", Cine Holliúdy está fazendo de Halder Gomes um cineasta de prestígio.

A Global Fiorella Mattheis também participa do filme

AMANDA É ELEITA A MAIS BELA ESTUDANTE DE SALOÁ

Saloá realizou nesta última sexta-feira, dia 30,  um concurso para escolher os mais belos estudantes da cidade. O evento foi promovido pelo Blog Agreste Mix.

A festa foi bem prestigiada, com júri formado por personalidades do município, incluindo secretários do Governo Ricardo Alves, empresários, vereadores e profissionais liberais.

Estavam presentes os blogueiros Francisco Elmes, Ronaldinho Birunda e Cláudio André (Bom Conselho), que atuou como mestre de cerimônia.

No final foram vencedores do concurso os estudantes Douglas França e Amanda Batista (foto), que ficou com o principal prêmio da noite.

IATI RECEBE INVESTIMENTOS CONTRA A SECA

Graças a investimentos dos Governos Federal e Estadual, em parceria com a Prefeitura de Iati, por meio da secretaria de Agricultura; Diocese de Pesqueira, FETAPE e o Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural, as localidades rurais de Iati vêm recebendo investimentos para enfrentar as próximas estiagens.  Através de programas de construção de Cisternas, os moradores do espaço rural do Município já podem vislumbrar novos tempos. É que dezoito cisternas do tipo calçadão - que possuem capacidade para armazenar cerca de 52 mil litros d´água -, já foram construídas e outras 38 serão iniciadas em breve, de um total de 175 unidades. 

“A água acumulada será destinada a projetos produtivos e criação de animais de pequeno porte. Essa iniciativa conta com a execução da Diocese de Pesqueira e já vem beneficiando as comunidades do Retiro, Limpo do Feijão, Bananeira, Mata-escura e Teixeira. A nossa expectativa é que contemos com capacitações do Governo para preparar o nosso povo para o cultivo agrícola e a criação de animais, utilizado a água da cisterna”, registra secretária de Agricultura de Iati, Ana Torquato. 

Já as cisternas de menor capacidade, que podem acumular 16 mil litros d´água potável, estão presentes em 150 localidades, beneficiando uma parcela considerável dos moradores rurais de Iati. “Foram cadastradas 800 cisternas de 16 mil litros para água destinada ao consumo humano. Dessas, 150 já foram construídas nas localidades do Retiro, Limpo do Feijão, Santa Rosa, Baixó, Baixío, Exú e agora vamos iniciar na comunidade do Fogo do João. Nós já estamos distribuindo material no Trapiá, Sítio Maranhão, Arapuá, Brito, Catolé e João José. Provavelmente até o próximo mês daremos inicio a construção das novas cisternas. É importante ressaltar que a execução das construções é realizada pela FETAPE”, apresenta a Secretária, que também faz questão de registrar o importante apoio do vereador Adjalbas Torquato na viabilidade dos projetos. 

“Com o apoio do Prefeito Padre Jorge, queremos melhorar a renda familiar do nosso produtor rural. A nossa meta é que as pessoas sejam capacitadas a conviver com a seca e não ser escravos dela e para isso é que estamos buscando esses projetos produtivos”, finaliza a secretária Ana Torquato(Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura).

DANNILO ACELERA PROGRAMA DE CASAS POPULARES

O Governo Federal, através do Minha Casa, Minha Vida, em parceira com a Prefeitura de Bom Conselho está construído 46 casas populares no Bairro da Boa Vista, próximas à Academia das Cidades. 

No local, mais de 50 casas já estão em fase final de acabamento e outras 46 serão construídas agora. O Prefeito Dannilo esteve no local, acompanhado do Secretário de Governo, Luís Henrique e do Secretário de Infraestrutura, Rogério Ricardo, cobrando mais emprenho da empresa construtora da obra. 

Já este ano, o prefeito participou da entrega de mais de 100 casas construídas pelo Governo Federal, através do PNHR - Programa Nacional de Habitação Rural, numa parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais. 

"Temos um compromisso com à população bomconselhense de entregar 500 casas em nosso Governo. Estamos no caminho certo. Temos a expectativa de entregar mais de 100 unidades habitacionais nos próximos meses, se Deus quiser, alcançaremos a nossa meta", comentou o prefeito de Bom Conselho.

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

JOSÉ AUGUSTO CANTA NO ANIVERSÁRIO DE CAETÉS

Caetés, o ex-distrito de Garanhuns, está comemorando 50 anos de emancipação política. O prefeito Armando Duarte prometeu uma grande festa e será mesmo. Já estão confirmados a dupla sertaneja Fábio e Nando, além do cantor José Augusto, que se apresentará na noite de 13 de setembro. Depois estaremos divulgando a programação completa.

O nome do romântico José Augusto, que fez um show com a Guadalajara lotada, no último Festival de Inverno, foi recebido com alegria pelos moradores de Caetés. A atração certamente vai atrair um público imenso à cidade, com os fãs de Garanhuns, Capoeiras, São Bento do Una, Venturosa, Arcoverde, Pedra, Jucati, Paranatama e muitos outros municípios próximos. (Foto do Blog Caetés Lula).

JONAS LIRA FAZ A SUA DESPEDIDA DO RÁDIO

Depois de anos trabalhando na FM Sete Colinas, como locutor e gerente de programação, o radialista Jonas Lira se despede neste sábado da emissora. O profissional, que também passou pela antiga Difusora, está se aposentando e deixando seu lugar para outros. Pretende se dedicar mais à família e provavelmente irá morar em Recife, já que sua esposa Silvana passou num concurso público e está atuando na capital pernambucana.

Jonas é um exemplo de profissional, uma pessoa séria, culta, de bom caráter, que deixará saudades em Garanhuns e no Agreste. Seus amigos e os muitos ouvintes certamente sentirão sua falta e mais “nada será como antes” nas ondas do rádio local. O radialista, na sua passagem de quase 25 anos pela Sete Colinas, deixa muitas marcas como o 100,5 Brasil, o Travessia, o Censura Livre, O Noivas da Sete, o programa  Nos Bastidores do Festival e muitos outros.

Com a aposentadoria de Jonas Lira e sua possível saída de Garanhuns, perdemos mais uma de nossas referências em termos de comunicação feita com competência, ética e compromisso.

Eu que trabalhei alguns anos com o profissional - que foi um grande colaborador e incentivador na criação do Jornal da Sete- , desejo do fundo do meu coração muito sucesso em sua nova etapa de vida.

Tenho certeza que Garanhuns inteiro admira o seu trabalho e sentirá sua falta. Muitos, com certeza deixaram escapar uma lágrima furtiva na sua despedida, tomados pela emoção e conscientes de que você serviu como poucos essa cidade singular do Nordeste brasileiro.

(Na foto Jonas, o produtor teatral Carlos Lira e Ana Jaíra, irmã do radialista e parceira dele em programas da Sete Colinas). 

*Leia o post abaixo: "Uma história de 24 anos" 

UMA HISTÓRIA DE 24 ANOS


Jonas,

Para uns ela é boa, pra outros ela é ruim! Mais dia, menos dia, nós passamos por ela, seja por escolha própria, seja compulsória ou por tantos outros motivos existentes. É a aposentadoria. E como o aposentado agora é você, a Rádio tomou sua função e hoje quem faz a seleção musical somos nós. (Ouça “Aposentadoria de Malandro”, com Bezerra da Silva.

Pois é! Foram 24 anos de história e a partir de agora você e a rádio vão trilhar estradas diferentes. Mas esses caminhos, apesar de não serem os mesmos, vão para a mesma direção; afinal, você construiu parte da personalidade da emissora e ela nunca deixará de ter um pouco da sua história e vice-versa. Digamos que as estradas são paralelas – e elas se cruzam aqui e acolá. Você e a Sete Colinas são indissociáveis. Nós sabemos o quanto você caminhou para chegar até aqui. (Ouça “A Estrada, de Cidade Negra).

Na história da Sete Colinas ficará o exemplo de responsabilidade, profissionalismo, dedicação e lealdade. Na sua história ficará a lembrança do jovem locutor que ingressou pela porta como um apaixonado por música e que sai como grande repórter, jornalista, amigo, esposo e pai dedicado. Foi mais do que lavar roupa toda dia e amar algo como se fosse o último. Tenha orgulho disso. (Ouça “Juventude Transviada de Luiz Melodia e “Construção”, de Chico Buarque).

O trabalho no rádio foi o pano de fundo para seu crescimento pessoal. Ela participou de sua vida como jovem: Os bons e os maus momentos.  Você viu – durante esses anos – estilos musicais variados, gostos duvidosos, cantores efêmeros, músicos descartáveis, intérpretes desafinados, colegas de trabalho que foram, voltaram e foram novamente (alguns para a eternidade); mas esse período serviu de amadurecimento para você e sua família. (Ouça “Pais e Filhos, do Legião Urbana).

Notícias, flashes, coberturas especiais, seleções musicais, entrevistas. Isso agora é segundo plano. Dedique-se às pessoas, aos amigos, aos pequenos detalhes do lar, os quais antes não tinhas tempo e aos livros, filmes e pensamentos. E esse é o sentido da aposentadoria: dedicar o tempo que antes não tinhas para quem realmente importa em sua vida. (Ouça Família, de Titãs).

Nossas orações são todas para sua felicidade e de agradecimento por termos a oportunidade de te conhecer. Você foi e continuará sendo especial para a empresa e para as pessoas que a integram (Ouça “Canção da América” e “Encontros e Despedidas” com Milton Nascimento).

Obrigado por tudo! Vá com Deus e conte conosco! (Ouça “Amizade Sincera” com Fábio Júnior).

De Cláudia, Edjenalva e Ivo Amaral.

AGRICULTORES RECEBEM TÍTULOS DE TERRA

Entrega de Títulos de Propriedade de Terra à Agricultores. Hoje (30) a Prefeitura de Lajedo, através da Secretaria de Políticas Agropecuárias e Meio Ambiente, em parceria com o Governo do Estado, através do ITERPE, realizou a entrega de Títulos de Posse de Terra (escrituras) aos Agricultores lajedenses. 

Ao todo são 127 famílias beneficiadas com a formalização da propriedade rural. Estiveram presentes o Secretário de Políticas Agropecuárias e Meio Ambiente de Lajedo, Moacir Vital e os Técnicos em Agropecuária do ITERPE,  José Carlos Borges e Joselito Xavier. 

A prefeitura ainda lembra aos agricultores que não puderam comparecer ao evento que as devidas escrituras encontram-se na sede do ITERPE, em Garanhuns. (Claudionor Pimentel Filho, da Assessoria de Imprensa).

LIVRO REVELA OS PODRES DE FERNANDO HENRIQUE

Um livro que está chegando às livrarias do Brasil, esta semana, vai dar muito o que falar. “O Príncipe da Privataria", do jornalista Palmério Doria, desnuda um capítulo ainda obscuro da política brasileira e revela os principais podres de Fernando Henrique Cardoso quando era presidente da República.

No livro o jornalista mostra como foi a compra da emenda que permitiu a reeleição de FHC, em 1998. Palmério revela ainda a identidade do "Senhor X", que gravou deputados e denunciou ao repórter Fernando Rodrigues, da Folha de São Paulo, o episódio.

O Senhor X é o empresário Narciso Mendes, do Acre, que resolveu contar tudo o que sabia. “O Príncipe da Privataria” relata ainda a tentativa de privatização da Caixa Econômica,  Banco do Brasil e da Petrobras.

Um capítulo quente da obra é o que mostra como a mídia blindou o caso do filho de Fernando Henrique fora do casamento – que, no final da história, não era filho legítimo do ex-presidente – num dos episódios mais constrangedores da imprensa brasileira. O livro traz ainda revelações de Itamar Franco, Pedro Simon e Ciro Gomes sobre FHC 

“O Príncipe da Privataria” é uma grande reportagem, com 400 páginas, 36 capítulos e 20 anos de apuração. Escrito por um repórter da velha guarda sobre um personagem central recheado de contradições, poderoso e ex-presidente da República.

Palmério Doria escreveu o livro com a colaboração de outro profissional da imprensa experiente, Milton Severiano. Os dois viajaram mais de 3.500 quilômetros para um encontro com o “Senhor X”. Pousaram em Rio Branco, no Acre, para conhecer, entrevistar e gravar um homem lúcido e disposto a desvelar um capítulo nebuloso da recente democracia brasileira.

O autor do livro que promete sacudir a política brasileira é o mesmo de “Honoráveis Bandidos”, que faz um retrato do coronelismo e da bandidagem praticados
pelo senador José Sarney no Maranhão.

EXÍLIO NA EUROPA

No material distribuído pela Editora Geração, há esses trechos interessante:

Ao contrário do magnata da comunicação Charles Foster Kane, personagem do filme Cidadão Kane, de Orson Welles, que, ao ser chantageado pelo seu adversário sobre o seu suposto caso extraconjugal nas vésperas de uma eleição, decide encarar a ameaça e é derrotado nas urnas devido a polêmica, FHC preferiu esconder que teria tido um filho de um relacionamento com uma jornalista.

FHC leva a sério o risco de perder a eleição. Num plano audacioso e em parceria com a maior emissora de televisão do país, a Rede Globo, a jornalista Miriam Dutra e o suposto filho, ainda bebê, são “exilados” na Europa.

Palmério Dória não faz um julgamento moralista de um caso extraconjugal e suas consequências, mas enfatiza o silêncio da imprensa brasileira para um episódio conhecido em 11 redações de 10 consultadas. Não era segredo para jornalistas e políticos, mas como uma blindagem única nunca vista antes neste país foi capaz de manter em sigilo em caso por tantos anos?

O fato só foi revelado muito mais tarde, e discretamente, quando Fernando Henrique Cardoso não era mais presidente e sua esposa, Dona Ruth Cardoso, havia morrido. Com um final inusitado: exame de DNA revelou que o filho não era do ex-presidente que, no entanto, já o havia reconhecido.  

A TRÁGICA MORTE DE VLADIMIR ALVES DE MELO


A morte trágica de Vladimir Alves de Melo, 30 anos, ocorrida ontem à tarde, quando trabalhava numa obra na Rua XV de Novembro, foi comentada por toda a cidade, principalmente após ser noticiada nas rádios e em blogs como o Agreste Violento, que trouxe todos os dados e fotos a respeito do triste acidente.

Segundo o Agreste Violento, Vladimir Eletricista, como também era conhecido, estava num andaime, a muitos metros de altura, quando encostou num fio de alta tensão. Ele recebeu uma descarga muito forte, teve o corpo queimado e morreu no local.

Outro trabalhador, Ivan dos Santos Silva, 24, também foi atingido quando o andaime bateu nos fios. Este foi socorrido e levado para o Hospital Dom Moura. Foi atendido pelos médicos e não corre risco de vida.

Vladimir morava na Rua Francisco Paz de Melo, no bairro do Indiano. O seu corpo foi encaminhado para o IML de Caruaru.

Durante à tarde passada, enquanto o corpo do trabalhador ainda estava pendurado nos fios, juntou muita gente na rua para olhar. Só depois que a vítima foi levada por um carro do corpo de bombeiros a pequena multidão se dispersou.

A versão de que a falta de energia ontem, em alguns bairros da cidade, foi em decorrência desse acidente, foi endossada pelo  Agreste Violento. Na foto acima, do Blog de Polícia, os bombeiros e populares logo após a fatalidade.

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

GARANHUNS TEM O SEU APAGÃO PARTICULAR

Apenas 24 horas depois da falta de energia elétrica que atingiu praticamente todo o Nordeste brasileiro, um apagão particular incomodou hoje moradores de Garanhuns. As luzes se apagaram em alguns bairros da cidade antes das 16h, logo voltaram a acender, porém poucos minutos depois a energia sumiu de vez. Dessa vez o restabelecimento do sistema pela Celpe demorou cerca de três horas, quando já era noite e em muitas casas o jantar era à luz de velas. 

Numa primeira versão populares disseram que o problema decorreu da queda de um trabalhador nos fios de alta tensão,  enquanto fazia o serviço numa obra na Rua Quinze de Novembro, nas proximidades do antigo Senadinho. 

Vladimir Eletricista, como era conhecido, caiu em cima dos fios da rede elétrica e morreu eletrocutado. Funcionários da Celpe esclareceram, no entanto, que o apagão veio por conta de uma falha numa subestação da cidade. É importante frisar que o apagão local afetou apenas alguns bairros, principalmente a Boa Vista e Heliópolis.

FERRO ACHA QUE OPOSIÇÃO ESTÁ DOENTE

Ao usar a tribuna da Câmara Federal, esta semana, o deputado federal Fernando Ferro (PT) disse que os prefeitos do PSDB e do DEM em Pernambuco estão pedindo médicos cubanos para suas cidades. No Congresso, porém, tucanos e democratas criticam a importação de profissionais de outros países. “Eu só posso explicar isso, então como uma doença insensata da oposição, que coloca esse preconceito contra os médicos cubanos que vêm ajudar a medicina aqui no Brasil”, cutucou o petista.

Fernando Ferro discursou tendo e mãos um exemplar da Revista Veja de  1999 em que é dito Médicos cubanos são bem-vindos. “O milagre vem de Cuba. Médicos para os Estados de Tocantins, Roraima, Pernambuco e Acre. São 250 médicos”, noticiava a publicação, na época. “Os médicos cubanos e a imprensa brasileira saudava isso como positivo. Hoje Veja os chama escravos de jaleco e alerta que os comunistas estão chegando. Vejam o nível de irresponsabilidade dessa mídia, que está tolhida pelo debate ideológico”, reclamou o parlamentar. 

O deputado pernambucano, natural de Bom Conselho e com família também em Garanhuns, tem cinco mandatos em Brasília. É considerado um político íntegro e em mais de 20 anos de vida pública nunca se noticiou nada que desabonasse sua conduta. Se o Congresso Nacional fosse todo assim jamais bandidos como Natan Donadon seriam poupados.

SALOÁ REALIZA FESTIVAL DO FOLCLORE

Nesta quarta-feira, dia 28, aconteceu o primeiro Festival Folclórico dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos de Saloá. A ação, desenvolvida pela Prefeitura, através da Secretaria de Assistência Social do Município, apresentou os trabalhos desenvolvidos por adolescentes, jovens e adultos assistidos pelos programas de assistência social de Saloá que atendem a cerca de 200 pessoas, com atividades culturais e folclóricas.

Foi uma manhã de muita atividade cultural. O evento aconteceu na Praça São Vicente, e contou com a participação do cordelista Gonzaga de Garanhuns e o reisado de Dona Chiti, além das apresentações dos sete Núcleos de Assistência Social que funcionam na sede do município e zona rural.

Segundo o secretário de assistência social de Saloá, Carlos Ouro Preto, a ação desperta nos jovens o prazer e a curiosidade pela arte e cultura do povo. "É a participação desses jovens que vai assegurar a cultura em Saloá, garantindo a preservação de valores históricos", disse

AUDIÊNCIA PÚBLICA - O Governo de Saloá, através da Secretaria Municipal de Saúde, realizou esta semana uma Audiência Pública para apresentar as ações no primeiro quadrimestre da gestão Ricardo Alves.

A Audiência é um mecanismo legal utilizado pelas Secretarias sob recomendando pelo Fundo Nacional de Saúde (FNS), através da Controladoria Geral da União (CGU) e Tribunais de Contas. "Apresentamos os resultados da ação de saúde pública para que nossa população conheça, com transparência, todos os gastos feitos pela gestão municipal", frisou a secretária de Saúde, Joana D'árc Ferreira de Freitas. (Texto de Geraldo Mouret).

EDUARDO DEFENDE MAIS INVESTIMENTOS NO BRASIL


“O Brasil precisa de investimentos. Não vai ser só o consumo que vai manter o País crescendo e distribuindo renda. Tem que ter investimento em infraestrutura e logística". A afirmação foi feita pelo governador Eduardo Campos, ao participar, como palestrante, do Santos Export 2013 - Fórum Internacional para Expansão do Porto de Santos, realizado nesta esta semana no Centro de Convenções da capital portuária de São Paulo.

“Na hora em que o Brasil está chamando os investidores nacionais e estrangeiros para colocarem recursos em ferrovias, rodovias e portos, é fundamental que a gente ouça quem já colocou recursos no passado, e possamos ouvir as suas experiências e sugestões. Dialogar sempre é importante", disse o governador, que apresentou a palestra  “O Brasil do Futuro: um olhar estratégico sobre o País no século XXI”.

Eduardo Campos elogiou a iniciativa dos organizadores do evento e defendeu a aceleração do debate para que se encontre consensos sobre as grandes questões nacionais. "É fundamental ter capacidade de diálogo, de ouvir quem fez, quem enfrentou dificuldades para fazer, quem sobreviveu às crises, às idas e vindas da economia brasileira. Não se pode imaginar que a gente vai fazer as inovações necessárias na logística brasileira sem escutar aqueles que fizeram, e que inclusive, nos últimos anos, melhoraram a logística brasileira", pontuou.

O governador comentou ainda que o Brasil só conseguiu ampliar seu comércio exterior nos últimos 10 anos porque, alem dos investimentos governamentais, os investidores colocaram em risco seu capital, fizeram investimentos e inovações importantes. "Muitas outras inovações precisam ser feitas, mas dentro de um espírito de diálogo respeitoso, de entendimento, de construção de consenso, que possa legar marcos regulatórios seguros, que animem os investimentos que vão animar a economia do País”, afirmou o governador.

O socialista ressaltou a importância de mudar o atual contexto, no qual o ano de 2012 foi de baixo crescimento e as perspectivas de crescimento em 2013 têm se reduzido a cada bimestre. “Para preservarmos as conquistas dos últimos anos, a gente precisa que o Brasil volte a crescer de maneira mais acelerada. Esse crescimento passa por investimentos e por melhoria da nossa logística. Eventos como esse fórum nos ajudam a construir um entendimento, com base no diálogo, do que precisa ser corrigido. Mudou-se o marco com relação aos portos, mas estamos vendo que há coisas que também precisam mudar”, observou.

AVICULTURA - Eduardo Campos participou ainda da solenidade de abertura do Seminário Internacional da Avicultura, que teve ainda a participação do viçce-presidente Michel Temer, dos governadores Geraldo Alckimin (São Paulo) e Marconi Perillo (Goiás), e de ministros de estado e lideranças empresariais.

"A avicultura é um setor que contribui com 1,5% do PIB brasileiro e gera emprego e renda em todas as regiões do País, sendo fundamental, inclusive para Pernambuco, razão pela qual deve receber todo o apoio e ser ouvido com muita atenção pela sociedade e o estado brasileiro", comentou Eduardo.

QUESTIONAMENTO

Dois garanhuenses, um deles o ex-vereador Ary Júnior, conversavam esta semana sobre o ímpeto oposicionista de Sivaldo Albino, que praticamente todo dia arranja um assunto para jogar na mídia e atacar o Governo de Izaías Régis. Segundo eles o vereador está fazendo o seu papel, embora exagerando na dose. "Se ele tivesse tido o apoio do prefeito para ser presidente da Câmara estaria fazendo este carnaval todo?", questionou o ex-vereador.

DEPUTADOS FEDERAIS ENVERGONHAM O BRASIL

Os deputados federais brasileiros ontem à noite cuspiram na cara do povo, dos jovens, dos trabalhadores, da mulheres, de todos que nos últimos meses têm feito protestos seguidos na principais cidades do país. Contrariando o sentimento da massa, cansada de corrupção, péssimos serviços públicos e mordomias dos políticos, os parlamentares preservaram o mandato de um condenado da justiça, um presidiário, um tipo de político que é uma vergonha para o Brasil. A Câmara dos Deputados teve um comportamento vergonhoso e como que fez um convite à população para protestar mais, ocupar novamente às ruas, pois as manifestações realizadas até agora parecem não ter sido percebidas por essa gente de Brasília.

Abaixo reproduzimos o artigo do jornalista paulista Josias de Souza, para quem a Câmara Federal cometeu “suicídio político”.
EM VEZ DE SEPULTAR DONADON, CÂMARA SE MATA
— Na hora de vir pra cá, eu fui tomar banho. E faltou água na torneira. Lá não tem chuveiro. É uma torneira. Água fria. E justamente hoje faltou água.
Plenário da Câmara, noite do dia 28 de agosto de 2013. O clima era de velório. Na tribuna, Natan Donadon, um cadáver político, pronunciava suas penúltimas palavras.
— Eu tava todo ensaboado. E acabou a água do presídio. Eu tive que recorrer a um preso, do lado da minha cela. Ele tinha umas garrafinhas de água. Pedi a ele. E acabei de tomar banho com essas poucas garrafinhas que ele me emprestou.
Em noite constrangedoramente deplorável, o plenário da Câmara perdeu a tradicional aparência de feira livre. Hipnotizados, os presentes dedicavam 100% de sua atenção a Donadon. Pela primeira vez na história do Legislativo, um presidiário ocupava a tribuna.
De todos os persistentes terrores brasileiros, o pior é o terror do sistema prisional. O flagelo é a síntese do que o pedaço bem nascido do Brasil pensa dos sem-berço. As cadeias são infernais porque elas só são infernais para bandidos pretos e pobres. Não é lugar para brasileiros acima de um certo nível de renda e de poder.
De repetente, o STF condenou Donadon a mais de 13 anos de cana dura. E ele foi transferido do mundo das facilidades e dos privilégios para a Penitenciária da Papuda, em Brasília. “Os companheiros de prisão chamam de ‘P-Zero’, prisão zero, porque não tem nada”, disse, ao relatar seus primeiros dois meses de inferno.
— Vim algemado de lá pra cá. Nunca tinha entrado num camburão na minha vida. Nunca pensei que isso fosse acontecer. Vim algemado pelas mãos, atrás [didático, o orador leva as mãos às costas, juntando os punhos]. Eu tenho uma certa fobia. Pedi aos agentes pra me trazer na frente. Mas eles disseram que não poderia. Deus me acompanhou. Me deu força, me deu resignação.
O plenário estava reunido para parafusar a tampa do caixão que o Supremo fechara, decretando a cassação do mandato do preso. E Donadon, munido de autorização judicial, revirava no caixão. Nas entrelinhas do seu discurso, o condenado passava aos seus pares, por assim dizer, um recado. Era como se dissesse: “Eu sou vocês amanhã.” Soou dramático.
— Esses 60 dias que eu estou preso lá, tenho sofrido muito. Tenho sofrido muuiiiito. É desumano o que um prisioneiro passa. A minha família tem sofrido muito. Por favor, me absolvam. Essa Casa é independente!
Sentenciado em última instância, sem possibilidade de recorrer, Donadon revelou-se um presidiário de mostruário. Como todo detento que se preza, declarou-se “inocente”. Terminado o discurso, abriu-se o painel de votação. E o plenário começou a esvaziar.
Muitos deputados, cumprida a obrigação de votar, foram embora. Outros tantos bateram em retirada sem votar. Dos 513 deputados, 470 registraram presença ao longo do dia. Desse total, apenas 405 levaram o voto ao plenário. Como que farejando o cheiro de queimado, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), presidente da Câmara, esticou a sessão a mais não poder. Queria que todos votassem.
Iniciada às 19h, a sessão foi encerrada às 23h04. Para que o mandato do condenado Donadon fosse passado na lâmina, eram necessários pelo menos 257 votos. “A Câmara não vai cometer hara-kiri político”, disse um otimista Chico Alencar (PSOL-RJ), antes que o resultado fosse estampado no painel eletrônico: “sim”, 233; “não”, 131. “Abstenção”, 41. A Câmara, que sempre teve um comportamento de alto risco, cometeu suicídio. Tornou-se uma instituição-zumbi. Numa tentativa de reduzir os danos, Henrique Alves anunciou que Donadon não terá de volta o salário e demais benefícios. Será convocado o suplente.
Sacramentado o vexame, o ainda deputado federal Natan Donadon levantou as mãos para o alto. Atrás da última fileira de poltronas, festejou a morte do plenário como uma vitória do corporativismo. Depois, foi reconduzido ao camburão. Algemado, voltou para o xilindró. Antes, foi ao microfone de apartes para cumprir um compromisso que assumira com seus companheiros de cárcere.
— Eles falaram pra mim assim: ‘nao esqueça de falar da nossa alimentação. É muito ruim a alimentação do presídio. Não é de boa qualidade. Tenho a síndrome do intestine irritado. 
Associado ao estresse, tenho passado muito dificuldade lá. Tá dado o recado. Eles pediram pra eu falar. É preciso melhorar a comida dos presidiários da Papuda.
O Brasil dispõe de mais uma jabuticaba: um deputado federal corrupto e presidiário. É coisa única no mundo. “Graças a Deus, a Câmara está fazendo justiça”, disse a anomalia, a caminho do camburão.
(Na foto da matéria, acima, Natan Donadon, o deputado presidiário).

MAGRÃO MANTÉM SPORT NA SUL - AMERICANA

O time do Náutico evoluiu, obteve uma vitória justa sobre o Sport por 2 x 0, ontem à noite, na Arena Pernambuco, mas outra vez morreu na praia ao ser derrotado pelos rubro-negros na cobrança de pênaltis. No tempo normal o Timbu teve melhor domínio da partida e chutou mais ao gol. Elycarlos e Oliveira fizeram os tentos do alvirrubro, um deles, o segundo, um golaço.

Nas penalidades brilhou a estrela do goleiro Magrão, um dos maiores ídolos da história do Sport, um atleta exemplar. Ele pegou três pênaltis e tirou o Náutico da Copa Sul-Americana. O Leão segue no torneio internacional e o Timbu vai tentar escapar do rebaixamento na série A do brasileirão. 

ATLETAS DE GARANHUNS FAZEM BONITO NO JUDÔ


Mais uma vez, Garanhuns é destaque nos esportes. Representada por 21 atletas do judô local, a Cidade das Flores fez bonito na Copa Atlética de Igarassu e conquistou 16 medalhas de ouro, prata e bronze. O evento contou com mais de 800 atletas participantes, de Pernambuco, Alagoas e Sergipe. As atenções se voltaram para os campeões da disputa: Vitória Rebeca, Marcelo Pereira e Arthur Ricardo. Este último responsável por uma das melhores lutas do evento, em decorrência do nível técnico.

Em apenas um ano de tatames, o judoca Arthur participou de cinco competições das quais se tornou campeão. “Essa conquista representa um grande avanço pra nós, pois ajuda a elevar o nosso esporte, e com isto crescemos. Estamos entre um dos melhores judôs do Estado e formando atletas para a base da seleção pernambucana de judô,” afirmou o técnico Presley Araújo. Prova disto são os atletas Wesley Schmichael, Ana Caroline, e a própria Vitória Rebeca, pretensos candidatos à seletiva para as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro.

NA AGENDA ESPORTIVA – Consta que no próximo sábado (31), 45 atletas locais, irão disputar a Copa Nacional de Igarassu. O evento exerce grande importância para os competidores garanhuenses, uma vez que conta positivamente para o ranking estadual, e os credibilizam para participações em outros eventos de mesmo porte. A associação Presley Araújo de Judô, conta com o apoio do Governo Municipal de Garanhuns. (Texto e fotos de Cássia Amaral, da Secretaria de Comunicação Social).

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

CDL GARANHUNS LUTA CONTRA IMPOSTO QUE PENALIZA PEQUENOS E MÉDIOS EMPRESÁRIOS

O presidente da Câmara dos Dirigente Lojistas de Garanhuns, Fernando Couto, passou o dia hoje em Brasília. Esteve com empresários e políticos de Santa Catarina, conversou com dirigentes da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas e com o deputado federal pernambucano Pedro Eugênio. Toda essa movimentação foi feita com um objetivo: fazer com que os governos estaduais acabem ou modifiquem a Substituição Tributária, uma forma de imposto que está penalizando demais pequenos e médios comerciantes.

Da forma que funciona hoje, este imposto cobra antecipadamente um alto percentual de qualquer mercadoria comprada fora. Um comerciante de Garanhuns, por exemplo, que adquirir R$ 20 mil de determinados produtos estará pagando ao Estado antes mesmo de qualquer item chegar ao seu estabelecimento. Quando a carga entra em Pernambuco o tributo é pago na fronteira, mesmo que o empresário passe cinco meses para vender tudo.

Logicamente o pequeno e o médio sofrem muito com isso, porque não tem capital de giro, como o grande. Fernando Couto constatou que a reclamação se dá em todas as unidades da Federação por isso se pensa numa campanha nacional contra a Substituição Tributária. O deputado Pedro Eugênio tenta criar uma Leia modificando essa situação.

A luta é mais do que justa. Se o imposto enfraquece o empresário ele tem de reduzir o número de empregados. A mercadoria também pode encarecer, com prejuízos para o consumidor. Na verdade todo mundo sai perdendo, menos o Governo.

Os governos em geral são bons para cobrar imposto. Deviam ser eficientes também na prestação de serviço à população, que no final das contas paga tudo.

JUSTO VERÍSSIMO PARA PATRONO DOS MÉDICOS

O personagem criado por Chico Anísio: "Odeio pobres!"

O jornalista Mário Magalhães, que escreve num blog hospedado no Portal UOL, publicou o seguinte artigo, nesta quarta-feira:

Um monte de médicos mais brancos do que os seus jalecos se escabela ao gritar “escravos!” para colegas negros e mestiços que chegam ao Brasil.

A informação é objetiva, e o perfil racial predominante de um grupo não é necessariamente a razão da atitude do outro.
No Facebook, alguém comenta que os estrangeiros, boa parte proveniente de Cuba, não têm cara de médico.
Não deu para entender? Pois uma jornalista, representante dos miolos de tantos dos nossos pares, desnuda-se na internet: “Me perdoem se for preconceito, mas essas médicas cubanas têm uma cara de empregada doméstica. Será que são médicas mesmo?.

A afirmação nojenta não lembra nenhum crime? O Ministério Público do Rio Grande do Norte não agirá?
Um cubano se espanta com o fato de que vem atender pacientes nos rincões miseráveis onde os manifestantes se recusam a trabalhar, e mesmo assim é alvo de ira. De fato, é para se espantar.

As entidades corporativas e a minoria de médicos que elas têm arrastado para seus atos públicos não se interessaram em atender os pobres nos fins de mundo onde eles padecem.
Alegam preocupação com a saúde dos pobres coitados nas mãos de médicos despreparados… Lideram a gincana de farisaísmo.
Dizem-se contra “trabalho escravo”, mas a maioria nunca disse um ai contra o trabalho escravo real, desgraça que perdura no Brasil.
Nem nunca saiu às ruas para protestar contra governos que abandonam a saúde.
Na prática, se forem vitoriosos, impedirão os mais pobres de ter acesso a médico. São covardes, egoístas e impiedosos.
Até onde eu entendo, o Programa Mais Médicos está longe da perfeição. Acho um absurdo os cubanos, assalariados, não receberem diretamente o seu salário. Mais: a lei ampara eventuais pedidos de asilo de médicos cubanos ou de qualquer outra nacionalidade, por mais que burocratas intolerantes possam espernear.
Mas, se os médicos brasileiros não querem ir aonde o povo está, bem-vindos sejam os estrangeiros.
Justo Verissimo era aquele personagem do Chico Anysio que cometia o bordão “odeio pobre”.
Eis um digno patrono dos médicos que querem impedir a medicina de amparar os mais pobres.

OBRAS DE PAVIMENTAÇÃO DEIXAM O PREFEITO ANIMADO


Com o entusiasmo de um menino o prefeito Izaías Régis passou parte de tarde, ontem, acompanhando as obras de pavimentação de ruas na Cohab II. Conversou com moradores da área, recebeu elogios da professora Maria Almeida e confessou sentir “uma satisfação danada” em estar realizando alguma coisa pelo povo.

“Essas ruas eram uma vergonha, eu passei aqui na campanha. Veja como está ficando agora”, disse o prefeito.

O gestor está consciente de que está dando tudo de si por Garanhuns, mas admitiu a insatisfação de alguns setores. “Ninguém consegue agradar a todo mundo. Fui eleito com 37 mil votos, mas 27 mil garanhuenses optaram por outros candidatos. Mas quando tiver realizado muitas obras espero o reconhecimento da maioria”, comentou o petebista.

Izaías, que inicialmente anunciou a pavimentação de 40 ruas da cidade, informou ter conseguido mais verbas e agora o asfalto deve chegar a 70 ruas.

“Só na Brasília, nas proximidades da UPE, serão 13 ruas. E tem mais no Magano, no João da Mata, na Boa Vista, no Indiano e em muitas outras áreas. Crítica e picuinha a gente responde com trabalho”, afirmou o prefeito. (As fotos acima foram publicadas originalmente no Blog de Carlos Eugênio).

MÉDICO CUBANO FALA SOBRE ESCRAVIDÃO

O médico cubano Juan Delgado, de 49 anos, retratado numa imagem quando foi vaiado e hostilizado por médicas brasileiras, disse ao jornal Folha de São Paulo que estava impressionado com a manifestação ocorrida em Fortaleza. “Diziam que somos escravos, que fôssemos embora do Brasil. Não sei por que diziam isso, não vamos tirar seus postos de trabalho", afirmou ele.

Juan Delgado e os demais estrangeiros que chegaram ao Brasil irão trabalhar em 701 municípios que não atraíram o interesse de nenhum médico brasileiro, a despeito das bolsas de R$ 10 mil oferecidas pelo governo federal.

Negro, e formado por uma universidade pública de Cuba, Delgado questionou várias vezes o fato de ter sido chamado de "escravo" pelos brasileiros. Ele se disse um homem livre, que veio por vontade própria ao Brasil e disse ainda ter atuado em outras missões humanitárias, em países como o Haiti.

Sobre a escravidão, ele disse algo que poderia ser lembrado pelas próximas gerações de médicos no Brasil. "Isso não é certo, não somos escravos. Seremos escravos da saúde, dos pacientes doentes, de quem estaremos ao lado todo o tempo necessário", afirmou, em depoimento ao jornalista Aguirre Talento, da Folha. "Os médicos brasileiros deveriam fazer o mesmo que nós: ir aos lugares mais pobres prestar assistência".

Ele afirmou ainda que a atuação dos estrangeiros não será simples. "O trabalho vai ser difícil porque vamos a lugares onde nunca esteve um médico e a população vai precisar muito de nossa ajuda", disse. Sobre o desconhecimento da língua portuguesa, disse que não será um empecilho e afirmou que a população brasileira "aceitará muito bem os cubanos".

Um dos responsáveis  pelo “corredor polonês” armado contra os cubanos no Ceará, o presidente do Sindicato dos Médicos do Estado, José Maria Pontes, disse que as vaias não eram dirigidas contra os profissionais estrangeiros, mas sim aos gestores do programa Mais Médicos.

As notícias sobre a chegada dos médicos estrangeiros ao Brasil e as manifestações que ocorreram, foram destaque nos principais veículos de comunicação do país, como a TV Globo, Folha de São Paulo, Portal UOL e Portal Brasil 247. No Jornal Nacional, ontem à noite, foi divulgado que enquanto um grupo em Fortaleza protestou contra os cubanos, outro entregou flores aos médicos que estavam chegando.

ROSSINE PEDE OBRAS IMPORTANTES PARA LAJEDO

O prefeito de Lajedo, Rossine Blesmany (PSD),  iniciou a semana no Recife, participando de reuniões em secretarias e outros órgãos do Governo do Estado de Pernambuco, reivindicando projetos e recursos para o seu município.

Em reunião com o Secretário de Transportes do Estado de Pernambuco, Isaltino Nascimento, Rossine fez as seguintes solicitações:

1) que seja asfaltada a estrada que liga o município de Lajedo a Calçado;

2) que sejam construídas lombadas no bairro do Poço, na entrada da Vila dos Prazeres e da Vila da Prata;

3) que o governo inicie o mais rápido possível a obra de recuperação da rodovia que liga o município de Lajedo a Canhotinho;

Em reunião com o Secretário de Recursos Hídricos, o prefeito solicitou melhoria da adutora que abastece a cidade de Lajedo com água da Compesa, e obteve informação de que será atendido.

Em reunião com o Secretário de Agricultura de Pernambuco, o prefeito solicitou água encanada para as residências da zona rural de Lajedo, obtendo do secretário a garantia de que agora em setembro seu pedido começa a ser atendido, iniciando o cadastramento de famílias que moram na zona rural do nosso município para serem atendidas com água encanada, iniciando-se com 150 famílias.

Em reunião com o presidente do IPA, Júlio Zoé,  o gestor conseguiu aprovação para que a Prefeitura de Lajedo receba e distribua gratuitamente para criadores de gado do município de um tipo de palma muito mais resistente e produtiva que a palma plantada na região. Em breve a Secretaria de Agricultura do Município irá iniciar o cadastramento dos interessados.

Em reunião com o Secretários da Casa Militar e com o Secretário Executivo da Casa Civil, o prefeito Rossine solicitou reforço no policiamento feito na cidade de Lajedo. (Texto de Claudionor Pimentel).

Bienal

Bienal