SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

A VEJA E OS MALFEITOS TUCANOS

Como este blog já anunciou, foi lançado o livro A Privataria Tucana, do jornalista Amaury Júnior. No volume, material pesado, documentado, sobre negócios sujos feitos por José Serra e Fernando Henrique Cardoso, quando dos governos tucanos. Estranhamente, a imprensa investigativa do Brasil, tão competente na arte de descobrir os malfeitos dos petistas, mantém um silêncio estratégico sobre as revelações do ex-repórter do jornal O Globo.

O deputado federal Brizola Neto, atento, descobriu um exemplar da Revista Veja de 2002, com uma reportagem denunciando um dos homens fortes de FHC, Ricardo Sérgio, apontado por pedir propina no valor de R$ 15 milhões no processo de privatização da Vale. A publicação da Editora Abril hoje esconde esses fatos e o livro de Amaury Ribeiro Júnior. Mas as edições antigas mostram como se comportavam os tucanos no poder e provam que não foi o PT que inventou a corrupção. 


Apesar do boicote de parte da mídia, o livro de Amaury está vendendo muito bem em todo país. Tem tudo para virar best seller.

Na foto acima o exemplar da Veja denunciando a comilança tucana na privatização da Vale do Rio Doce.

5 comentários:

  1. Prezado Roberto,

    Acabei de publicar um texto que fala sobre seu blog, mas versando sobre outro assunto que não este de que você trata da imprensa e particularmente da Veja como sendo uma “inimiga do país” porque hoje ela já colocou prá fora 5 ministros da Dilma por corrupção. E agora só não vai também o Pimentel, porque segundo a presidenta, quando roubou e enganou estava na iniciativa privada, igual à Jaqueline Roriz, e ela mesma quando dizem que mexeu no cofre do Ademar de Barros. Na vida pública é um coisa. Na privada é outra.

    Eu apenas penso que o seu raciocínio e o do Brizola Neto vem apenas mostrar que a Veja mostra as coisas para qualquer lado. Como o FHC até já admitiu, o governo dele não foi livre de “malfeitos”, mas, tratar o processo de privatização, que mudou a face deste Brasil (lembra da Telpe e quanto custava um aparelho telefônico?) como só “privataria”, como o faz o Amaury Junior, que anda a cata de uma verbazinha pública, é demais, não é Roberto?

    O que você queria que a Veja fizesse? Ou melhor, o que você faria se estivesse na editoria de uma revista onde chegassem dia após dia denúncias cabeludas contra um ministério que começou podre, pelo contágio com o governo anterior? Pelo tom de sua postagem você nos dá a entender que se fosse do Lula não publicaria, mas se fosse do FHC publicaria.

    Roberto, proselitismo político, como você sabe, tem um limite, ultrapassado o qual prejudica o bom jornalismo investigativo ou não. Com postagens assim, se o que você tentou fazer foi criticar a Veja, seu blog está chegando a este limite. Mas, mil desculpas se o sentido foi o de mostrar, como eu acho ser a verdade, de que a Veja tanto bate de um lado como bate de outro como convêm ao bom jornalismo que respeito os fatos. Vamos assinar a Veja, pessoal!

    O meu Blog apenas por coincidência publica um texto sobre a anonimato no seu blog. E pelo que digo lá certamente, haverá um plêiade de comentaristas anônimos, mas com nomes e e-mails, abaixo ou acima de mim, se você me publicar (se acha que não deve a amizade é a mesma), e eu apenas digo. Vinde a mim os anônimos, porque eles são a salvação da blogosfera. Leiam no link do meu nome acima e comentem, como anônimos ou não.

    Lucinha Peixoto (Blog da Lucinha Peixoto)

    ResponderExcluir
  2. José Fernandes Costa14 de dezembro de 2011 13:44

    O livro do Amaury Júnior veio em boa hora. E vai vender bem, SIM. Já que o partido da grande imprensa (PIG) NÃO divulga, os blogs SÉRIOS, COMO ESTE, DIVULGAM. - Agora, falta alguém para fazer um livro contando as roubalheiras da Editora Abril (revista Veja etc.) com o governo do picolé de chuchu, Geraldo Alckmim (PSDB). - Porque o livro de Acir Filló (2006) NÃO conta NADA. Só faz elogios em véspera de disputas eleitorais. - E os 6,8 milhões de dólares pagos pela Alstom, em 2008 a integrantes do governo de Geraldo Alckmim. - Alckmim, à época, disse que "não sabia de nada". - E o que disse a Veja sobre esse caso escabroso? E outros mais? - NADA./.

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de saber do jornalista se ele vê diferença entre os roubos do PSDB nos seus oito anos no poder e os roubos cometidos há nove anos pelo PT.
    Será que safadeza tem cor? tem sigla? tem lado?...

    Eduardo do Vale

    ResponderExcluir
  4. João Matias - Heliópolis14 de dezembro de 2011 16:29

    O Zé Fernando já veio, agora falta a Telma para babar o jornalista. Todo mundo sabe que o Amauri Junior foi um vendedor de dossie falso muito conhecido e que na imprensa sua credibilidade é zero. Pelo menos Lucinha Peixoto dar o benefício da dúvida, já o jornalista e o Ze Fernando...
    Eu sei é que é tudo ladrão de casaca e o que precisa é um pouco de imparcialidade no trato dos fatos.

    ResponderExcluir
  5. CIENTISTA POLÍTICO15 de dezembro de 2011 07:30

    PT e PSDB: tudo farinha do mesmo saco. Ninguém sabe qual é o pior.

    ResponderExcluir