domingo, 18 de dezembro de 2011

IGREJA CATÓLICA PEDE PERDÃO NA HOLANDA

O arcebispo holandês Wim Eijk pede "desculpas de todo coração"

A Igreja Católica holandesa recorreu ao perdão, um dos pilares de sua doutrina, para tentar se redimir ante um escândalo de proporções assustadoras. “Os bispos e diretores da Conferência Religiosa Holandesa estão chocados pelo abuso sexual de menores. Eles nos enchem de vergonha e desgosto. Os agressores não são os únicos culpados. As autoridades da Igreja não agiram de forma correta e não deram prioridade aos interesses e aos cuidados das vítimas. Nós lamentamos profundamente esse abuso”, afirmou a entidade.

Horas antes, um relatório divulgado por uma comissão de investigação independente revelou que entre 10 mil e 20 mil crianças sofreram abusos em orfanatos católicos, internatos e seminários, entre 1945 e 2010. “Várias dezenas de milhares de menores foram submetidas a formas leves, graves e muito graves de comportamento sexual inapropriado por parte da Igreja Católica”, acusa a comissão, que citou “muitos milhares” de casos de estupro. O arcebispo Wim Eijk explicou que a Igreja pretende indenizar cada vítima com valores que variam de US$ 6,5 mil a US$ 130 mil.

Mas o arrependimento da Igreja não será o bastante para reparar o trauma e cicatrizar as feridas de milhares de vítimas. “As desculpas da Igreja Católica nada significam para mim. Eles (os religiosos) nunca se deram o trabalho de descobrir, em uma conversa pessoal, vinda do coração, o que o abuso significou para minha vida”, desabafou o holandês Ton Leerschool, co-fundador da organização Stichting Mannenhulpverlening, que presta ajuda a homens que sofreram abuso sexual. “A Igreja deveria humildemente perguntar aos sobreviventes, um a um, o que ela pode fazer para diminuir a dor causada pelo crime”, acrescentou.

Barbara Blaine – presidente da Rede de Sobreviventes Abusados por Padres– acusou o Vaticano de priorizar a reputação do clero e não a proteção das crianças. “Todas as vezes em que há investigações, os nomes dos agressores são entregues à polícia, mas a cúpula da Igreja acaba por transferi-los para outros, onde podem continuar a abusar mais menores”, declarou. (Foto: Koen Van Well-ANP/AFP/DP. Texto: Rodrigo Craveiro - Diario de Pernambuco).

2 comentários:

  1. José Fernandes Costa18 de dezembro de 2011 16:43

    Essa é a Igreja Católica que conhecemos. Infelizmente. - Cristo NÃO mandou fazer NADA DISSO. Pelo Contrário, nas SUAS pregações, o tom era o AMOR AO PRÓXIMO E A SIMPLICIDADE EM QUAISQUER ATOS. Não obstante, alguns bajuladores de Cristo, vez por outra, destoavam DELE. Ainda que por debaixo dos panos. - Observem as fotos acima e vejam quanta pompa dessas figuras. Ademais, com olhares tão tranquilos que supõem estar tudo num "céu de brigadeiros". - E quanto às vítimas dos senhores dessa igreja? Quem vai lhes curar as cicatrizes? - Essa é a igreja dos homens. - NÃO é a IGREJA DE CRISTO./.

    ResponderExcluir
  2. João Matias - Heliópolis19 de dezembro de 2011 10:27

    A boa Igreja para o Zé Fernando é a Igreja Universal, do seu cupincha Edir Macedo. É este homem que me critica por insultar e escrever errado. Escrever certo para dizer besteira não compensa e nem tenho tempo mais prá isso. Não posso é ficar com medo de criticas de alguém que diz que os católicos são bajuladores de Cristo.
    O maior bajulador do Roberto agora quer que os católicos sejam também bajuladores. Se o Roberto proibir ele de publicar aqui não seria um ato contra a democracia mas um ato de asseio do blog.

    ResponderExcluir