sábado, 23 de abril de 2011

POBRE CIDADE DO RECIFE

Recife de Pelópidas da Silveira, Miguel Arraes, Roberto Magalhães, Augusto Lucena,  Antônio Farias, Gustavo Krause,  Joaquim Francisco, Jarbas Vasconcelos e João Paulo. Todos, à direita e à esquerda fizeram alguma coisa pela cidade. Uns mais, outros menos. Mais todos esses citados, da história mais recente da capital pernambucana, foram bem avaliados pela população e deixaram seu lugar na História. 

Nos dias que correm, infelizmente, a capital do Estado vive tempestades. Um cidadão pequeno no tamanho e nas atitudes parece não honrar o legado dos que o antecederam. À cidade debaixo d´água, a população angustiada e o prefeito viajando pela Europa, com esposa e filho a lhe fazer companhia. Como não podia deixar de ser os jornais, as rádios, os sites, blogs e os internautas em geral -  pelo twitter - reagiram à altura, disparando críticas por todos os lados, fazendo o governante insensível voltar às pressas ao seu posto de trabalho. João da Costa convocou a Imprensa, anunciou medidas emergenciais, projetos ao custo de R$ 1 milhão e ainda chamou  os que lhe fazem oposição de oportunistas. E suspendeu as férias de todos os funcionários ligados à Defesa Civil. Ou seja: Já que eu não posso ir a Madri ninguém pode! O espetáculo de mídia proporcionado para apagar a má impressão não parece ter convencido os recifenses. No Jornal do Commercio Online os comentários são todos contrários ao petista. 

Um leitor que usou só as iniciais A.F bateu forte: "Prefeito incompetente e de atitudes limitadas. Demonstra toda a sua incapacidade de governar uma cidade como Recife. O que ele sabe fazer de melhor é usufruir do seu cargo para tirar férias, descansar... enquanto a cidade está o caos no trânsito, nas vias e calçadas cheias de buracos, lixo em todas as partes, o Recife antigo decadente, sem obras estruturadoras...Culpa do povo que colocou esse cidadão desconhecido no poder apenas porque João Paulo pediu. Isso é que dá voto de cabresto."

Se Recife a "cidade cruel", na expressão de Agamenon Magalhães, chegou a esse ponto, o que dizer de muitas cidades do interior, com seus caciques e prefeitos que não pintam mais nem o meio fio? Em 2012 teremos a chance de reparar o erro. Nessa pobre Recife de hoje e em muitos municípios do interior pernambucano. Vamos premiar os honestos, os que honram compromissos, os sérios, os que trabalham, os competentes... enxotando da vida política os aproveitadores, os incompetentes, os sem capacidade administrativa, os sem comando, os que usam mal o dinheiro público e atrasam o desenvolvimento da cidade às vezes por décadas.

Pobre Recife, que neste momento é um péssimo exemplo para todo o Estado.

10 comentários:

  1. Roberto, e o que se diz do Caetés? terra arrasada, saqueada, esquecida, sem governo pra nada, só vc vendo. visite caetés e escreva um texto. converse com ppulação, com profissionais daki, comercio.

    ResponderExcluir
  2. TENHO ÓDIO AO PSDB23 de abril de 2011 11:20

    Ate agora, só teve um sujeito a criticar esse desastrado prefeito do PT, sendo do proprio PT que foi João Paulo que vai sair do PT. Partido que, no campo da etica e da moral, estar totalmente desmoralizado.

    ResponderExcluir
  3. PAULO CAMELO, COMENTA: Não voto no PT, mas querer transferir a culpa do transtorno provocado pelas chuvas, para o prefeito João da Costa, do PT, representa um raciocínio simplista. Mas, isso não o isenta de responsabilidade e parcela de culpa. Lembro-me muito bem que o ex-prefeito Jarbas numa de suas campanhas fez o discurso mais contundente a respeito das inundações parciais e alagamentos na cidade do Recife. E daí, Jarbas fez o quê? Nada. A previsão é que o mar avance e ocupe parcialmente o Recife. E agora, o que fazer? O que está acontecendo é que a mídia ajuda direta ou indiretamente o caudilho governador, Eduardo Campos, a tomar a Prefeitura da Cidade do Recife. Esse caos provocado pelo alagamento vem de muito tempo, antes da administração do ex-prefeito e engenheiro Pelópidas da Silveira. Com o detalhe, que na época de Pelópidas não tinha o trânsito desastroso da atualidade. Apesar das largas Avenidas e Viadutos

    ResponderExcluir
  4. João Paulo Vasconcelos23 de abril de 2011 11:39

    Prezado Roberto,
    Uma das melhores palavras acerca desse cidadão que tenta sem sucesso ser prefeito: "Um cidadão pequeno no tamanho e nas atitudes parece não honrar o legado dos que o antecederam." Infelizmente, somente no próximo ano a mudança virá. Porém, esses quatro anos, perdidos em vários aspectos, não mais podem ser reparados.

    ResponderExcluir
  5. Gostei das palavras de PAULO CAMELO ela representa tudo acerca dos bastidores do poder aqui em RECIFE.
    Marcos Cunha.

    ResponderExcluir
  6. Esse anônimo 11:08 está tão inconformado com esse governo que deveria vender sua casa e morar em outro lugar.
    Deixa de picuinha política desinformado.
    Alex Barros;Caetés

    ResponderExcluir
  7. PUALO CAMELO, ESCLARECE: A CIDADE DO RECIFE como é chamada, não está preparada para receber as águas pluviais, nem o avanço do mar, assim como não está preparada para receber a COPA 2014. Caso Garanhuns tivesse um Prefeito mais atuante a COPA 2014 poderia ser realizada em nossa cidade, uma vez que o nosso município fica equidistante de cidades importantes do Nordeste e seus respectivos Estados. Seria muito mais barato, considere o significado sócio-econômico, duplicar as BR 423 até Paulo Afonso, 424 até Alagoas, 232 até Arcoverde e outras rodovias a exemplo da que liga Garanhuns a Aracaju, mais o Aeroporto de Garanhuns, do que reconstruir a cidade do Recife. O grupo Ferreira Costa já percebeu isso e analise para onde estão indo suas filiais interestaduais. Vá na Av. Caxangá com seu corredor improvisado, na Av. Abdias de Carvalho, na Av. Conde da Boa Vista com seu corredor improvisado, na Av. Norte e tantas outras e depois me diga o resultado da sua vistoria. O problema dos alagamentos na Cidade do Recife não é de hoje e todos os Prefeitos ora citados têm sua parcela de culpa. Quanto ao comentário do "João Paulo de Vasconcelos", não devo comentar porque ele simplesmente copiou trecho escrito no texto em Tela, o qual serviu de crítica ao Prefeito do Recife. Aquela crítica não me pega por tabela. Quanto a afirmação do João Paulo "de que a mudança virá em 2012", considere: 1 - Prefeito de Garanhuns, dependente até alma do governador Eduardo Campos, não interessa para a nossa cidade. Por exemplo: quando afirmei que a Copa 2014 poderia ser realizada em Garanhuns, jamais um aliado do governador faria essa proposta ao chefe. Quem é aliado do chefe tem que obedecer cegamente; 2 - Silvino, Zé da Luz, Izaías e tantos outros não representam o novo; 3 - Garanhuns precisa de um Prefeito independente politicamente, financeiramente, antenado com os acontecimentos nacionais, com desempenho próprio e que não diga amém na hora de reivindicar para o município. Prefeito que tem medo de falar e reclamar ao governador, tchau e bença. TENHO DITO.

    ResponderExcluir
  8. Concordo em muito do que Paulo Camelo escreveu, mas tenho que discordar em alguns pontos. Apesar dos problemas das chuvas já existirem há muito tempo em Recife isso não alivia a responsabilidade do atual prefeito e do governador, o primeiro estava passeando enquanto a cidade se acabava e o segundo sinceramente além de cobrar muitos impostos eu queria saber o que ele faz.
    No Brasil já existem cidades com sistema moderno de escoamento d'água evitando as enchentes, aqui não se faz por que se não o pessoal vai ficar sem verba para viajar e ostentar o dinheiro público.
    Quanto a nossa região quem sabe você com um bom grupo político não faz a diferença?

    ResponderExcluir
  9. PAULO CAMELO, CONTINUA SEU COMENTÁRIO: Estou de acordo com a escrita do conterrâneo Lulinha Almeida. Não há discordância, e sim um complemento nos textos escritos por você e por mim. O governador Eduardo Campos, só fez alguma coisa por Pernambuco, porque o ex-presidente Lula concedeu várias benesses. Mas, com a presidente Dilma, vai ser diferente. Nada de mamata. Se não mostrar serviço, perde a próxima eleição. O Prefeito do Recife, foi pego de "calça curta", porque estava passeando pela Europa. É claro que tem sua parcela de culpa. Mas, cadê os outros, inclusive o governador Eduardo Campos. Mas, o governador não se pronuncia. Será que ele não sabe dos alagamentos? Como também fez de conta que não sabia da crise administrativa do Hospital Dom Moura.

    ResponderExcluir
  10. Paulo Camelo está "escorregando na maionese",onde já se viu GARANHUNS sediar uma copa do mundo.Só na cabeça do Stalinista de GARANHUNS.
    Achar que é culpa do governador um desastre natural que se abateu em RECIFE é de uma irresponsabilidade enorme.
    João da Costa fez o que todos os gestores competentes fariam,voltou para tentar amenizar a crise,tanto a natural por causa das chuvas como a crise pessoal,por causa da baixa popularidade.
    Não vou me alongar sobre GARANUNHS sediando uma copa do mundo essa foi demais para mim rsrsrsrsr.
    TomazTurbando/Garanunhs

    ResponderExcluir