ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

sábado, 23 de abril de 2011

O AUMENTO NO PREÇO DA GASOLINA

Em agosto de 2008, o presidente Lula informou à nação que as jazidas do pré-sal haviam desbastado os atalhos que conduziam ao Brasil Maravilha, registrado em cartório um ano e meio mais tarde. Como a Petrobras reinventada pelo maior dos governantes desde Tomé de Souza já tornara o país auto-suficiente em petróleo, o preço da gasolina seria calculado em centavos. E o caçula da OPEP teria dinheiro de sobra para tornar formidável o que já era bom demais.

“Nós temos que usar esse petróleo para resolver um problema crônico de investimento na educação e para tirar esse atraso, e vamos usar parte desse dinheiro para resolver o problema dos miseráveis desse país, das pessoas que ainda não conquistaram cidadania”, exemplificou o palanqueiro numa discurseira na Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos. Horas mais tarde, Dilma Rousseff engatou a quinta marcha e pisou no acelerador.

“O pré-sal é um recurso tão importante para a nossa geração e próximas que é de fato um conjunto da população brasileira”, comunicou em dilmês primitivo. “Isso define o princípio que vai nortear o governo sobre seu uso, que é tomar todas as medidas para transformar esse grande recurso em fonte que vai permitir que os brasileiros tenham melhoria da educação, das condições que permitirão que avancemos em direção à sociedade do conhecimento, que inova e faz pesquisa, e pela forma que chegamos ao pré-sal”.

Nos meses seguintes, Lula e Dilma garantiram que o colosso no fundo do mar faria o País do Carnaval matar de inveja qualquer dinamarquês com assombros que aperfeiçoariam praticamente tudo, menos a moral e os bons costumes. Nesta terça-feira, a Petrobras vendeu para a Empresa Nacional de Petróleo do Chile a primeira carga do pré-sal ─ 1 milhão de barris, extraídos do campo Tupi (rebatizado de Campo Lula por José Sérgio Gabrielli, que ainda vai virar nome de troféu disputado por campeões da vassalagem). Nesta quarta, a Folha constatou que o preço da gasolina (batizada com álcool) subiu quase 5% em um mês. Com isso, a inflação deverá ultrapassar já neste abril o teto oficial, fixado em 6,5% ao ano pelo próprio governo.

Para Lula e Dilma, o pré-sal foi “uma dádiva de Deus”. Chegou aos demais brasileiros em forma de aumento de preços. Como é coisa da Divina Providência, resta à multidão de insatisfeitos queixar-se ao bispo. (Do Blog de Augusto Nunes)

9 comentários:

  1. Cadê o pré-sal do Lula? A Dilma não encontrou não, foi!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. O que devemos analisar é a grave crise que passam os países do golfo pérsico e oriente médio,não estou aqui para defender governo algum,mais sabemos que essas crises afetam e muito o preço do petróleo internacional.

    Nos EUA o barril já está a mais de $110 dólares,e em Londres já superou as expectativas.
    li recentemente que o governo brasileiro vai aumentar em 1% a mistura da gasolina com o álcool anidro,foi uma verdadeira revolução dos opositores e leigos no assunto,assim como sou também,mais sabemos que na europa e nos EUA essa porcentagem já é utilizada a muito tempo.

    Nosso preço só não está maior porque o governo está tentando de todas as formas conter seu aumento ,está até cogitando a hipótese de diminuir a CIDE,que é um imposto sobre combustíveis.Só que tem um vilão a mais nesta história,os empresários do setor alcooleiro brasileiro,eles fazem o seguinte;Pegam dinheiro subsidiado do governo para aumentar as lavouras e plantações de cana-de-açúcar e como não tem fiscalização do estado eles aumentam a produção de açúcar e exportam ao exterior.Ganham rios de dinheiro exportando açúcar com dinheiro subsidiado e aqui no mercado interno o preço do álcool dispara nos postos de gasolina,isso é uma vergonha.

    O governo tem que rezar para acabar as revoltas mundo afora e os preços voltarem a sua normalidade,acabar ou impor regras sobre financiamento do setor alcooleiro e investir mais no pré-sal.

    E sabemos que a gasolina influencia em toda cadeia produtiva deste país, pois nossas produções infelizmente são transportada em caminhões Brasil afora.Devemos investir em ferrovias e deixar essa balela de trem-bala para depois,o custo desse projeto(trem-bala) é alto e seu custo-benefício chocho.
    Einstein,recife/PE

    ResponderExcluir
  3. Bau da Felicidade23 de abril de 2011 13:56

    Pelo papo furado e mentiroso a natureza fez uma inversão de valores. O certo seria o LULA ser camelô e o Silvo Santo presidente.

    ResponderExcluir
  4. É preciso que o povo brasileiro tome plena consciência que, a PETROBRÁS é administrada(imaginem só!) pela república sindicalista dos barbudos do PT e do PC do B. Eles se dizem ter pavor ao capitalismo selvagem. OUTRA: toda a turma da Dilma tá empenhada em fazer um gordo caixa-2, para eleger o atual presidente da Petrobrás a Governador da Bahia. Esse tal de Sérgio Gabrielli é peixe da Dilma, é da cozinha da Dilma, só não se sabe dizer se já foi da cama... TEM MAIS: há suspeita que esses 500 mil que o Governador Jacques Wagner ganhou para tirar a barba, tem tudo com uma enrolada dessa firma e da Petrobras para patrocinar o carnaval da Bahia e toda essa grana ir parar no caixa-2 para eleger esse maluco amigo da Dilma e do Lula. E HAJA MÁFIA DOS AMANTES DA ÉTICA E DA MORALIDADE QUE OUTRORA ERA PATRIMÔNIO ÚNICO E INTRANSFERÍVEL DO PT...

    ResponderExcluir
  5. Não é verdade que vão pôr 1% de álcool na gasosa. É 1% de água no álcool, depois adicionam o alcool na gasolina, que já chega a 25%. No Brasil vende-se gasolina adulterada pelo próprio governo.

    ResponderExcluir
  6. FUSÍVEL QUEIMADO23 de abril de 2011 22:32

    Além do crack e da dengue em abundância que herdamos do governo Lula. Temos a gasolina mais cara do mundo. O óleo diesel de péssima qualidade e caro e a energia elétrica pela hora da morte. Essa é uma pátria sem força um povo sem mais energia. A não ser quem tem bolsa-família que suporta toda uma carga de carestia. Também ganha sem trabalhar...............

    ResponderExcluir
  7. É lamentável que a gente volte a conviver com o temor da volta dessa praga chamada inflação. As maquininhas dos supermercados já estão de plantão. Só esperando o exato momento para atormentar a vida do coitado do assalariado. Países como Paraguai, Colômbia e Equador já dizimaram esse dragão e aqui vamos tê-lo de volta. É lamentável................

    ResponderExcluir
  8. Se depender do cartel de usineiros, o etanol adicionado à gasolina continuará alto e seus lucros cada vez mais exorbitantes.O brasileiro "paga o pato" aguarda o recuo de preço do etanol onde já se sabe que muitos países europeu querem o etanol brasileiro.A demanda é alta e com isso falta etanol no mercado mundial.Será que a presidente Dilma tem alguma solução?Espero que sim...

    ResponderExcluir