segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

CORAÇÕES INSENSATOS

Não dá tempo nem de respirar. Acaba uma novela, começa outra. Algumas escapam ao festival de mediocridade e chavões, outras se perdem pela falta de criatividade ou pretensão dos autores. Mas todas cumprem um papel no imaginário popular. Não há como negar a realidade: os folhetins de há muito fazem parte do cotidiano dos brasileiros. Para uns os valores culturais estão nos livros, na literatura, na música, na pintura, no teatro, no artesanato ou manifestações populares. Outros se contentam com uma simples novela, tendo sempre galãs, atrizes belas e boas trilhas sonoras. Estamos escrevendo sobre o padrão Globo, é claro. Hoje a estreia é de "Insensato Coração", que esperamos venha com um pouco mais de lógica ou sensatez que "Passione". Esta última começou pintando como uma nova "Caminhos da Índia" e terminou como uma trama policial de má qualidade. Um dos destaques de Insensato Coração, de Gilberto Braga e Ricardo Linhares,  é a bonita atriz Fernanda Paes Leme, na imagem acima.

Um comentário:

  1. Ao menos esta novela promete ser melhor que a anterior maçante Passione. o autor Gilberto Braga continua
    com a parceria de sucesso com Ricardo Linhares. suas novelas sempre atinam para um suspense, morte, glamour,
    a mediocridade das socialites entre temas tido como tabu. A estreia de Insensato Coração teve um início
    em que mostrou as relações familiares podendo ser o centro da história. tendo o primeiro capítulo
    marcado por ódio e vingança com direito a sangue, mortes e sequestro.

    O capítulo inicial ainda apresentou alguns personagens importantes como Natalie (Deborah Secco),
    uma ex-participante de reality show, que já mostra ser capaz de muita coisa para recuperar seus 15 minutos de fama,
    e o badalado designer André Gurgel, em um nada plausível papel de arrasar corações para Lázaro Ramos. Camila Pitanga,
    memorável na novela anterior da dupla, Paraíso Tropical, como a prostituta Bebel, ainda não disse a que veio, mas há
    duas centenas de capítulos pela frente para Camila reconquistar o seu público.

    o co-autor da novela “Insensato Coração”, da Rede Globo, Ricardo Linhares confirmou que o preconceito contra homossexuais
    “entrará de forma violenta” na trama. “Vamos abordar homofobia na história, mas não é a trama principal da novela. A intolerância
    (sexual, religiosa etc.) está presente no dia-a-dia do espectador, apesar do politicamente correto tentar segurá-la. Vamos abordar um
    assunto contemporâneo e pertinente numa novela das oito, de forma crítica, combatendo o preconceito e promovendo a aceitação”, disse Ricardo
    Linhares ao jornalista Daniel Castro, especializado em TV.

    Deborah Secco precisa tomar cuidado para não repetir a Darlene, sua personagem em Celebridade, do mesmo Gilberto Braga,
    que também perseguia a fama a qualquer custo. As comparações entre os dois papeis já começaram no Twitter. Maria Clara Gueiros,
    no entanto, parece não se importar. Todos as suas personagens têm a mesma entonação e o mesmo jeito de perua do papel que a consagrou
    em um humorístico da emissora anos atrás. Independentemente disso, deve render muitas risadas e, quiçá, até admiração, pela maneira
    descartável como ela trata os homens.

    Mal-escalados ou não, os atores são só uma parte do sucesso de uma novela. O texto é parte fundamental para suscitar questões e emoções
    no público e, nisso, há uma grande expectativa pelo que Gilberto Braga pode nos proporcionar.

    ResponderExcluir