quarta-feira, 23 de junho de 2010

GARANHUNS SEM CULTURA

Uma pessoa bem informada me avisou ontem pela manhã que o compadre Ronaldo César (foto) estava saindo da diretoria de cultura do município. Preferi não publicar nada sem confirmação oficial. Ligar para o amigo e perguntar se era verdade, achei chato, poderia dar a impressão de outra coisa. Imaginei ainda que ele gostaria de se expressar primeiro no seu espaço da internet. Se telefonasse para mim, como fez noutra ocasião, seria diferente, a iniciativa teria sido sua. Fui dormir com o pensamento na África do Sul.
Só agora pela manhã li o texto do Ronaldo revelando sua saída. Redação correta, elegante com o prefeito e seus auxiliares e uma leve cutucada na Fundarpe, que segundo ele deveria estar mais presente na cidade (concordo inteiramente). Todas essas fundações estatais, secretários, diretores, esse pessoal todo do Recife, do Governo Estadual, ou Federal, ou da Imprensa, subestima nós que vivemos o dia-a-dia do interior. Veem Caruaru, Petrolina ou ainda mais Garanhuns, como o paulista vê o Nordeste.
Li também o texto do Censura Livre, que não se limitou a transcrever a nota do diretor de cultura, mas especulou os reais motivos do seu pedido de demissão. Possivelmente Jonas/Ana Jaíra estão certos.
Quando Ronaldo César foi convidado para assumir a diretoria de cultura, escrevi um texto elogiando a indicação. Afirmei que era o melhor nome a ocupar o espaço pelo menos nos últimos quatro governos do município. Mantenho esse pensamento. Acho que a cidade perdeu, a Cultura ficou órfã temporariamente e possivelmente teremos uma melhorada no blog do amigo, que recupera sua liberdade para ver a administração de Garanhuns com senso crítico.
É uma pena que os governantes, mesmo o Lula tendo criado o Vale Cultura, continuem pondo em segundo plano um setor fundamental para o desenvolvimento do país, dos estados e municípios. Cultura não pode ser confundido com folclore. Este último é apenas uma manifestação cultural, enquanto aquele é muito mais amplo: passa pela Educação, pela História, a Música, as Artes Plásticas, os Costumes, o Comportamento, a Alimentação, a Política, a Novela, o Cinema, o Teatro, a Literatura... Enfim, é o conjunto de conhecimentos acumulados de um povo nas mais diversas áreas. Uma pessoa culta é uma pessoa que adquiriu conhecimento. É o contrário do ignorante, que sabe pouco de tudo e é estúpido.
Acredito que foi Monteiro Lobato que disse: "Um país se faz de homens e livros". Podíamos traduzir: Uma nação se constrói com homens, com livros, saber, inteligência, educação e cultura.
Não é civilizado ou desenvolvido um país ou uma cidade que despreza o saber, a a inteligência, a cultura.

3 comentários:

  1. Amigo e compadre Roberto,
    Foi sim Monteiro Lobato! Saiba que tentei ligar para você mas não consegui (deve ser a TIM), inclusive para avisar da Pizza do BloGGar, onde tratamos de assuntos referentes a rede.
    Quanto a minha saída da diretoria, gostaria de reforçar que Garanhuns precisa de uma secretaira pulsante, com representantes dinâmicos de cada segmento e aproximação com os órgãos estaduais e federais fomentadores de cultura, você está mais do que certo! Em outra oportunidade trarei no blog alguns projetos que pensamos e que, mesmo na iniciativa privada poderemos implementar, junto a classe artística. Descobri agora o lado administrativo, conheci as dificuldades mas também as possibilidades, desde que haja o incentivo e o recurso para promovê-las.
    Sei que sempre pude contar com você! Obrigado!
    Ronaldo Cesar

    ResponderExcluir
  2. PELA SUA INTELIGÊNCIA E CAPACIDADE MÚLTIPLA DE ESCREVER O BLOG DO RONALDO CESAR VAI DAR UMA GUINADA DE 360 GRAUS. VOU VOLTAR A ACESSÁ-LO. SAIU DA LINHA DE TIRO DOS BLOGUEIROS "CHAPA BRANCA". AGORA A COISA VAI........ AGORA A COISA ANDA.........

    ResponderExcluir
  3. Receber elogios do Altamir não é pra qualquer um meu caro compadre Ronaldo.

    ResponderExcluir