sábado, 26 de janeiro de 2013

MORRE ZÉ DE NÉ - O HOMEM QUE LEVOU LULA PRA SP

Morreu em Caetés um personagem importante na história do Agreste de Pernambuco e do Brasil. José Francisco dos Santos, mais conhecido como Zé de Né, 86 anos,  foi o homem que em 1952 levou para São Paulo, em seu caminhão, o menino Luiz Inácio da Silva e sua mãe, Dona Lindu. De retirante, operário e sindicalista, Lula terminou sendo presidente da República e governou o Brasil 8 anos.

Zé de Né além de caminhoneiro e agricultor foi vereador em Garanhuns, de 1963 a 1968, tendo dentre os colegas de bancada José Inácio Rodrigues, Ivo Tinô do Amaral e Paulo Faustino. O prefeito no período citado foi Amílcar Valença.

O ex-vereador morava em Garanhuns, mas também tinha uma propriedade em Caetés. Teve 8 filhos, todos bem sucedidos em São Paulo. Frequentemente José Francisco passava temporadas na capital paulista junto dos familiares.

O corpo de Zé de Né está sendo velado em Caetés, onde será sepultado, às 17h. (A foto de Zé de Né é do Facebook Caetés Lula).

8 comentários:

  1. Que pena, Deus o tenha nos Reinos do Céu!

    ResponderExcluir
  2. Menos um velho no Braz. Que Deus tenha reservado um lugar de destaque no Oriente eterno.
    Sales/Garanhuns.

    ResponderExcluir
  3. MORRE ZÉ DE NÉ - O HOMEM QUE LEVOU LULA PARA SÃO PAULO. COM ELE MORRE TAMBÉM O PRIMEIRO CAPITULO DA HISTÓRIA VIVA DO EX-PRESIDENTE.

    De José Sales (Criança), que enviou a matéria do blog para os muitos amigos espalhados pelo Brasil.

    ResponderExcluir
  4. Todo ser humano tem toda a liberdade de expressar suas opiniões contra a favor.Isto faz parte do processo democrático que tanto nós lutamos por décadas.

    Quando eu falava na Rádio Difurosa de Garanhuns era destaque em nossa cidade.

    Quando o Lula enfrentou todos os regimes e todos os governos o Brasil todo chiava e dizia coisas com coisas principalmente sobre aquelas BARBAS DO PROFETA.

    Imagine a alegria que esse cidadão de Caetés teve ao ver aquela pobre criança que ele levou em seu caminhão e se tornar o Presidente do Brasil que transformou todas as POLÍTICAS PÚBLICAS e todos os ÍNDICES ECONÔMICOS.

    Imagine ele dizer assim: a gasolina faz mais ou menos 10 anos que subiu muitíssimo pouco.Os proprietários de veículos puderam conviver de forma tranquila com aumentos pequenos e suaves.

    Agora,a classe dos políticos tidos como INTELECTUAIS aumentaram seus vencimentos em 61,83% e de uma tacada só aumentarem em R$ 10.000,00.

    Este, sim, foi o homem que bateu no peito e se orgulhou de ter levado uma pobre mãe em um pau de arara para São Paulo para não ver seus filhos morrerem de fome e de sede.

    Agora, sim, a históra é totalmente outra.Imagine se não houvesse o Bolsa Família criada por Fernando Henrique Cardoso e ampliada pelo filho ilustre que ele levou para São Paulo.

    Morre, portanto, o homem, mas fica o seu legado e sua história para ser contada e escrita pelos seus discípulos conforme fazemos nos bancos acadêmicos ao ler a história de um Sócrates, Platão e Aristóteles.

    De um caminhão andou um homem simples do povo.Tudo fizeram para destruí-lo com as armas, com o ódio,com palavras de comunistas e subserviço.

    Presenciei em Lagoa do Ouro na véspera das eleições de 2002 um cidadão dizer a mim o seguinte: " o sapo barbudo Lula quer ser Presidente do Brasil.Ele é tão covarde que a mãe dele vive em caetés(morreu em 19980 em São Paulo) passando fome e ele não manda nenhum tostão.A famíia dele é mundice lá em Caetés.O povo não quer um homem desse na Presidência do Brasil".

    Passados exatamente 10 anos e vemos um Brasil totalmente diferente.Um Nordeste aguardando a conclusão das obras de Transposições do Velho Chico (RIO SÃO FRANCISCO) e da Transnordestina,obras estas que deveriam ter sido iniciadas por Ernesto Geigel,João Figueiredo, José Sarney, Fernando Collor, Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso.

    Certamente, hoje o Nordeste seria outra imensamente melhor e existia mais água para todo o Nordeste Brasileiro.

    Parabéns, seu seu Zé de Né,o senhor apenas se transformou deixando uma história para ser contada e escrita por muitos que lhes admiraram.Que descanse em paz!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. um dos dinossauros da cultura nordestina! Uma lenda do agreste e sertão,saudades vô!

    ResponderExcluir
  6. Roberto

    Desde já agradeço a iniciativa, sempre é bom reavivar personagens políticos históricos da nossa sociedade; também o agradeço como familiar... o reconhecimento nos ajuda e conforta...

    Antes de mais nada, há um equívoco quanto a idade dele, ele tinha 88 anos quando de sua morte (nascido em 29.11.1924).

    Por fim, sob uma ótica interpessoal, ele gostaria de ser lembrado como um dos homens que mais fez amizades durante a vida. Todos eram tratados por ele como "amiguinhos" e, sem dúvida, essa foi sua grande habilidade: fazer amigos.

    Volto a lhe agradecer a iniciativa de reconhecimento do amiguinho Zé de Né. Parabéns pela valoração de personagens da nossa terra.

    Atenciosamente

    Jair Rocha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DEUS criou pessoas que são verdadeiras lendas que são insubistituiveis zé de né era uma delas descance em paz meu irmão.ass:Rosalve

      Excluir