GOVERNO DE PERNAMBUCO

GOVERNO DE PERNAMBUCO
Governo de Pernambuco

PREFEITO IZAÍAS RÉGIS DESMORALIZA E HUMILHA OS ESTAGIÁRIOS



Live com o prefeito Izaías Régis e o deputado Sivaldo Albino, produzida pela Rádio Jornal e conduzida pelo radialista Eduardo Peixoto, repercutiu bastante,  teve expressiva audiência e consequentemente reverberou em toda a cidade, com matérias sobre o "debate" nos blogs, outras emissoras de rádio e nas diversas mídias sociais.

Uma intervenção do prefeito, já no final do programa, causou especial rebuliço. Foi quando o gestor disse que Garanhuns não aguenta mais estagiários, que a seu ver prejudicaram muito a cidade.

Izaías se referia, no caso, a ex-prefeitos, que a seu ver não foram bem no mandato. E com isso também teve a intenção, certamente, de alertar para o eleitorado não fazer experiências, não apostar em quem nunca governou.

Deve considerar que a experiência de Silvino como vice de Zé Inácio e prefeito duas vezes torna ele mais capacitado para governar Garanhuns.

O prefeito, no entanto, talvez não tenha sabido se expressar muito bem. Se quis atingir Sivaldo,  atirou no próprio pé.

Senão, vejamos: Em primeiro lugar o político garanhuense, tão tarimbado, deputado estadual por 10 anos e há oito à frente dos destinos do município, humilhou e até desmoralizou com a figura do estagiário.

Estagiário, todo mundo sabe, é um jovem aprendiz, que na maioria das vezes, fazendo um curso superior, começa a trabalhar numa repartição pública ou empresa particular para ir se aperfeiçoando.

A própria prefeitura de Garanhuns tem estagiários, até mesmo na Secretaria de Comunicação.

Eles estão nos escritórios de advocacia, nas escolas, no Sesc, no Senac, até em hospitais, pois os estudantes de medicina fazem residência como um "estágio" para quando se tornarão de fato médicos.

Muitos que hoje brilham nos tribunais, nos meios de comunicação, nos consultórios, escritórios de engenharia ou de advocacia, começaram como estagiários.

Mas o prefeito, em sua fala, na prática desvalorizou os estagiários, minimizou o papel deles na sociedade e como que avisou representar eles um perigo, principalmente na vida pública.

Radialista Gláucio Costa, em seu programa, na Rádio Marano, levantou outra questão importante, logo depois de reproduzir a fala do prefeito.

"Quem são os estagiários?", perguntou o comunicador.

Como Izaías se referiu mais aos ex-prefeitos, podemos enumerar alguns nomes, os que vieram antes dele: Luiz Carlos de Oliveira, Silvino Duarte, Bartolomeu Quidute,  Ivo Amaral e José Inácio Rodrigues.

Será que algum desses, dois ou três foram para o gestor atual estagiários que "acabaram com Garanhuns".

Como Ivo antes de chegar à prefeitura já tinha sido vereador, vice-prefeito e deputado, talvez ele se refira mais a Luiz Carlos, Bartolomeu e José Inácio, que tiveram suas gestões bastantes criticadas.

Mesmo assim pega Silvino, que foi prefeito duas vezes, antes do atual, e foi vice de Zé Inácio.

Foi uma frase infeliz danada.

E não dá para ver em Sivaldo um estagiário. Afinal de contas, em sua própria fala o prefeito disse que antes de ser prefeito passou pela escola da Assembleia Legislativa.

A mesma escola onde hoje está o socialista, que além do mais foi vereador quatro vezes e Izaías, pra quem não sabe, na única vez que disputou uma vaga na Câmara teve menos de 100 votos.

Não é intenção aqui minha atacar o prefeito, não faço isso em jornalismo. Não deixo questões pessoais afetarem meu trabalho. O que faço é argumentar baseado nos fatos e contra eles não se pode brigar.

Além disso, já elogiei o político do PTB no passado. Lembro que em 2002 ele defendia Lula em praça pública, se elegeu deputado e 10 anos depois nos alimentou de esperança prometendo o melhor governo da história de Garanhuns.

Mas sabe o que eu acho, sinceramente? Que desde o apoio intempestivo a Jair Bolsonaro, em 2018, o prefeito anda um pouco perdido, errando muito, se comportando como os estagiários que ele tanto critica. 

*Ilustração reproduzida do site Besta Fubana. Chargista: Genildo.

3 comentários:

  1. É por falta de cognitivo ou é por maldade mesmo?
    O politicamente correto tá acabando com esse país, todo mundo entendeu perfeitamente, estagiários são bons, importantes em cargos específicos e assistidos, é claro que para o cargo de prefeito não cabe um inexperiente, não concordo com a posição do atual prefeito, principalmente se ele se dirigiu a Silvado, mais aí vitimização,espírito de vira-lata Mimimi, ninguém aguenta mais, tentar transformar a alusão que o prefeito fez em uma leitura de humilhação, é no mínimo de mal tom

    ResponderExcluir
  2. PAULO CAMELO: É uma discussão desnecessária entre dois representantes da burguesia. Lembrando que o segundo mandato do prefeito Izaías, termina em 31.12.2020. Então, pra que essa "Live"? É muita resenha. Não acha?

    ResponderExcluir
  3. PAULO CAMELO: A "Live" deveria ser com médicos onde fosse possível orientar a população sobre a COVID 19. Mas, com políticos profissionais é forçar a barra e fazer propaganda eleitoral. Não acha?

    ResponderExcluir