GOVERNO DE PERNAMBUCO

GOVERNO DE PERNAMBUCO
Governo de Pernambuco

PROFESSORES CONTRATADOS DE SÃO BENTO DO UNA TÊM CONTRATOS SUSPENSOS

O blog Jardim Agreste divulgou a seguinte informação:

Os professores contratados da Rede Municipal de Ensino de São Bento do Una-PE,  estão com os salários suspensos. 

Os contratos foram assinados, porém, por decreto da prefeitura, os professores, pais e mães de família, encontram-se sem renda e sem acesso ao auxílio emergencial do Governo Federal, por constar nos cadastros públicos que estão contratados.

Sendo assim, os professores se mobilizaram numa ação juntos para que o Ministério Público interfira a  favor desses pais e mães de família que estão enfrentando este momento de instabilidade.

Os professores se acham injustiçados pela decisão municipal, visto que as verbas federais destinadas à  educação do município não foram canceladas nem reduzidas. Muitos desses profissionais, têm se dedicado há anos à educação do município e reivindicam respeito e empatia neste momento triste por que passa nosso país e o mundo.

Eles apelam ainda para o fato de que a profissão de educador, já tão sofrida, não tenha na história da cidade este triste episódio, pois sempre se enalteceu a Educação em São Bento do Una, por meio de programas e ações da Secretaria de Educação. E sabe-se também que não há educação eficiente, nem propaganda que consiga maquiar um governo onde seus professores não são valorizados. E a real valorização do profissional é quando ele é bem remunerado, e se não está havendo nem a remuneração, recurso básico,  é porque o respeito e a dignidade não são parte deste governo.

A Prefeitura de São Bento do Una divulgou uma nota para esclarecer os fatos:

O município de São Bento do Una informa que tomou todas as medidas ao seu alcance para regularizar a situação cadastral dos beneficiários do Auxílio Emergencial de competência do Governo Federal, ao informar aos órgãos da previdência e Receita Federal, em tempo hábil, a baixa dos contratos cujo vinculo recente com o município estavam em aberto, cabendo aos órgãos do Governo Federal processar a informação.

Excepcionalmente, algumas pessoas que trabalharam em gestões anteriores ou em empresas privadas, cujo vinculo não foi encerrado em seu devido tempo, estão com dificuldades para obtenção do respectivo auxílio, em razão do rigor da análise promovida pelo Governo Federal.

Nestes casos, que o município não tem gerenciamento, foi disponibilizado servidor público para acompanhar a situação específica dessas pessoas, e uma equipe de competentes advogados através do Centro Especialidade de Assistência Social (CREAS) para acompanhamento judicial.

A presente nota esclarece boatos e informações deturpadas espalhadas contra o município, cujo objetivo é se aproveitar da situação de fragilidade das pessoas para causar desgaste.

Nos colocamos a disposição da sociedade para esclarecer quaisquer dúvidas.

Um comentário:

  1. Não tem justificativa. O correto é pagar. A verba do Fundeb é especifica para a Educação. Aí vem verba da Educacao e mais Auxilio Emergencial pelo Governo Federal.Obrigado

    ResponderExcluir