sábado, 18 de janeiro de 2020

THIAGO NAZAKONE, PERNAMBUCANO QUE TIROU NOTA MIL NA REDAÇÃO DO ENEM, GOSTA DE FILMES E FILOSOFIA


O resultado do Enem foi divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) nesta sexta-feira (17). Dos 3,9 milhões de participantes do Enem 2019, apenas 53 participantes a nota máxima. A maioria dos estudantes com mil na redação é de Minas Gerais, que teve 13 textos com a maior nota. Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro tiveram seis candidatos com nota mil, cada. Na região Sul do país, nenhum candidato conquistou a pontuação mais alta. Por outro lado, o Enem 2019 teve 4% dos participantes com nota zero na redação. Ao todo, 143.736 candidatos zeraram a prova. Os principais motivos para nota zero foram redações em branco (56.945), fuga ao tema (40.624) e cópia do texto motivador (23.265). A média ficou em 592,9, superior à registrada em 2018, que foi 522,8.

Na prova, que tinha como tema “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”, Thiago Nakazone, aluno do Colégio Boa Viagem (CBV), denunciou a elitização do cinema no país. “Argumentei que os ingressos são caros e que a maioria das salas de cinema está nos centros urbanos”, disse. Para iniciar o texto, o estudante mencionou o Cinema marginal, um movimento cinematográfico brasileiro que se propagou pelo país entre meados de 1968 e 1973. “Não costumo ler muitos livros, apesar de gostar de obras de suspense, mas consumo muita notícia e gosto muito de ver filmes”, contou.

Professora de redação de Thiago no cursinho, Fernanda Bérgamo ressaltou que o interesse do estudante por diversas artes e pela filosofia foram determinantes. “A nota mil para um candidato de 18 anos, que conseguiu esse resultado ainda no terceiro ano do ensino médio, mostra que a dedicação leva ao êxito. O que sempre chamava a minha atenção era que, nas aulas, ele sempre corrigia na redação seguinte as falhas que havia cometido na anterior”, afirmou. 

*Fonte: Diário de Pernambuco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário