domingo, 27 de outubro de 2019

GIVALDO PRESTIGIA BIENAL DO LIVRO DE GARANHUNS


Na noite deste sábado (26) a IV BIENAL Internacional do Livro, que acontece em Garanhuns de 23 a 27, lançou dois títulos “Luiz Pinto Ferreira - Último da Geração de Catedráticos” e “Dom Helder - Patrono dos Direitos Humanos e dos Pobres”, ambos de autoria do escritor Elias Roma Filho.
Presente na ocasião o empresário, acadêmico e homem público Givaldo Calado de Freitas disse que “ainda soam em meus ouvidos as palavras de meu grande mestre Pinto Ferreira ao dizer que ‘nas democracias o povo é a única fonte legítima de poder, sem tutelas de minorias dominantes’. Fui seu discípulo na Casa de Tobias, e ainda hoje o reverencio. A ele e a seu assistente Marcos de Barros Freire”
Sobre Dom Helder Camara, Givaldo disse que guarda consigo palavras daquele pastor, sobretudo ao se referir que ‘mais que comum dos dias, olhei o mais que pude os rostos dos pobres, gastos pela fome, esmagados pelas humilhações, e neles descobri teu rosto, Cristo ressuscitado.’ O arcebispado de Dom Helder foi conturbado por conta de sua cristã defesa dos pobres, a exemplo do que lhe ocorreu em 1967 com a censura a que fora vítima.”
CEAGANo sábado o pré-candidato a prefeito Givaldo Calado de Freitas, esteve em visita à Central de Abastecimento de Garanhuns - CEAGA, acompanhado de assessores e amigos.

Por onde passava, Givaldo era saudado como candidato por populares; por outros como futuro prefeito; e muitos a dizerem que agora têm em quem votar. Ainda que Givaldo é um homem sério e de palavra. Enfim, por onde o candidato passava, era festejado.
Givaldo saiu da CEAGA maravilhado, e a dizer a seus amigos e assessores que “quem planta colhe. Estou decidido que serei candidato a prefeito da minha cidade.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário