Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa
Assembleia Legislativa

quarta-feira, 17 de abril de 2019

EM 2020 SERÁ A VEZ DOS JOVENS EM GARANHUNS



Por Altamir Pinheiro


Nunca na história de Garanhuns haverá tantos jovens disputando um cargo legislativo e até mesmo executivo como no ano que se avizinha. Em 2020 vai ter uma tuia de candidatos jovens concorrendo à Casa Raimundo de Moraes e uns três ou quatro pretendentes a subirem as escadarias do Palácio Celso Galvão.  A geração de 20 a 30 anos poderá assumir na vida pública um BONDE que representantes da faixa dos 40 anos acreditam ter perdido.


Enfrentar essa lacuna é o desafio do momento e, sem isso, não haverá avanços. Do contrário, Garanhuns vai continuar no chove, mas não molha. Para que o processo político deste município e região comece a receber ou respirar oxigênio puro, é necessário que joguemos as sementes na terra. E as sementes que germinarão são os jovens. No nosso caso específico: ACORDA, GARANHUNS!!! MUDAR É MAIS QUE PRECISO!!!



A construção de um POLO INDUSTRIAL TURÍSTICO de Garanhuns depende inteiramente, pela sua garra, do jovem, deixando-se de lado o populismo e a demagogia, mas frisando em projeto - principalmente - de longo prazo, que tragam definitivamente uma solução para pontos turísticos das encostas do Magano à Boa vista e das planícies do arraial  à localidade de  Mané Chéu, pois o jovem é a força motriz da transformação política e do embelezamento dessa cidade serrana.  Chega de promessas vazias, dessa velharia política "enrolona", cheia de desculpas e subterfúgios. É de suma importância a renovação política de Garanhuns.  O que está aí, além de podre é arcaico. No dia-a-dia essas briguinhas e futricas de prefeitinhos com os mandatários do Estado causa uma forte repulsa não só aos jovens, mas em todos os quase 150 mil habitantes da terrinha.



Neste mundo da INTERNET ou de interatividade, a enorme capacidade da juventude garanhuense de assimilar as transformações tecnológicas interfere em como esses JOVENS  agem, pensam e levam seu ritmo de vida. Será que os políticos tradicionais de Garanhuns, candidatos a prefeito, vão saber pedir o voto ou dialogar com a JUVENTUDE DIGITAL?!?!?! DU-VI-DE-Ó-DÓ!!!  Os políticos da velha guarda não falam a língua dos jovens, pois os eleitores que inundam as redes sociais e que formam os grupos do WhatSap, Facebook e Instagram, além do Twitter,  pensam Garanhuns com a cabeça voltada para o futuro. Enquanto os políticos ultrapassados e candidatos a prefeito só querem saber ou vivem presos ao passado.



Em caráter de urgência, urgentíssima, nossa cidade precisa de jovens que se envolvam na política, pois estamos carentes de jovens com atitudes. É preciso enxergar erros e retificar  rumos. Até porque os políticos das antigas andam no ritmo do Martinho da Vila, que é devagar, devagarinho... Dessa turma de coroas que se dizem candidatos a prefeito, se você esperava algo inovador, convém tirar o cavalinho da chuva ou então puxar uma cadeira. Pode ser que ele venha, mas vai demorar a chegar.  Com uma exceção aqui outra acolá,  a velha guarda, político e administrativamente falando não tem nada a nos oferecer e ZEFINIR!!!


Contudo, esperamos que em 2020 os jovens garanhuenses estejam na ponta dos cascos cada vez mais participando da política, seja da forma que eles acreditam por serem mais efetivas, por exemplo seu espaço para mecanismos de busca e mídias coletivas, através das redes sociais, pois,    Garanhuns só terá a ganhar!!! E MAIS: temos de correr contra o tempo e exigimos que a juventude com seus 20, 30 e 35 anos, juntos, acelerem o passo, aqui em Garanhuns, porque temos pressa. Afinal de contas, copiando o dramaturgo e escritor francês Victor Hugo (autor do livro O Corcunda de Notre-Dame): 40 anos é VELHICE para a juventude, e 50 anos é JUVENTUDE para a velhice...


*Foto que ilustra a matéria: cena do filme "Somos tão Jovens".

Um comentário: