ALEPE

ALEPE
ALEPE

quarta-feira, 27 de março de 2019

BOLSONARO E MORO SOFREM DERROTAS NA CÂMARA



Collor de Melo caiu porque perdeu o apoio da maioria dos deputados federais e senadores. O mesmo aconteceu com Dilma Rousseff. É bom o presidente Jair Bolsonaro se cuidar, pois o atual parlamento já deu mostras que o capitão não vai fazer o que bem quer no Congresso Nacional.
Nesta terça-feira, dia 27, Bolsonaro e o ministro Sérgio Moro sofreram derrotas acachapantes na Câmara Federal, com Rodrigo Maia deixando claro que ninguém governa sem o apoio dos deputados.
Foram cinco as derrotas do governo em um só dia:
1ª)   Uma comissão foi criada para avaliar o pacote anticrime de Moro com o Ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes. A maioria das medidas do ex-juiz de Curitiba foram descartadas e o foco passa a ser o combate ao crime organizado.  Segundo o site Brasil 247 a TV Globo passou o recibo e choramingou a derrota do ministro no Jornal Nacional.
2ª)   No início da tarde da terça os líderes dos partidos do Centrão assinaram manifesto se dizendo a favor da reforma da previdência, mas contra a desconstitucionalização da previdência, medida que dava ao governo o poder de mexer nas regras por lei complementar, sem necessidade de quórum qualificado.
3ª)   O mesmo documento anuncia que estes partidos votarão contra as mudanças nas regras para concessão da aposentadoria rural. Parlamentares se posicionam contra medidas que afetam os mais pobres.
4ª)    O documento diz ainda que os partidos votarão contra as mudanças Benefício de Prestação Continuada (BCP), um auxílio de um salário mínimo para idosos pobres. Ministro Paulo Guedes queria reduzir o valor para 400 reais.
5ª)    À noite, o plenário da Câmara aprovou com mais de 400 votos uma emenda constitucional tornando as emendas de bancada obrigatórias e aumentando o percentual destinado a elas de 0.6 para 1% da receita corrente líquida do ano anterior. O governo diz que a medida aumenta gastos e eleva o engessamento do orçamento federal para 97%.
Pelo comportamento dos deputados na votação dessas matérias, fica claro que o governo terá muita dificuldade para aprovar a reforma da previdência.

Um comentário:

  1. O BOLINHA, que teve uma votação maciça do PSL, PT e PC do B para se eleger Presidente da Câmara tenta ESTROPIAR a autoridade mais respeitada no Brasil. Trata-se do competente e corajoso MORO. Na biografia do Super Ministro da Justiça sobra inteligência, cultura, preparo, serenidade, coragem, sinceridade, equilíbrio e clareza dos fatos.

    EIS O QUE DISSE O EXEMPLO DE HOMEM PROBO DESTE PAÍS:

    “Sobre as declarações do Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, esclareço que apresentei, em nome do Governo do presidente Jair Bolsonaro, um projeto de lei inovador e amplo contra crime organizado, contra crimes violentos e corrupção, flagelos contra o povo brasileiro. A única expectativa que tenho, atendendo aos anseios da sociedade contra o crime, é que o projeto tramite regularmente e seja debatido e aprimorado pelo Congresso Nacional com a urgência que o caso requer. Talvez alguns entendam que o combate ao crime pode ser adiado indefinidamente, mas o povo brasileiro não aguenta mais. Essas questões sempre foram tratadas com respeito e cordialidade com o Presidente da Câmara, e espero que o mesmo possa ocorrer com o projeto e com quem o propôs. Não por questões pessoais, mas por respeito ao cargo e ao amplo desejo do povo brasileiro de viver em um país menos corrupto e mais seguro. Que Deus abençoe essa grande nação”.

    ResponderExcluir