SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

TODOS OS DEMOCRATAS SE UNEM A HADDAD



Givaldo Calado, ex-vereador de Garanhuns, empresário bem-sucedido na cidade, escritor dos bons, está do lado da democracia. Como sempre esteve. No primeiro turno ele escreveu três artigos neste blog explicando o porquê de Haddad ser a melhor opção para o Brasil.

Hoje Givaldo não mandou um artigo, mas uma imagem significativa da grande união de líderes que apesar das divergências, agora, neste momento, estão no mesmo palanque, pela paz e pela democracia.

Como você vê na imagem acima, até o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que fez críticas pesadas ao PT no primeiro turno, está com Fernando Haddad. Ele, como Ciro, Marina e Boulos, sabe que o Brasil não pode voltar aos tempos sombrios da ditadura militar de 1964, que torturou e matou centenas de jovens e trabalhadores.

Ditadura e tortura nunca mais. Parabéns Givaldo por estar do lado certo da história!

Um comentário:

  1. Quando SÃO PAULO vira a partida faltando apenas 3 dias para as eleições com Fernando Haddad saindo de 19,7% para 51% na capital mostra uma evolução extraordinária e a concepção dos eleitores paulistanos de que existe uma grande possibilidade do Brasil ter uma guerra civil,uma intervenção militar e o fechamento do congresso nacional e assim votarmos a ditadura de 1964.


    Quando o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o o presidente do PSDB de São Paulo declarem apoio ao candidato Professor e Advogado,mestrado em economia e Dr. em filosofia e Professor da USP de Sáo Paulo Fernando Haddad é porque a democracia brasileira está em risco.

    Eu sempre disse que São Paulo é quem vai decidir esta eleição de presidente juntamente com o Nordeste brasileiro que quer ver Fernando Haddad Presidente.

    0 encontro ontem em Recife com mais de 100.000 pessoas mostrou a grande virada.0 que os pernambucanos sabem fazer na hora em que as coisas ficam difíceis.

    Foi assim em 2014 quando Paulo Câmara e Marina Silva tiveram mais de 3.500.00 votos no primeiro turno e no segundo turno Dilma e Lula com o PT tiveram mais de 3.400.000 votos.

    0s trabalhadores brasileiro estarão votando em 28 de outubro de 2018 cientes da responsabilidade que terão com futuro do Brasil.

    ResponderExcluir