terça-feira, 17 de abril de 2018

PCB CONDENA AGRESSÃO DOS EUA À SÍRIA

O Partido Comunista Brasileiro (PCB) manifesta seu repúdio e indignação contra o ataque brutal contra a Síria, violando todas as normas do direito internacional, inclusive sem autorização do Conselho de Segurança das Nações Unidas e sequer do Congresso norte-americano. Esse ataque brutal, realizado pelos Estados Unidos e seguido pela Inglaterra e França, foi realizado sob o pretexto mentiroso de que a Síria teria realizado ataque com armas químicas contra uma região do País, mentira que foi propagada e manipulada pelos órgãos de informação imperialistas para justificar o ataque. Na verdade, essa agressão é apenas uma vingança imperialista pelas derrotas sofridas no campo de batalha pelos mercenários apoiados pelo Ocidente diante do Exército Árabe Sírio.

Como ficou amplamente comprovado por organizações independentes, o suposto ataque químico foi uma encenação teatral montada por uma ONG controlada pela CIA, através de vídeos encenados, nos quais se mostravam pessoas atingidas pelos gases químicos. Trata-se de uma acusação ridícula, pois nenhum hospital registrou a entrada de pessoas contaminadas e ninguém na região viu esses ataques. Além disso, se o Exército sírio tinha acabado de libertar a região, porque iria atacar as pessoas com armas químicas? Como ocorreu no Iraque, onde se justificou a invasão do Pais, sob o pretexto de que Sadam Hussein teria armas de destruição em massa e que depois se comprovaram ser uma informação mentirosa, agora o imperialismo ser utiliza dos mesmos artifícios para atacar a Síria. Um velho truque típico do imperialismo decadente.
Essa brutal agressão também é parte da política guerreira do imperialismo diante da impossibilidade de resolver a crise sistêmica global que já vem castigando o sistema capitalista há cerca de 10 anos, cujo resultado foi a invasão do Iraque, da Líbia e agora da Síria. Vale ressaltar que as agressões imperialistas visam ainda o saque das riquezas minerais dos países invadidos, como aconteceu no Iraque e na Líbia, cujo petróleo e gás estão sendo controlados pelas empresas multinacionais imperialistas. Vale lembrar que a Síria, além de ser produtora de petróleo, está situada no entroncamento do gasoduto de petróleo e gás fornecido pelo Irã e pelo Iraque.
O PCB, coerente com sua posição de autodeterminação dos povos e levando em conta que nenhum País tem o direito de decidir quem deve governar a Síria, conclama todas as forças antimperialistas do mundo e do Brasil a protestar contra mais essa agressão imperialista e realizar manifestações diante da embaixada norte-americana e nos consulados para manifestar o protesto do mundo contra a barbárie imperialista.
Comissão Política Nacional do PCB
*Apoio do PCB Garanhuns.

Nenhum comentário:

Postar um comentário