Prefeitura de Garanhuns

Prefeitura de Garanhuns
Prefeitura de Garanhuns

sábado, 17 de março de 2018

DONA ANTÔNIA, UMA PIONEIRA NA POLÍTICA DO AGRESTE



Júnior Almeida postou a foto acima e informou:

"Com Dona Antônia, do Povoado Alegre, a primeira mulher a se eleger vereadora em Capoeiras na década de 1970".

O comerciante Zequinha Soares, comentou: “ Dona Antônia mesmo sem ser vereadora é a maior representante do Alegre,  tanto é que sempre que uma autoridade vai ao povoado a primeira coisa que faz visitá-la.  E nós que não somos autoridade,  se formos ao Alegre e não a vermos é como se não tivéssemos ido lá.  E pra quem não sabe o saudoso Sr. Miguel Nezinho,  esposo dela,  era meu tio”.

Dona Antônia é uma grande figura humana e mesmo depois que deixou de ser vereadora sempre exerceu liderança no distrito de Capoeiras. Conviveu com diversos prefeitos, educou bem os filhos, as mulheres quase todas professoras.

Capoeiras já teve outras vereadoras, como Fátima Vieira e Cleonice Reino. Hoje tem Verônica e Carla, que já está, salvo engano, no terceiro mandato.

Mas a pioneira mesmo é Dona Antônia, um personagem importante na história de Capoeiras.

Muito antes do município sonhar em eleger uma mulher para a Prefeitura (a primeira foi Neide Reino eleita em 2012 e reeleita em 2016), Dona Antônia se elegeu para representar a população na Câmara Municipal.

É uma pioneira não só em Capoeiras, mas em toda região do Agreste Meridional. Quando ela conseguiu um mandato nas urnas nem Garanhuns tinha ainda tido uma mulher no Legislativo Municipal, o que só aconteceu anos depois, com Margarida Cardoso.

Um comentário:

  1. UMA HISTÓRIA DE VIDA brilhante e real.As mulheres ainda sofrem nas mãos de homens brutos e ignorantes.As mulheres ainda são minorias na sociedade brasileira e algumas que tem coragem de lutar e defender a classe sofrem perseguições e outras são brutalmente assassinadas como foi o caso da Vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco.

    Lembro -me quando via a jornalista e ex-deputada Cristina Tavares Correia nos palanques discursando e muitos homens diziam,lugar de mulher é na cozinha.E alguns diziam que ela gosta de tomar uma caipirinha como se fosse a pior coisa do mundo.

    Tive a felicidade de conhecer Cristina Tavares em Recife.Nos movimentos sociais lutando pelas mulheres e pela classe pobre do Brasil.

    Fui vereador por 3 legislaturas e vi uma mulher lutar e sua luta foi em prol dos pobres e doentes.Quando ela não foi reconhecida nas votações subsequentes resolveu abandonar o seu trabalho e foi juntar dinheiro para comprar o eleitorado.Terminou gastando o que não tinha e perdeu a eleição.

    Mulheres,vocês são a razão do nosso viver.Vocês ainda são minorias e os homens massacram vocês com suas corrupções eleitorais neste Brasil inteiro.

    ResponderExcluir