terça-feira, 12 de dezembro de 2017

POLICIAL PUBLICA CARTA ABERTA CONTRA BOLSONARO

Por Junior Almeida

Está causando frisson nas redes sociais um texto que a policial civil do Estado de São Paulo, Mariana Lincoln Von (foto), postou no seu Facebook (aqui) na última quinta-feira (7). A postagem já estava até o momento dessa matéria com aproximadamente 3 mil compartilhamentos. Ao contrário da maioria dos seus colegas de profissão, a bonita profissional da área de segurança pública, não compactua com as ideias polêmicas do deputado federal e pré-candidato a presidente Jair Bolsonaro, muito pelo contrário. Mariana rebate com argumentos consistentes as falácias do parlamentar. Abaixo o texto de Mariana:

Eu não seria eu se não expusesse MINHA opinião só para não desagradar a maioria e com isso perder seguidores.
Sim, sou POLICIAL e não vou votar no Bolsonaro porque antes disso, sou MULHER, CIDADÃ e estudei história.
Mas vamos falar da opinião da MULHER POLICIAL há 16 anos.

Em 26 anos como Parlamentar quantas leis esse senhor aprovou para melhoria, auxílio, apoio ou evolução do trabalho policial no Brasil??
Dizer que vai dar carta branca para a polícia matar? A polícia já mata, minha gente, e pior, morre também, e muito! As forças policiais do Brasil foram consideradas as que mais matam no mundo e mesmo assim o tráfico não diminuiu, ao contrário, aumentou. As drogas não são mais raras, ao contrário, estão mais acessíveis.

Não posso votar num cara que se especializou no discurso de ódio, sempre atacando mulheres, gays, negros, refugiados, sobretudo quando pobres. Chegou a dizer que Quilombolas “não deveriam procriar”, que os refugiados sírios e haitianos eram escórias, que mulheres deveriam receber salários menores, que preferia ver um filho morto a se declarar gay e que a ditadura militar matou pouco. 

Enfim, passou três décadas agredindo militantes de esquerda, gays, mulheres, negros. Além de fazer apologia ao estupro e ao assassinato. Desta forma, ganhou notoriedade não pelo que produziu como parlamentar – praticamente nada –, mas pelo discurso de ódio contra as minorias.

O que ele tem a oferecer é mais violência, medo e ódio. É mais rancor, mais frustração, mais retaliação, mais tiro, mais sangue, mais morte, mais homicídios. Isso que ele está prometendo e tem a oferecer para o povo brasileiro é o inferno para nós policiais competentes e bons servidores, que acabamos sendo vítimas de assassinatos, muitos desses gerados por essa lógica belicista e de culto ao ódio (o Brasil é também campeão mundial em mortes de policiais). Tudo isso para compensar o desemprego, a precarização do trabalho, a precariedade dos serviços públicos de saúde, educação e assistência social, a falta de moradia, a desigualdade socioeconômica.

Enfim, por todo o exposto e por defender a construção de uma sociedade livre, justa e solidária; que possa garantir o desenvolvimento nacional, a erradicação da pobreza e da marginalização, a redução das desigualdades sociais e regionais, e que promova o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade, orientação sexual e quaisquer outras formas de discriminação, é que jamais votaria no JAIR BOLSONARO.

Ao final do seu texto, Mariana ainda deixou várias hastags que podem ser entendidas como um desabafo. Foram elas:

#ochoroélivre #podemmejulgar #falomesmo #lugardemulheréondeelaquiser #policiacivil #pcsp #mulheresnapoliciacivil


12 comentários:

  1. A criminalidade só aumenta graças a mentalidade condescendente e até cúmplice de gente lobotomizada pelo pensamento esquerdista assassino. A criminalidade nos níveis do Brasil só pode ser explicada por uma doença mental coletiva chamada ‘pensamento esquerdista’, que busca instrumentalizar a pobreza e com ela justificar crimes. CRIMINALIDADE VIOLENTA SÓ PODE SER COMBATIDA COM VIOLÊNCIA MAIOR E EM SENTIDO CONTRÁRIO!

    Nunca deve se debater ou argumentar com quem quer te matar. Isso é uma obviedade que os ditos sabichões da segurança pública ignoram por completo.

    ResponderExcluir
  2. "CRIMINALIDADE VIOLENTA SÓ PODE SER COMBATIDA COM VIOLÊNCIA MAIOR E EM SENTIDO CONTRÁRIO!''

    Fogo não apaga fogo. Só provoca um incêndio maior.

    ResponderExcluir
  3. Excelente texto , objetivo e claro parabéns

    ResponderExcluir
  4. Excelente texto , objetivo e claro parabéns

    ResponderExcluir
  5. O texto DELA é muito BOM... Simplesmente, vou COMPARTILHAR... - Nenhuma verdade sobre a nossa maldita realidade deve ser ocultada! – Ao contrário, DEVE SER DIFUNDIDA AO MÁXIMO!! – P A R A B É N S, Maria Lincoln !!!

    ResponderExcluir
  6. Bravíssima!!! Texto coerente e fundamentado no discurso do próprio Bolsonaro, que ao meu ver, parece um mentecapto...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris: - Bolsordinário não parece ser... Ele, além de mentecapto, é muito mais: truculento, cafajeste, arrogante, prepotente, ordinário. E pretende enganar esse povão! Povo que se ilude com quaisquer aventureiros de plantão! - Infelizmente a nossa realidade está muito mais para os aventureiros do que para as pessoas bem-intencionadas e de boa-fé! - Entre estes (bem-intencionados) não há alternativas nem opções: não temos nem em quem votar! Triste realidade. - 2. Quanto ao texto da policial, li e reli. Não encontrei contradições em lugar algum. - assinei embaixo das palavras DELA !! /.

      Excluir
  7. Pra quem disse ser uma policial e ter estudado história, eu pensei q ela fosse escrever algo mais coerente.É por causa de pessoas com esse pensamento que esse país está essa porcaria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse indivíduo não entende nem de porcarias... Muito menos de regimes políticos... E das mazelas dos regimes corruptos pela própria natureza... Vir dizer que é por causa de uma policial é que o país está uma porcaria... Só mesmo um estúpido analfabeto!!

      Excluir
  8. ANTIGAMENTE,policial vivia as escondidas com uma vontade de falar,mas não podia.Ser policial era apenas servir a Pátria,balançar a cabeça e ficar calado.A grande maioria não tinha a liberdade de expressão.A grande maioria eram pessoas sem formação nenhuma e conhecimento muito pouco do mundo da violência,suas causas e efeitos.

    SALÁRIOS,tinham que recebê-los caladinhos.
    CARROS,a polícia tinha que andar a pé.

    TELEFONES,quando eu fui presidente do Conselho da Paz em Lagoa do Ouro doei o aparelho de Telefone porque tinha uma linha,mas não tinha o aparelho.

    VIATURAS,quando o governador Mendonça Filho assumiu numa reunião do Conselho eu perguntei aos comandantes se era justo e correto uma viatura passar 10 meses quebrada porque o Estado não podia consertar.

    Em 1989 saímos de Lagoa do Ouro 15 homens e fomos falar com Miguel Arraes e chegando lá ao lado do Manoel Tenório Lula e Manoel Alves de Souza de Bom Conselho e Saloá,o ex-governador assim se expressou:

    "Vocês vieram aqui para tirar um sargento que é contra vocês.Vocês somente tem um e eu tenho mais de 100 contra mim.As polícias passam fome e no dia que nós pagarmos melhor e dermos condições de trabalho eles e elas ficarão ao nosso lado.

    Em 2006 o último ano do governo Jarbas Vasconcelos /Mendonça Filho a choradeira ainda era muito grande.

    Em trabalhei na barreira fixa de Bom Conselho de 2006 a 2008 e muitos colegas de profissão negavam o computador interligado na Internet aos policiais nas horas de folga.Alguns diziam que as polícias lá e a gente aqui.Como se eles não fossem servidores públicos iguais a nós.

    0s policiais de ontem são muito diferentes dos de hoje.Muitos se evoluíram e passaram a ser pessoas importantes e indispensáveis na sociedade moderna do Brasil.

    Respeito todos os militares e todos os civis que opinam,dizem,divergem,comungam com os nossos ideais,porém suas críticas também são valiosas na reconstrução de um país sem violência,com mais paz e segurança para todos.

    Quando as polícias salvam vidas temos que aplaudir e quando elas usam a força para salvar vidas também temos que aplaudir.Uma sociedade organizada precisa cada vez mais da presença das polícias para salvaguardar o direito do cidadão de ir e vir ao seu trabalho e ao seu lazer.Viva a democracia brasileira!

    ResponderExcluir