sexta-feira, 15 de setembro de 2017

ESTIAGEM AFETOU PRODUÇÃO DE MANDIOCA NO AGRESTE

Preocupada com a crise na produção da mandioca no agreste do estado, gerada pelo extenso período de seca, a ex-prefeita de Jupi, Celina Brito, procurou o deputado estadual Claudiano Filho na tarde da última quinta-feira (14) para solicitar uma articulação do parlamentar junto ao governo do estado no sentido de tentar estimular o setor.

Cultivar essa raiz para sua própria alimentação ou dos rebanhos torna- se uma das poucas opções econômicas para muitos pequenos agricultores de municípios da região. Estimular a cadeia produtiva da mandioca é uma forma de favorecer sua consolidação como fator de crescimento e desenvolvimento. "Mais que um apoio a um importante segmento econômico, o incentivo a essa produção é o reconhecimento de uma cultura ancestral, que fortalece laços sociais e culturais de um povo", afirmou Celina.

Além de Jupi, em municípios como Jucati, Calçado entre outros, a cadeia produtiva da mandioca é uma das principais atividades agrícolas e abriga inúmeras casas-de-farinha. Devido à crise no setor, estão se fechando várias dessas casas e as perspectivas de geração de emprego sendo diminuídas entre a população.

A condição de manutenção dessa cadeia produtiva está esgotada. Os pequenos agricultores já não conseguem comprar a maniva para plantação porque no mercado local já não se encontra e para comprar em outros estados o preço dispara, o que torna inviável para eles.


Tendo conhecimento da gravidade do problema enfrentado pelos municípios em ralação a essa cadeia produtiva específica, o deputado quer mobilizar para que o governo compre e forneça gratuitamente aos pequenos produtores a maniva, material promissor para plantio, para garantir então o desenvolvimento do setor mandioqueiro e as perspectivas de uma melhor condição de vida a essa população. "É preciso garantir o potencial de produção e assim melhorar a qualidade de vida das famílias agricultoras", afirma Claudiano Filho.

*Na foto a ex-prefeita de Jupi com o deputado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário