GOVERNO DE PERNAMBUCO

GOVERNO DE PERNAMBUCO
Presença do Governo no Agreste Meridional

Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

terça-feira, 29 de agosto de 2017

PREFEITO DO RIO DE JANEIRO MISTURA POLÍTICA E RELIGIÃO

Na Câmara Federal o deputado Átila Nunes, do PMDB do Rio de Janeiro, fez um discurso denunciando que o prefeito da cidade, Marcelo Crivella (PRB), está tentando impor sua religião, da Igreja Universal do Reino de Deus, aos servidores municipais.

Átila lembrou que o Brasil é um estado laico e sendo assim as pessoas – servidores públicos ou não – têm o direito de escolher a religião que desejam seguir, seja ela católica, espírita,  evangélica ou qualquer outra.

Durante seu discurso, o deputado fluminense foi interrompido aos gritos por deputados ligados ao bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal e teve que se impor para terminar de falar.

Segundo o peemedebista, o prefeito do Rio chegou a promover uma pesquisa entre os servidores, para saber a religião de cada um e os funcionários só podiam declarar uma das três opções: se evangélico, católico ou espírita.

“O Estado laico assegura o direito de qualquer religião ou mesmo de não ter nenhuma”, frisou Átila.

De acordo com as pesquisas de opinião pública há muita insatisfação com o prefeito Marcelo Crivella, que vem sendo considerado um desastre até o momento.

Veja o leitor a que ponto chegamos no Brasil: as duas maiores cidades do país hoje são governadas por fakes.

São Paulo tem à frente o mauricinho João Dória, um Collor recauchutado, que passa mais tempo viajando do que cuidando da cidade.


No Rio, é esse Crivella, até o momento sem demonstrar vocação para administrador e que ainda por cima tentando impor sua religião ao funcionalismo público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário