Governo Municipal

Governo Municipal
Juntos por uma Grande Cidade

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

sábado, 1 de julho de 2017

PROMOTOR NÃO VÊ CRIME NA CONTRATAÇÃO DE ARTISTAS

Em entrevista ao comunicador Eduardo Peixoto, da Rádio Jornal, o promotor Domingos Sávio é bastante comedido e prudente ao falar sobre a questão dos “superfaturamentos” dos shows de Ana Carolina e Capital Inicial, no Festival de Inverno de 2015.

É uma questão que vem se arrastando nos últimos dois anos, com denúncias por parte da oposição e somente agora uma conclusão da investigação, por parte do Ministério Público.

De acordo com Dr. Domingos na investigação se concluiu que os referidos shows foram pagos um pouco além do valor de mercado (na época), totalizando em gasto a mais pelo município (que contratou os artistas), uma importância próxima dos R$ 140 mil.

Mas o promotor enfatiza, na entrevista ao radialista Eduardo Peixoto, que os valores pagos a mais podem ter configurado um erro ou falha, sem significar necessariamente o “enriquecimento ilícito” por parte de algum agente público.

O promotor, que ainda irá notificar a Prefeitura de Garanhuns na próxima semana, sobre o caso, não apontou nenhum crime nas contratações citadas, se dando por satisfeito em que empresas e secretários envolvidos devolvam a diferença aos cofres públicos.

Neste caso, dá a entender Domingos Sávio, estará tudo resolvido.


“Não se percebeu nenhuma ilicitude no episódio”, frisa o representante do Ministério Público na entrevista a Rádio Jornal.

*Na foto o promotor Domingos Sávio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário