Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

terça-feira, 2 de maio de 2017

PADRE ÉMERSON RECEBE SOLIDARIEDADE DA POPULAÇÃO

Padre José Émerson, capelão do Santuário da Mãe Rainha e diretor do Colégio Diocesano de Garanhuns é mesmo uma pessoa muito querida na cidade.

Depois que o blog publicou uma mensagem do professor Carlos Catão, informando que uma entrevista do sacerdote foi interrompida na Rádio Marano, porque Émerson se posicionou a favor da greve geral (do dia 28 de abril), foram inúmeros os comentários de solidariedade ao pároco.

Uma fonte revelou ao blog que padre Émerson recebeu dezenas de mensagens pelo WhatsApp, de garanhuenses e moradores de outras cidades da região, prestando solidariedade ao mesmo.

Nos grupos do Facebook locais também foram inúmeros os comentários de pessoas demonstrando o seu carinho pelo religioso.

O próprio radialista Marcelo Jorge, que apresenta o programa Falando com o Agreste, na Marano FM, teria telefonado para o padre e explicado que não cortara sua entrevista, como foi divulgado, mas apenas tivera de parar porque o seu horário na emissora já tinha terminado.

Na verdade o episódio só fez comprovar o prestígio do sacerdote, que desde sua passagem pela Paróquia da Boa Vista se transformou numa espécie de “padre super star” de Garanhuns e do Agreste Meridional.

Quanto ao fato dele ter apoiado a greve, apenas ficou em sintonia com o seu bispo e a maioria dos integrantes da Igreja Católica, que estão ao lado do povo e dos trabalhadores, no momento em que tantos estão tendo seus direitos ameaçados por um governo voltado só para os interesses dos patrões e da elite brasileira.

Os que são realmente grandes, líderes, os que têm carisma e são queridos pelo povo, crescem até nas adversidades ou quando tentam atropelá-los. 

Um comentário:

  1. Interromperam a fala do padre na rádio, Que já foi explicado por Marcelo que por falta de tempo pois o mesmo tinha que entregar o horário a outro programa, coisa que pode ser corrigido a qualquer momento com um simples convite de Marcelo Jorge ao padre para defender sua posição com um tempo mais confortável em seu programa.
    Agora eu pergunto quem vai rever os valores perdidos pelo comércio, quando os lojistas acuados foram obrigados a fechar as portas por boa parte da manhã, comércio esse que é o principal gerador de emprego da nossa região,
    Quem vai reparar as horas que os comerciantes ficaram sem vender ? Causando prejuízo ao comércio quem? Quem ?
    Francamente temos que nos preocupar com o que realmente importa, essa tentativa frustrada de parar o país do último dia 28 estava 80% dos que lá estavam nem sabem porque lá foram, vamos deixar de fanatismo barato , por pessoas,partido político ou qualquer outra coisa, o fanatismo principalmente o partidário é um dos responsáveis por essa crise toda.

    ResponderExcluir