Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

domingo, 28 de maio de 2017

O FREVO CHORA A MORTE DE EXPEDITO BARACHO

Pernambuco perdeu na manhã deste sábado (27) o talento do cantor e compositor Expedito Baracho, que nasceu no interior do Rio Grande do Norte, mas se radicou em nosso Estado desde os 13 anos de idade.
Foi um dos grandes divulgadores do frevo, como Claudionor Germano e dois compositores que ele gravou muito: Capiba e Nelson Ferreira.

Baracho sentiu-se mal, ontem pela manhã, teve duas paradas cardíacas e morreu, deixando enlutados à família, os amigos do meio artístico, admiradores e todos que valorizam a cultura pernambucana.

O cantor será sepultado neste domingo, às 11h, no cemitério de Santo Amaro, próximo ao centro do Recife.

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), divulgou nota à imprensa, lamentando a morte de Expedito Baracho:

"Perdemos uma das maiores vozes da música popular brasileira com a morte de Expedito Baracho. Pernambucano por adoção, o potiguar teve uma longa e produtiva produção artística, seja interpretando clássicos do frevo ou músicas românticas. Baracho foi referência para várias gerações de músicos pernambucanos. Meus sinceros sentimentos solidariedade aos seus familiares e amigos", comentou o governante.

No vídeo do YouTube disponibilizado no link abaixo, você pode ouvir o bonito frevo de Capita, “Trombone de Prata”, interpretado por Baracho. Uma beleza que vale a pena ver e ouvir:



Foto: Diário de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário