Garanhuns

Garanhuns
Fique em dia com Garanhuns

GOVERNO DE PERNAMBUCO

GOVERNO DE PERNAMBUCO
Presença do Governo no Agreste Meridional

segunda-feira, 29 de maio de 2017

14 CIDADES DE PERNAMBUCO EM ESTADO DE CALAMIDADE

Catorze municípios de Pernambuco estão em estado de calamidade, em função das chuvas forte que caem no Agreste, Mata, Sertão e Região Metropolitana do Recife.

Outras cidades, como Caruaru, principal centro urbano do Agreste pernambucano, estão em estado de emergência,  decretado pela prefeitura.

As chuvas causaram estragos físicos e até mortes, como ocorreu em Lagoa dos Gatos, também na região Agreste, onde um casal morreu soterrado.

Segundo representantes do Governo do Estado choveu 140 mm em Pernambuco, nos últimos dias, volume superior ao de 2010, quando as águas provocaram ainda mais estrago de que este ano.

Embora Caruaru tenha sofrido muito com o aguaceiro, tendo a prefeita Raquel Lyra visitado as áreas mais atingidas e se reunido no Recife com o governador Paulo Câmara e o presidente Michel Temer (o peemedebista esteve em Alagoas e Pernambuco, no domingo), foi na Zona da Mata que a situação se tornou mais grave.

Palmares, que sete anos atrás ficou parcialmente destruída, com a enchente, voltou a sofrer sérios danos com a chuva, assim como outras cidades da região da Mata.

De acordo com o Governo Estadual, as seguintes cidades pernambucanas estão em estado de calamidade:

Amaraji, Água Preta, Barra de Guabiraba, Barreiros, Belém de Maria,  Catende, Cortês, Jaqueira, Maraial,  Palmares, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul e Gameleira.

Durante a sua visita a Pernambuco, o presidente Michel Temer anunciou a liberação  de cerca de R$ 600 milhões para combater os danos causados pelas enchentes.


A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, disse que o município precisa receber o mesmo tratamento dispensado as cidades da Zona da Mata, uma vez que os estragos causados na capital do forró também foram imensos.

Em Garanhuns, Angelim, Palmeirina e outras cidades do Agreste Meridional onde também as chuvas foram intensas, não foram registrados fatos mais graves, como aconteceu em Caruaru e nas cidades da Zona da Mata.

*Fotos (NE 10 e G1): Cidade da Zona da Mata que não foi identificada no site; 2) Caruaru; 3) Prefeita visita bairro na capital do agreste; 4) Barra da Guabiraba, no interior pernambucano.

Um comentário:

  1. TERRÍVEL... A seca mata a metade.. Depois vem a chuva e MATA o RESTANTE!!! - E o povo ainda fica agarrando-se com rezas??!! /.

    ResponderExcluir