Governo Municipal

Governo Municipal
Juntos por uma Grande Cidade

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

terça-feira, 25 de abril de 2017

PAULO CÂMARA APÓIA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Por Junior Almeida

Depois de várias lideranças e setores da sociedade organizada se manifestarem contra a reforma da previdência, mudança que deixará a maioria dos brasileiros sem aposentadoria, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, decidiu não ouvir o clamor popular e nem o seu partido PSB e disse que apóia as reformas pretendidas pelo Governo.

Aqui na região o prefeito de Caetés, Armando Duarte já se declarou contrário às reformas, assim como também algumas lideranças de Capoeiras. Na capital, o Acerbisbo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido gravou um vídeo convocando os fiéis para ajudar na paralisação geral do dia 28.

Seu colega na Paraíba, Manoel Delson Pereira da Cruz, também gravou um vídeo convocando o povo para as manifestações da próxima sexta-feira, fala essa que viralizou nas redes sociais. A Conferência dos Franciscanos e os evangélicos também são contra a reforma, assim como várias centrais sindicais de todo Brasil além da própria CNBB.


A maioria do povo é contra a mudança, mas indo na contra mão da maioria, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, anunciou que está ao lado de Michel Temer. É por essa e outras que não é de se estranhar a baixa popularidade tanto de Temer quanto do dirigente pernambucano.

*Foto: Jovem Pan/Uol

3 comentários:

  1. Pois ele está indo contra as próprias idéias do partido dele.... ouxe.... hehehehe Hoje inclusive saiu a notícia do PSB ser contra a reforma.
    A decisão do PSB de fechar questão contra a reforma da Previdência fragiliza o governo na tarefa de buscar apoio à proposta, avaliaram parlamentares nesta terça-feira, incluindo o relator da proposta, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA) e o vice-líder do DEM na Câmara, deputado Onyx Lorenzoni (RS).

    Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/brasil/decisao-do-psb-fragiliza-governo-para-aprovar-reforma-da-previdencia-avaliam-deputados-21255717.html#ixzz4fJDTtaeH

    http://extra.globo.com/noticias/brasil/decisao-do-psb-fragiliza-governo-para-aprovar-reforma-da-previdencia-avaliam-deputados-21255717.html

    ResponderExcluir
  2. Não sei se os ex-governadores Miguel Arraes de Alencar e Eduardo Campos compartilhariam com reformas para tirar direitos dos aposentados e dos trabalhadores.

    Terceirização irrestritas é o maior retrocesso juntamente com o fim da CLT.As ruas e as praças gritarão em 28 de abril de 2017 em todo o país e o incrível é que as bases estão se manifestando publicamente.

    ResponderExcluir
  3. 0 governador de Pernambuco esteve em Garanhuns.Eu ouvi o mesmo falando na Rádio Marano e não gostei quando ele pulou e saiu pela tangente quando Marcos Cardoso alertou a ele que a Estrada de Lagoa do Ouro era uma das piores com buracos pra tudo que é lado. E ele nada falou e não acrescentou nada e não prometeu nada.

    Este foi o motivo pela qual eu desisti de ir a reunião na qualidade do único FILIADO DO PSB que lhe dei apoio político para governador em 2014.Muitos rasgaram os retratos dele em meu carro com Fernando Bezerra Coelho,Marina Silva e Aécio Neves.

    0 governador deveria ter mais atenção a quem lhe deu total apoio em Lagoa do Ouro.Ele não veio a Lagoa do Ouro e mesmo assim as oposições lhe deram junto conosco 2.300 votos.

    Se eu fosse o governador,eu chamaria uma meia dúzia de prefeitos amigos e com os deputados ao seu lado e mandaria TAMPAR todos os mais de 5.000 buracos que existem no ASFALTO de Lagoa do Ouro a Garanhuns.

    A PE-203 é de responsabilidade do Governo do Estado de Pernambuco.Governador,política se faz prestigiando sua base política.A maior ingratidão de um político é atirar pedras ( ou deixar de colocar pedras nos buracos) e menosprezar quem lhe ajudou ontem!

    0 Jarbas Vasconcelos menosprezou os amigos e quando saiu candidato a governador em 2010 teve apenas em Lagoa do Ouro 112 votos. E não elegeu o filho vereador do Recife em 2012.0 maior erro de Dr Eduardo Campos foi subir no palanque dos adversários esquecendo os seus de longas datas.

    ResponderExcluir