Governo Municipal

Governo Municipal
Juntos por uma Grande Cidade

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

segunda-feira, 10 de abril de 2017

IZAÍAS, O GOVERNADOR E O ANTI-MARKETING POLÍTICO

Para o bem ou para o mal, o prefeito Izaías Régis (PTB) terminou atraindo sobre si os holofotes de toda imprensa de Pernambuco, ao se recusar a receber e aparecer ao lado do governador Paulo Câmara, semana passada, em Garanhuns.
Criticado por escudeiros de Câmara, como os deputados Romário Dias (PSD) e Danilo Cabral (PSB, o prefeito de Garanhuns revela estar tranquilo e disse que na verdade quis poupar o socialista de “ouvir umas verdades”.
Nas ruas da cidade e nas redes sociais muita gente apoiou a atitude do gestor.
Segundo Izaías, se ele estivesse com o governador teria de lembrá-lo que a violência aumentou muito no Agreste Meridional, na atual gestão,  e que em oito municípios da região não há um só policial para dar segurança ao povo. “E tem mais, os recursos do FEM prometidos aos municípios não estão sendo liberados”, frisou o petebista.
O jornalista Inaldo Sampaio acredita que Izaías antecipou o debate político de 2018, agindo como aliado do senador Armando Monteiro.
Na sua passagem pelo Agreste Meridional, Paulo Câmara anunciou ações na maioria dos municípios, mas a oposição de Brejão fez fotos do governador “inaugurando a instalação de uma caixa de 500 litros na zona rural” e espalhou a imagem no Facebook.

A imagem já circula inclusive pelo Recife, deixando o líder socialista na maior “saia justa”.
Nesse episódio de Brejão, podemos imaginar que a assessoria do governador falhou feio. Câmara deveria ter sido fotografado ao lado de 300 caixas d´água, inaugurando o tal "sistema simplificado de abastecimento d´água".
A imagem dele ao lado de apenas uma caixa, de 500 litros, é de uma infelicidade de dar dó. A assessoria do socialista permitiu que se fizesse o anti-marketing. 

5 comentários:

  1. Independente do prefeito apoiar ou não armando Monteiro, Garanhuns não tem NADA a ganhar com esse comportamento de Izaías. Os palanques serão armados no momento certo e não agora. Estar ao lado não é compactuar com tudo, agora vai dizer que Izaias governa Garanhuns com ausência total do Governo do Estado? Impossível. Além do que se for pra falar de verdades, para ambos haveria diversas verdades a serem ditas, não só ao governador. Um e outro são funcionários públicos e tem o dever de trabalharem em conjunto em nosso benefício, independente de serem do partido A ou B. Nós, contribuintes, somos os patrões de ambos, portanto, trabalhem MAIS e promovam-se MENOS.

    Crystiano Dias

    ResponderExcluir
  2. CHUVAS EM LAGOA DO OURO-PE.

    Depois de enfrentar a maior seca em Lagoa do Ouro quando todas as barragens e açudes secaram ,finalmente,podemos comemorar a chegada de uma trovoada de uns 25 minutos no dia 08 de abril (sábado) de 2017 nos sitios serra grande,cocal,timbó e serra do pedro deixando aproximadamente 40 açudes meios d!agua e outros encheram.0 rio riacho da palha e das correntes passaram a receber água. A barragem da Cova Triste e Riacho da palha receberam águas que já amenizarão em parte o sofrimento dos animais racionais e irracionais.Graças a mamãe natureza governada por DEUS TODO PODEROSO.

    Lagoa do Ouro, 10 de abril de 2017 às 15:00h.

    ResponderExcluir
  3. O que precisamos entender é que divergências partidárias não devem se sobrepor a relacionamentos institucionais. Municípios menores que a "cidade das flores", mas com gestores que não vestem a toga do orgulho por, politicamente, estarem em lados opostos deram um exemplo claro de como não misturar o mel com o fel, durante a realização do "Pernambuco em ação". Mostraram uma lição que o Prefeito de Garanhuns não aprendeu: diplomacia também é característica de um bom gestor. Izaías como prefeito não representa meramente Izaías da "Iza Calçados". A questão é mais ampla. É entre instituições. Em jogo estava a Prefeitura de Garanhuns e o Governo do Estado, que estendeu a mão. Não estava em jogo a relação PTB X PSB e as eleições de 2018. Assim, acredito que foi de uma infelicidade muito grande tal acontecimento, por uma razão simples: quem perde com isso é o povo, que se vê diante de um bloqueio institucional nocivo para o desenvolvimento da cidade.

    ResponderExcluir
  4. Pela primeira vez... Ponto pra Izaías, o marketing da hipocrisia política do "fazer média" com o governador não rendeu nada para Garanhuns até agora, não seria agra que iria começar a render, Paulinho que vá cantarolar em outra vizinhança...

    ResponderExcluir
  5. Pela primeira vez... Ponto pra Izaías, o marketing da hipocrisia política do "fazer média" com o governador não rendeu nada para Garanhuns até agora, não seria agra que iria começar a render, Paulinho que vá cantarolar em outra vizinhança...

    ResponderExcluir