Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

RAQUEL LYRA FAZ PRIMEIRA REUNIÃO PELA SEGURANÇA

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB) tem pressa em tirar Caruaru das manchetes negativas dos veículos de comunicação e nesta quarta-feira (11) reuniu-se com órgãos representativos da sociedade e apresentou o projeto “Juntos pela Segurança”, uma tentativa de reduzir a criminalidade em alta na cidade.

O objetivo da gestora é envolver todo mundo na luta contra a violência, de modo a devolver a tranquilidade aos moradores de Caruaru. “Não podemos mais esperar, precisamos de solução”, justificou Raquel.

Para enfrentar o desafio de oferecer mais segurança aos cidadãos, a prefeita criou a Secretaria de Ordem Pública, nomeando para titular da pasta o coronel Luís Aureliano, que já atuou na Secretaria de Defesa do Estado.

Durante a reunião de ontem o militar detalhou o projeto da Prefeitura, chamando a atenção para a importância da participação popular. A proposta do Governo Municipal, a seu ver, é uma medida significativa para garantir a segurança pública.

CRESCIMENTO - A violência nos últimos anos cresce praticamente em todas as regiões do Brasil, descontrolou de vez em Pernambuco,  no atual governo, e preocupa sobretudo na capital do Agreste, que já soma cerca de 350 mil habitantes.

Em 2015 Caruaru registrou um número de homicídios tão grande que foi destaque (negativo) até no Portal UOL, do grupo Folha de São Paulo, um dos mais lidos do país.

O ano passado o número de crimes de morte foi ainda maior, conforme reportagem da TV Jornal no final do ano.

Por conta dessa situação incômoda, na campanha política de 2016 o principal tema abordado pelos candidatos foi a insegurança no município, com Raquel Lyra (PSDB), Tony Gel (PMDB), Jorge Gomes e o Delegado Lessa (PSD) apresentando propostas de combate à violência.

Raquel já na campanha do segundo turno pregava que o problema só seria solucionado com um trabalho conjunto que unisse as polícias militar e civil, o Ministério Público, o Judiciário, Conselho Tutelar, Imprensa e a sociedade de maneira geral.

A tucana pelo menos está tentando e fazendo sua parte. Resta saber se as outras instâncias vão participar para que o “Juntos pela Segurança dê certo”.

*Foto: Blog de Mário Flávio

Nenhum comentário:

Postar um comentário